Publicidade

GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

“Queria que Messi tivesse nascido no Brasil”, admite Tite

tite-apresentacao-brasil-20062016_16fagwt9z9cva1upkhmkxt8zbr

O técnico da Seleção Brasileira, Tite, concedeu uma entrevista ao jornal espanhol AS. Na conversa, o treinador comentou sobre Messi, Neymar, Cristiano Ronaldo e explicou como fez para melhorar tanto o rendimento da Seleção em tão pouco tempo no comando da “amarelinha”.
Questionado se gostaria que o Messi tivesse nascido brasileiro o brasileiro foi enfático. “Sim, queria que Messi tivesse nascido no Brasil. Independentemente da grande rivalidade entre Brasil e Argentina, só se torna rival quem você admira. E nós temos uma admiração pelos argentinos. O Messi é impressionante. Sua capacidade criativa é extraordinária, fora dos padrões normais. Ele tem uma visão tridimensional e consegue ver o que os outros não veem”, afirmou o técnico.
Entretanto, Tite despistou sobre a sua preferência entre o argentino e o português Cristiano Ronaldo. “São estilos diferentes. Um deles é um artilheiro, finalizador, forte, vertical. O outro é lúdico, criativo, mágico, tem a capacidade de também participar do jogo individual. O posicionamento dos dois não é o mesmo. Os dois juntos destroçariam os rivais”, opinou o brasileiro.
O comandante ainda comentou sobre o desenvolvimento da principal estrela do futebol brasileiro atual. ” Neymar tem um 1 contra 1 incomparável, mas este ano ele tem desenvolvido uma capacidade impressionante de participar do jogo, tornou-se um mestre de assistências”, explicou o treinador.
Tite ainda comentou sobre as mudanças que ocorreram com a Seleção Brasileira desde o momento em que assumiu o cargo de comandante da equipe e como está. “Queria conhecer qual a melhor posição de cada jogador e onde cada um atua em seu clube. Onde Neymar produz mais? No Barcelona ele atua num 4-3-3 aberto pela esquerda? Então a ideia inicial é mantê-lo ali para que produza um papel tão bom quanto produz no Barcelona. E Coutinho? No Liverpool joga na esquerda, mas na Seleção tem que jogar na direita por causa do Neymar, mas ele possui, na Seleção, a mesma liberdade que possui no Liverpool”, finalizou o comandante.
Fonte:gazetaesportiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário