GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

sábado, 5 de junho de 2021

Seleção olímpica perde para a equipe principal de Cabo Verde

 



A seleção olímpica do Brasil perdeu neste sábado para o time principal de Cabo Verde, que ocupa o 73º lugar no ranking da Fifa. Os gols do amistoso disputado no Estádio Partizan, em Belgrado, foram do atacante Pedro (de pênalti), depois de Lisandro Semedo e Willy Semedo. Agora, o questionamento: até que ponto esse resultado, no mínimo histórico para a equipe africana, é um sinal de alerta para os Jogos Olímpicos de Tóquio?
A seleção brasileira olímpica volta a campo na próxima terça-feira, para enfrentar a Sérvia. O jogo acontece às 14h (de Brasília), no Estádio Karadorde, e o grupo Globo transmite a partida. Esse será o último compromisso do Brasil antes da divulgação da lista final para os Jogos Olímpicos de Tóquio. 

Brasil vence Equador por 2 a 0 e mantém invencibilidade nas Eliminatórias

 


A seleção brasileira venceu o Equador por 2 a 0, na noite de sexta (4), no Beira Rio, e manteve os 100% de aproveitamento na liderança da tabela após cinco jogos na Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar.

O triunfo, válido pela sétima rodada da competição, foi conquistado meio a uma grave crise de bastidores, que envolve insatisfação de jogadores, ameaça de demissão do técnico Tite e denúncia de assédio sexual contra Rogério Caboclo, presidente da CBF. 

Os gols da equipe nacional foram marcados pelo atacante Richarlison, com assistência de Neymar, e pelo próprio camisa 10 após pênalti sofrido por Gabriel Jesus, ambos já no segundo tempo.

O próximo duelo da seleção brasileira será na terça-feira (8), fora de casa, contra o Paraguai, às 21h30. Já os equatorianos recebem o Peru, às 18h. 


sexta-feira, 4 de junho de 2021

Vitória perde para Internacional pela Copa do Brasil e vira a chave para a estréia em casa pelo Campeonato Brasileiro série B

 


O Vitória foi derrotado pelo Internacional na última quinta-feira (3), no jogo de ida da terceira rodada da Copa do Brasil, pelo placar de 1 a 0. O Colorado agora tem a vantagem sobre o Leão e pode até empatar a partida de volta, na quinta-feira (10), que leva a classificação para a próxima fase. Criticados por suas torcidas, os dois times estavam há três jogos sem vencer antes desta partida.

Com o Vitória bem postado defensivamente, o Internacional precisou de um pênalti para furar o bloqueio: Thiago Galhardo sofreu falta dentro da área e cobrou a penalidade no meio do gol para abrir o placar. O que faltou mesmo ao Leão foi uma tentativa maior de se impor dentro de casa, mas a carência de criatividade e objetividade do time se traduziu no domínio absoluto das ações por parte do Colorado, que terminou com 76% de posse de bola.

Os clubes agora voltam suas atenções a suas respectivas divisões do Brasileirão. O Vitória recebe o Náutico, no Barradão, na segunda-feira (7), pela segunda rodada da Série B. Já o Internacional vai até o Ceará enfrentar o Fortaleza, no domingo (6), pela elite do Campeonato Brasileiro.


Mesmo com derrota, boa atuação em Minas anima Juazeirense para estreia na Série D

 


Nesta quinta-feira (3), a Juazeirense perdeu para o Cruzeiro por 1 a 0, na primeira partida da terceira rodada da Copa do Brasil. A vantagem agora é da Raposa, que pode até empatar com o Cancão de Fogo no jogo de volta, na quarta-feira (9), que leva a classificação para a próxima fase.

Com placar magro, o jogo foi bem parelho, com as chances mais claras da primeira etapa sendo criadas pela Juazeirense. O time do interior baiano segurou o ímpeto cruzeirense e tem a chance de reverter o placar dentro de casa, no Adauto Moraes. Com o resultado favorável, o Cruzeiro voltou a vencer após três jogos sem vitórias.

O foco dos clubes agora é no Brasileirão. A Juazeirense vai até Sergipe enfrentar o Itabaiana, no domingo (6), na estreia da Série D. Já o Cruzeiro vai enfrentar o CRB, no domingo (6), pela Série B do Campeonato Brasileiro.


quarta-feira, 2 de junho de 2021

Bahia vence o Vila Nova em Goiânia e fica em vantagem na Copa do Brasil

 


O Bahia venceu o Vila Nova por 1 a 0 nesta terça-feira (1º), em Goiânia, e abriu vantagem na terceira fase da Copa do Brasil. A única bola na rede anotada na partida foi de Rodriguinho, no início da segunda etapa.

 

Com o resultado, basta um empate na segunda partida para o Esquadrão garantir a classificação. As duas equipes se reencontram no próximo dia 9 de junho, às 19h, em Pituaçu.

 

Antes, o Tricolor volta a jogar pelo Brasileirão no próximo sábado (5), às 21h, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.


ESPN e Fox Sports, do grupo Disney, irão transmitir Copa América na TV fechada

 


Os canais ESPN e Fox Sports, do grupo Disney, adquiriram os direitos de transmissão da Copa América para a TV fechada, e irão fazer a cobertura da competição no Brasil. A informação foi divulgada inicialmente pelo jornal Lance, e confirmada pelo Bahia Notícias. 

 

O BN apurou que o evento já vinha sendo negociado há mais de um mês pela Disney com a Conmebol, desde quando as sedes da Copa América seriam Colômbia e Argentina. Depois da desistência desses dois países e do anúncio do Brasil como país-sede, outros canais de TV por assinatura demonstraram interesse nos direitos de transmissão. Entretanto, a Disney já tinha prioridade por estar negociando há mais tempo. 

 

Vale lembrar que, no futebol, as emissoras do grupo já transmitem os campeonatos Inglês e Espanhol, além da Libertadores da América. Nesta terça-feira (1º), o presidente Jair Bolsonaro confirmou a realização da competição no Brasil. As sedes serão Distrito Federal, Goiás, Rio de Janeiro e Mato Grosso. 

 

Inicialmente, o torneio aconteceria em duas sedes: Colômbia e Argentina. Contudo, o primeiro país desistiu por causa das tensões sociais que vive atualmente. O segundo, em virtude do avanço de casos de Covid-19. 


terça-feira, 1 de junho de 2021

Pietro Fittipaldi volta a Indianápolis após acidente e quer repetir os passos do avô

 


Em maio de 2018, todas as vezes em que circulava no entorno do Motor Speedway, autódromo nos EUA onde são realizadas as 500 Milhas de Indianápolis, Pietro Fittipaldi, 24, ficava frustrado.
 

Nos muros do local, são estampados todos os anos fotos dos pilotos que vão competir naquela que é uma das mais tradicionais provas do automobilismo mundial. O retrato do brasileiro estava lá em 2018, mas um acidente, sofrido semanas antes, durante o Mundial de Endurance, o impediu de disputar a corrida.
 

"Eu andava na rua de cadeira de rodas e via meu sobrenome, minha foto e pensava: quando vou ter outra oportunidade de correr novamente as 500 Milhas?", lembra Fittipaldi.
 

A resposta: dois anos depois. Neste domingo (30), ele disputará pela primeira vez a prova, a partir das 13h (de Brasília), com transmissão da TV Cultura.
 

"Eu coloquei na minha cabeça que um dia eu voltaria aqui para correr. Não sabia quando, mas voltaria. O negócio é ser persistente", orgulha-se.
 

A persistência o ajudou a se recuperar de um acidente que provocou uma fratura exposta em sua perna esquerda e outra de menor grau perto do osso do tornozelo direito, além do rompimento dos ligamentos do joelho.
 

Tudo isso ocorreu após uma forte batida durante a abertura do Mundial de Endurance, em maio de 2018, em Spa-Francorchamps, na Bélgica. Após uma falha nos freios de seu carro, ele bateu logo na entrada da curva Eau Rouge, a mais famosa do circuito, destruindo toda a dianteira do veículo.
 

Mesmo sem poder correr, ele viajou para Indianápolis no fim daquele mês e morou em um motorhome em frente ao autódromo durante dois meses, com sua mãe. Junto à família, ele optou por fazer o tratamento com médicos americanos.
 

Depois de se recuperar, o neto de Emerson Fittipaldi, 74, bicampeão mundial de F1 (1972 e 1974) e duas vezes vencedor das 500 Milhas (1989 e 1993), acumulou novas experiências em outras categorias de carros monopostos até ter outra chance em Indianápolis.
 

A principal delas foi em 2020, quando ele teve a oportunidade de disputar duas corridas na F1. Na ocasião, substituiu o francês Romain Grosjean, 35, que havia sofrido um acidente durante o GP do Bahrein.
 

Pietro pilotou o carro da equipe Haas nas etapas de Sakhir e Abu Dhabi, nas quais terminou em 17º e 19º, respectivamente.
 

Ainda que os resultados não tenham sido tão empolgantes, foram suficientes para ele encerrar a ausência de brasileiros na categoria desde a despedida de Felipe Massa, em 2017.
 

De volta aos EUA neste ano, em que vai se dividir como piloto reserva da Haas e o titular da Dale Coyne, na Indy, Fittipaldi acredita que seu carro tem condições de brigar pela vitória. Além dele, Tony Kanaan e Hélio Castroneves também representarão o país nas 500 Milhas.
 

"A gente tem uma boa chance para a corrida. Eu estou largando em 13º, o Helinho em oitavo e o Tony está em quinto. Estamos em equipes boas, competitivas, com chances de ganhar. Imagina se dá um top 3 todo do Brasil. Nós três estamos com carros bem competitivos", afirma Pietro.
 

O Brasil tem sete vitórias na prova. A última delas foi em 2013, quando Tony Kanaan teve o prazer de fazer sua tradicional comemoração bebendo leite.
 

Além dessa, as vitórias do avô Emerson também são inspirações para Fittipaldi. "Eu vi as corridas dele no YouTube. É muito emocionante pode assistir e ver as vitórias dele. É muito importante para mim. Você consegue ver a emoção do piloto depois que ele ganha as 500 Milhas. É um negócio incrível."
 

"Estou bastante ansioso. É a maior corrida do mundo", completa.


segunda-feira, 31 de maio de 2021

Com lesão de Thiago Silva, Rodrigo Caio é convocado para a Seleção Brasileira

 


O zagueiro Rodrigo Caio foi convocado pelo técnico Tite para os próximos dois compromissos da Seleção Brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Ele vai substituir o também defensor Thiago Silva que sofreu uma lesão na coxa esquerda.

 

Thiago Silva se machucou no último sábado (29) durante a final da Champions League vencida pelo Chelsea por 1 a 0 sobre o Manchester City. Ele vai se apresentar na Granja Comary, no Rio de Janeiro, para fazer tratamento visando a disputa da Copa América, marcada para o dia 14 de junho. Porém, o torneio continental ainda é uma incógnita, devido a pandemia do novo coronavírus na Argentina (leia aqui). Já Rodrigo Caio, chamado pela oitava vez, deve se integrado ao elenco do selecionado nesta segunda-feira (31), junto com os já convocados anteriormente, o meia Everton Ribeiro e o atacante Gabigol, este último não atuou na vitória do Flamengo sobre o Palmeiras por 1 a 0, neste domingo (30), mas não deverá ser problema para Tite.

 

O Brasil entra em campo na próxima sexta (4), às 21h30, no Beira-Rio, para enfrentar o Equador, pela sétima rodada das Eliminatórias. Depois, na terça (8), no mesmo horário, o time Canarinho visita o Paraguai, no Defensores del Chaco, pela oitava jornada.


Conmebol anuncia suspensão da Copa América na Argentina

 



A Conmebol anunciou na noite deste domingo (30) que a Copa América está suspensa. O torneio seria realizado na Argentina, mas o avanço da pandemia de Covid-19 no país obrigou a entidade a tomar essa decisão.
 

A competição estava prevista para começar em 11 de junho. A atual edição era para ter sido realizada no ano passado, mas acabou adiada em um ano também em razão da expansão do coronavírus.
 

"A Conmebol informa que pelas presentes circunstâncias decidiu suspender a organização da Copa América na Argentina. A Conmebol analisa a oferta de outros países que manifestaram interesse em sediar o torneio continental", disse a confederação em comunicado nas redes sociais.
 

Momentos antes do anúncio da suspensão, o ministro do Interior da Argentina, Wado de Pedro, adiantou que o país deixaria de ser a sede do torneio devido à situação da pandemia. "Estamos muito preocupados não apenas com Buenos Aires, mas com as outras capitais que seriam sede do torneio e que estão com uma situação epidemiológica complicada."
 

Não está descartado o cancelamento da competição. O conselho da entidade vai se reunir de forma emergencial nesta segunda (31), às 9h (de Brasília), para decidir o futuro do campeonato.
 

Esse foi mais um revés para a Conmebol, que tinha como ideia inicial fazer a competição tanto na Argentina quanto na Colômbia.
 

As coisas começaram a degringolar no último dia 20 de maio, quando a entidade anunciou a retirada da Colômbia como sede.
 

A seleção brasileira, inclusive, faria sua estreia na Copa América contra a Venezuela, em solo colombiano, no dia 14.
 

A Conmebol havia chegado à conclusão de que o país, agitado por protestos sociais há semanas, não reunia condições de receber as partidas do torneio.
 

A decisão foi anunciada um dia depois de uma grande manifestação contrária à Copa América, em Bogotá. “Se não há paz, não há futebol”, dizia a frase exibida em cartazes e também pichada nas paredes do estádio El Campín, um dos campos que receberia jogos do torneio.
 

A Colômbia vive um ambiente de acentuada tensão social, com protestos contra uma reforma tributária proposta pelo governo.
 

A repressão policial teve momentos pesados, e os conflitos resultaram em dezenas de mortos.


Morre Jason Dupasquier, piloto que se acidentou no GP de Moto3

 


Após acidente sofrido no treino classificatório para o GP da Itália de Moto3, o piloto luso-suíço Jason Dupasquier, 19 anos, veio a óbito neste domingo (30). O atleta, que era considerado um dos destaques da categoria, caiu no minuto final do circuito, foi atingido por pelo menos mais uma moto e, após perceberam que estava desacordado, a equipe médica o socorreu ainda na pista.

 

O atleta teve de ser transferido de helicóptero com urgência para o Hospital Universitário de Careggi, em Florença. Até o momento, os socorristas já haviam diagnosticado “politraumatismo e estado grave”. Jason passou por uma cirurgia toráxica devido ainda a uma lesão vascular. Boletim médico citou também “graves lesões cerebrais”.

 

Jason Dupasquier era filho do ex-piloto Philippe Dupasquier. Nasceu em 9 de julho de 2001 e iniciou a carreira cedo, aos 14 anos. Aos 15, venceu o Campeonato Alemão de Moto3, o que acelerou a carreira no esporte. Ainda este ano, pontuou cinco corridas seguidas e vinha tendo uma evolução confortável para a chegada ao pódio.


domingo, 30 de maio de 2021

Thiago Silva celebra título do Chelsea e aponta coragem de Tuchel: 'A gente mereceu'

 


No último sábado (29), o Chelsea passou por cima do favoritismo do Manchester City e conquistou a Liga dos Campeões da Europa após vencer por 1 a 0 no estádio do Dragão, em Lisboa, com gol marcado pelo alemão Havertz. Com a taça nas mãos, o zagueiro Brasileiro Thiago Silva celebrou, elogiou o técnico Thomas Tuchel e lembrou do vice em 2020 com o Paris Saint-Germain.

 

"Ano passado, eu e a comissão técnica batemos na trave. Este ano, de uma maneira muito heroica, o homem chega e muda o time de forma corajosa. A gente mereceu. Muitos acharam que não éramos favoritos. Na final tudo se iguala", disse.

 

Muito querido pela torcida, o jogador também destacou o trabalho que vem realizando no clube.

 

"Eu, particularmente, estou muito feliz aqui. Nem nos meus maiores sonhos imaginaria isso. Primeiro ano de Chelsea, ser aclamado assim. Eu não gosto de falar de mim, mas estou muito orgulhoso por tudo que eu fiz", pontuou.

 

Thiago Silva foi substituído do jogo no primeiro tempo com uma lesão. Incerto sobre sua participação nos próximos jogos da Seleção Brasileira, o experiente defensor não escondeu que sonha em jogar mais uma Copa do Mundo.

 

"Sou um cara sonhador, quem me conhece sabe. Mas não basta sonhar, tem que trabalhar e ser resiliente. Acredito que eu seja isso. Temos a Copa América. Não sei como vai ficar essa lesão. Temos eliminatórias e Copa do Mundo, nosso maior sonho", projetou.