CÂMARA DE VEREADORES DE CAIRU

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Neto Baiano salienta: "Decidimos que íamos chegar e chegamos"

neto baiano atacante do vitoria (Foto: Raphael Carneiro/Globoesporte.com)
Segundo as declarações do atacante Neto Baiano o mérito do Vitória seguir na briga por uma vaga no grupo de acesso à elite do futebol brasileiro nesta reta final da competição, não se resume exclusivamente ao trabalho que tem sido comandado pelo técnico Vágner Benazzi. O atleta salienta que todo o grupo se comprometeu em alcançar o objetivo do rubro-negro baiano que é retornar à Série A.

"Não foi ele sozinho que levou esse grupo. Decidimos que íamos chegar e chegamos. Benazzi tem muita contribuição, mas a parte maior é dos jogadores. Se os jogadores não quiserem, não tem como. Não vai ter Luxemburgo que dê jeito. Para mim, não foi ele que fez o grupo estar como está hoje", disse o artilheiro do Leão na competição com 14 gols.

Neste sábado (19), o Vitória enfrenta o São Caetano, no Estádio Manoel Barradas, partida válida pela 37ª rodada do BR.

As informações são do Portal GloboEsporte.com

R10 não acende estrela, e relação do Fla com patrocinador sofre abalo

Craque foi o único que não entrou em campo com a camisa especial em homenagem ao Mundial de 81. Executivos da 9ine e da P&G se irritam

Ronaldinho na entrada de campo do Flamengo (Foto: Alexandre Loureiro / VIPCOMM)

A estrela da companhia não brilhou. Nem em campo, nem na ação de marketing do patrocinador principal do Flamengo. Na entrada no gramado do Engenhão para o jogo contra o Figueirense, os jogadores titulares e reservas do Rubro-Negro vestiam duas camisas. Exceto Ronaldinho. Por baixo, a normal de jogo, com a marca Gillette no peito e Duracell às costas. Por cima, um modelo comemorativo. A estrela acima do escudo ganhou uma pequena lâmpada. Ela foi acesa em homenagem aos 30 anos do título mundial rubro-negro. Pilhas em um dos braços dos atletas faziam a estrela brilhar. Pouco antes de a partida começar, o modelo especial fora retirado.
O vice de marketing do clube, Henrique Brandão, não soube explicar o fato de R10 não ter participado e disse que a Procter & Gamble não pagou nenhum valor adicional pela iniciativa.
- É a nossa patrocinadora principal e esta foi uma ação pontual. Está dentro do nosso contrato. Talvez ninguém tenha orientado o Ronaldo a usar a camisa e a acender a estrela. Mas o importante foi que o time usou – disse, após o jogo.
fonte: globoesporte.com

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Mesmo sem brilhar, Inter vence Bahia e mantém chances de Libertadores





 O Internacional não mostrou nada muito diferente das últimas rodadas, mas conseguiu o seu objetivo. Sem brilhar nem ser 'mais guerreiro', como pedia a faixa estendida atrás de um dos gols do Beira-Rio, o Colorado venceu o Bahia por 1 a 0 na noite desta quarta-feira. O gol da vitória foi marcado por Gilberto, aos nove minutos de partida.
Com o resultado, o time do técnico Dorival Junior chegou a 54 pontos conquistados, ultrapassando o São Paulo e ficando a um de Botafogo e Flamengo, na sétima colocação. Enquanto isso, o Tricolor fica em 13º, com 42.
Na próxima rodada, os gaúchos têm mais uma 'decisão' na luta para carimbar sua passagem ao torneio continental, contra o Botafogo, no Engenhão. Já os baianos recebem o Palmeiras, no duelo de duas equipes já desinteressadas no torneio.

gazetaesportiva.com.br

Na luta contra degola, Palmeiras empata com Vasco e 'ajuda' rival


O Palmeiras ainda não conseguiu se livrar totalmente do risco do rebaixamento, mas somou mais um ponto na luta contra a parte de baixo da tabela. Desta vez, o Verdão ajudou o Corinthians ao empatar por 1 a 1 com um dos postulantes ao título, o Vasco, que ficou mais distante da liderança.
A equipe de Luiz Felipe Scolari ignorou a interferência de seu resultado para o maior rival e equilibrou as forças no Pacaembu, na noite desta quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro.
Dedé abriu o placar para o Vasco logo no início do jogo, mas Luan empatou no segundo tempo. A torcida do Palmeiras também ignorou a rivalidade e apoiou o time alviverde, que chegou aos 43 pontos, na 12ª posição.
Já o Vasco ficou em desvantagem na briga com o Corinthians, pois encerra a rodada com 62 pontos. O time de Parque São Jorge assumiu a liderança isolada com a vitória sobre o Ceará, que, por sinal, é concorrente do Palmeiras na briga contra a degola.
O Palmeiras volta a campo na noite de domingo, quando duela com o Bahia, no Pituaçu. Já o Vasco tem compromisso no sábado, diante do Avaí, em São Januário.

gazetaesportiva.com.br

Ramírez marca e garante vitória e liderança isolada ao Corinthians



 
O Corinthians penou, mas cumpriu o objetivo em Fortaleza na noite desta quarta-feira ao derrotar o Ceará por 1 a 0. O gol foi anotado pelo meia peruano Ramírez, que entrou na etapa final de jogo. O resultado magro faz a equipe abrir dois pontos para o Vasco (que no mesmo horário empatou com o Palmeiras e chegou a 62) e se isola na liderança do Campeonato Brasileiro.
No domingo que vem, os comandados do técnico Tite terão pela frente o Atlético-MG, no Pacaembu. Com 35 pontos ganhos e ainda na zona de rebaixamento para a segunda divisão nacional, o Ceará volta a campo um dia antes, no sábado, quando visita o Grêmio, no Olímpico.
A vitória do líder mais uma vez foi no limite. A equipe fez um primeiro tempo chocho, sufocada pelo Ceará, que não contava com uma noite memorável do goleiro Julio Cesar. No segundo tempo, o treinador corintiano resolveu dois problemas da equipe de uma só vez tirando Danilo para promover a entrada de Ramírez: além de tirar de campo uma peça que pouco criava, ele ainda viu o suplente decidir a partida ao fazer um belo gol aos 35 minutos da segunda etapa.
O jogo - Precisando vencer para deixar a zona de rebaixamento, o time da casa foi para cima desde o início e criou as melhores oportunidades da etapa inicial. A primeira delas saiu logo aos seis minutos. Livre, o volante João Marcos recebeu cruzamento na área e cabeceou baixo, no canto direito de Julio Cesar, que esticou o braço para espalmar a bola para fora e evitar o gol.
A boa chance desperdiçada não seria a única. Sete minutos mais tarde, o zagueiro corintiano Leandro Castán bobeou à frente de Osvaldo, que cruzou rasteiro para o meio da área buscando Felipe Azevedo e viu o lateral direito Alessandro se antecipar para colocar pela linha de fundo. Depois disso, Julio Cesar ainda salvou cabeceio no canto esquerdo e viu Felipe Azevedo chutar por cima do gol ao chegar sozinho até a área. Isso tudo ainda na metade do primeiro tempo.
Bem postado defensivamente e tendo sucesso na velocidade de Osvaldo pelas duas pontas do campo, o Ceará praticamente não foi ameaçado até a volta para o vestiário. O Corinthians só assustou a torcida cearense em duas faltas. Na primeira, o goleiro Fernando Henrique soltou a bola na área, mas foi beneficiado por choque com Paulo André. Já na outra, Fábio Santos bateu forte pela direita, e a bola passou perigosamente perto da trave direita do arqueiro adversário.

gazetaesportiva.com.br

Uefa define cabeças de chave e Eurocopa pode ter "grupo da morte

A Uefa definiu nesta terça-feira os potes para o sorteio dos grupos da Eurocopa de 2012, que será realizado no dia 2 de dezembro, em Kiev. Além de Ucrânia e Polônia, que sediarão o torneio, Espanha e Holanda foram escolhidas como cabeças de chave por terem o melhor desempenho em um ranking definido pela entidade, que leva em conta a fase final da Eurocopa de 2008, a Copa do Mundo de 2010 e as eliminatórias para a Euro-2012.
Dessa forma, equipes de tradição no continente poderão se encontrar já na primeira fase do torneio continental. Espanha, Alemanha, Portugal e França, por exemplo, poderiam formar o chamado "grupo da morte" da competição. Outra possibilidade seria um encontro entre Holanda, Inglaterra, Portugal e França.
A próxima Eurocopa será disputada entre os dias 9 de junho e 1º de julho de 2012. As 16 seleções classificadas serão divididas em quatro grupos de quatro, sendo que as duas equipes mais bem colocadas em cada chave avançam para as quartas de final.
Veja como ficaram os potes para o sorteio da Eurocopa de 2012:
Pote 1 (cabeças de chave): Espanha, Holanda, Polônia (sede) e Ucrânia (sede)
Pote 2: Alemanha, Itália, Inglaterra e Rússia
Pote 3: Croácia, Grécia, Portugal e Suécia
Pote 4: Dinamarca, França, República Checa e Irlanda


gazetaesportiva.com.br

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Uruguai encerra o ano com vitória sobre Itália; Alemanha goleia Holanda

Comemoração gol Sebastian Fernandez - Itália x Uruguai (Foto: Reuters)
Campeã da Copa América e líder das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014, o Uruguai encerrou seu "ano mágico" com vitória por 1 a 0 sobre a Itália, nesta terça-feira, em amistoso realizado em Roma.
O gol da partida foi marcado por Sabastian Fernandez logo aos três minutos do primeiro tempo, com um chute da marca de pênalti após cruzamento da direita. Sem nomes como Loco Abreu, Diego Forlán e Luis Suárez, o técnico Óscar Tábarez montou a Celeste com Muslera, Cáceres, Lugano, Godin, A. Pereira, M. Pereira, Perez, C. Rodriguez, Rios, Fernandez e Cavani. Coates, Eguren, Gonzalez e Alfaro também jogaram.
Na Azzurra, que estreou a camisa que será usada na Eurocopa de 2012, Cesare Prandelli escalou Buffon, Maggio, Ranocchia, Chiellini, Balzaretti, De Rossi, Pirlo, Marchisio, Montolivo, Osvaldo e Balotelli. Pepe, Pazzini e Matri entraram na segunda etapa.
O próximo amistoso marcado da seleção uruguaia é contra a Romênia no dia 29 de fevereiro de 2012. Pelas eliminatórias, a Celeste volta a campo apenas em 2 de junho contra a Venezuela, em Montevidéu. A Azzurra está classificada para a Eurocopa, que ainda irá definir a tabela.
fonte:globoesporte.com

Kleber confirma acerto com o Grêmio e elogia o clube

Kleber - Palmeiras (Foto: Ari Ferreira)
O atacante Kleber finalmente anunciou seu futuro. O jogador definiu que vai defender o Grêmio na próxima temporada. Para acontecer o anúncio oficial, falta apenas uma acerto entre os gaúchos e o Cruzeiro, que detém 50% de seu vínculo econômico.

- Eu disse sim ao Grêmio. Pensei muito, conversei com meus familiares, o prazo se esgotou e eu resolvi que a proposta é muito boa. Estou aceitando. Será uma honra jogar pelo Grêmio, um clube grande que está montando uma equipe forte para o ano que vem - afirmou o atleta em entrevista à Rádio Gaúcha.
- Ainda faltam algumas partes da negociação. O Palmeiras e o Cruzeiro. Na verdade, o Palmeiras aceitou, o Cruzeiro é que está emperrando um pouco a parte que eles têm. Mas estou confiante que tudo se acerte logo. Acredito que jogarei no Grêmio na próxima temporada. Vamos esperar só esta parte - completou.
Por causa de um acordo com o Verdão, o Cruzeiro precisa dar o aval para qualquer negociação envolvendo o Gladiador com valores abaixo de 6 milhões de euros (cerca de R$ 14,4 milhões). 

O diretor-executivo do Grêmio, Paulo Pelaipe, já tinha confirmado no início da tarde desta terça-feira o sucesso na negociação com o atacante, faltando apenas o sinal verde dos mineiros.

O Tricolor Gaúcho ofereceu R$ 5 milhões ao Palmeiras pelo jogador. O salário é de R$ 500 mil por mês, com luvas de R$ 1 milhão. O vínculo, que começa a valer em janeiro de 2012, é de cinco anos.

- Disse sim. Vai ser um prazer jogar em um time grande como o Grêmio, que tem uma história maravilhosa e uma torcida fanática. Joguei lá no Sul contra o Grêmio e sei como é. É difícil jogar lá. Espero, se tudo correr bem, que a gente possa fazer com que os adversários tremam em jogar no Sul - declarou Kleber.

fonte:lancenet.com.br

Corinthians pode ser campeão no domingo se Verdão vencer Vasco

Apesar de acirrada a disputa pelo título, o líder Corinthians poderá ser campeão em casa, no domingo, diante do Atlético-MG. Para continuar nessa condição até lá, precisa primeiramente de combinação favorável nesta quarta-feira: vitória sobre o Ceará, em Fortaleza, e derrota do vice-líder Vasco para o Palmeiras, no Pacaembu.

Depois disso, a combinação fica um pouco mais complicada. No fim de semana, além de bater o Atlético-MG, em casa, a equipe terá que contar com nova derrota do Vasco (para o Avaí, como mandante), enquanto Fluminense, Figueirense e Botafogo poderão ter somado máximo de quatro pontos cada em duas rodadas.

"Tem que ter tranquilidade e sabedoria, porque o momento é delicado. Um passe errado pode botar um ano todo no buraco", diz o atacante Emerson, bicampeão em 2009 e 2010 e que diz não torcer pelo Palmeiras diante do segundo colocado Vasco. "Temos que pensar no nosso jogo. Se começarmos a pensar no jogo do Vasco contra o Palmeiras, a gente esquece o nosso jogo".

O camisa 11 alvinegro acrescenta ainda que não apenas Corinthians e Vasco, desgarrados por cinco pontos do terceiro colocado Fluminense, estejam na disputa. "Está aberto. Quem bobear pode ficar atrás até do Figueirense (quarto colocado, também com 56 pontos), que está fazendo uma bela campanha e sendo a novidade do segundo turno. Pode haver outra surpresa. Têm outros times brigando pelo título", encerra o jogador corintiano mais em alta neste momento.

fonte:gazetaesportiva.net

Visitas de Ricardo Gomes, um ânimo a mais para o elenco do Vasco

Participação do treinador, que se recupera de um AVC, tem se mostrado decisiva nesta reta final da temporada

Jogadores do Vasco e Ricardo Gomes (Foto: Marcelo Sadio/Vasco.com.br)
O contato de Ricardo Gomes com o elenco vascaíno tem se mostrado decisivo nesta reta final de temporada. Quando o treinador falou com os jogadores antes das partidas, os resultados não foram outros que não a vitória. O clássico de domingo foi apenas mais uma prova de que a história de superação e luta do treinador tem inspirado o grupo cruz-maltino a se doar ainda mais em campo em busca de novas conquistas este ano.


E a boa notícia para a torcida vascaína é que os encontros podem se tornar cada vez mais constantes nos próximos dias, já que Fábio Guimarães, médico que acompanha a recuperação do treinador de perto, garante que Ricardo Gomes está totalmente liberado a sair de casa e, inclusive, comparecer aos jogos sem qualquer restrição.

fonte: lancenet.com.br

Ameaça à 'Libertadores carioca', Figueira é alvo de atenção no Rio

Julio Cesar e Wellington Nem comemoram gol do Figueirense (Foto: Ag. Estado)
A ótima fase dos cariocas no Brasileiro indicava que pela primeira vez uma Taça Libertadores contaria com os quatro grandes numa só edição. Curiosamente, um "intruso" repleto de jogadores radicados esportivamente no Rio, o Figueirense, entrou com força no G-5 e, momentaneamente, barrou o Flamengo da "festa". Vice-líder do returno, com seis vitórias consecutivas e há 13 jogos sem perder, o time de Jorginho, atualmente quarto colocado, encara o Rubro-Negro nesta quinta-feira, às 20h30m (de Brasília), no Engenhão. Apesar de ser um clube menos tradicional do que o Fla e de ter a camisa listrada em preto e branco, ninguém se arrisca a tratá-lo como zebra.
- Temos que buscar nossa vaga na Libertadores. E para isso será importante vencer o confronto direto com o Figueirense. Nosso adversário é o time que mais cresceu nessa reta final. Precisamos nos preparar muito bem para esse jogo - avisou o técnico do Flamengo, Vanderlei Luxemburgo.
fonte: globoesporte.com

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Brasil fecha o ano vencendo e não convencendo

Gol do Jonas - Brasil x Egito (Foto: Fadi Al-Assaad/Reuters)
O ano terminou para a Seleção Brasileira com uma vitória sobre o Egito por 2 a 0, no amistoso desta segunda-feira. O atacante Jonas, autor dos dois gols, foi o nome da noite. Porém, como ocorre nestes períodos, é momento para Mano Menezes refletir. No longo caminho até 2014, o treinador fecha um ano aquém de suas expectativas. A Seleção não fez uma partida convincente sequer e não venceu os amistosos que fez contra grandes seleções.
Esqueça o tal Superclássico das Américas, que nada mais foi que um duelo entre equipes B de Brasil e Argentina. O Brasil começou 2011 perdendo para a França por 1 a 0, ainda empatou sem gols com a Holanda e levou um vareio da Alemanha na derrota por 3 a 2. Na Copa América, a única vitória foi sobre o Equador por 4 a 2. As demais apresentações no torneio continental foram sofríveis. Afinal quem se esqueceu do 0 a 0 contra a Venezuela, ou da eliminação diante de um retrancado Paraguai com direito aos jogadores brasileiros terem desperdiçado todos as cobranças na disputa por pênaltis?
O Egito até mostrou ser um time taticamente organizado, e só. Os egípcios não estão na primeira linha do futebol mundial, longe disso, logo chega-se à conclusão que o Brasil não fez mais do que a sua obrigação em Doha. O "sparring" da vez não passou do meio de campo e só deu dois chutes a gol, um em cada tempo, e ambos terminaram em defesas de Diego Alves. Por mais que o treinador venha dizer que se trata de um adversário forte, com jogadores que possuem experiência internacional, qualquer um percebe que a seleção africana é um time de qualidade discutível.
As observações que foram possíveis de ser feitas foram que Hernanes tem lugar no meio de campo e Hulk pode ser titular do ataque. Jonas, embora tenha marcado os dois gols e se apresentado bem, representa apenas uma opção para Leandro Damião. Bruno César também aproveitou bem as chances que teve nos amistosos de segunda categoria, contra Gabão e Egito. Mesmo a concorrência sendo grande em sua posição, neste momento há Kaká, Paulo Henrique Ganso e Oscar, o meia do Benfica provou que deve ser olhado com mais atenção.
Sobre Hulk, o jogador do Porto foi o melhor da Seleção Brasileira nesta segunda-feira. Desde os primeiros minutos mostrou muita vontade e conseguiu fazer boas jogadas. As grandes chances da equipe saíram de seus pés, e tanto ele fez que acabou dando a assistência para o primeiro gol aos 38 minutos do primeiro tempo. O atacante, que joga mais como um ponta, desceu pela esquerda e cruzou. A bola encontrou o joelho de Jonas na pequena área e morreu nas redes de El Shenawy.
O goleiro egípcio ainda colaboraria para o segundo gol brasileiro. Bruno César bateu falta na área e Fernandinho resvalou de cabeça, El Shenawy bateu roupa e o Jonas, outra vez no melhor estilo centroavante, não perdoou.
Pronto, a partida estava resolvida. Pois improvável que a inoperância do Egito pudesse representar algum risco. Os africanos quase levaram ainda o terceiro no fim, quando Dudu acertou a trave. 
Agora Mano Menezes terá algum tempo para pensar em 2012. Quem sabe um de seus desejos para o ano que está por vir não possa ser a marcação de amistosos que realmente possam representar alguma coisa para a Seleção Brasileira? O torcedor brasileiro agradeceria, e muito.

fonte:lancenet.com.br


R10: salários atrasados, jejum de gols e vida agitada de volta à pauta

Durante a semana, questionado sobre Thomás e Muralha, Vanderlei Luxemburgo tirou o foco das novas promessas do Flamengo e citou Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves como jogadores que precisam ser decisivos em momentos importantes. O camisa 10 passou em branco na derrota por 2 a 0 para o Coritiba neste domingo. Com atuação apagada, a estrela principal da companhia está sem brilho. O último gol foi no empate em 1 a 1 com o Atlético-MG, no dia 21 de setembro
ronaldinho gaucho flamengo emerson coritiba (Foto: Marco André Lima / Agência Estado)

Ronaldinho tem sido notícia mais fora do que dentro de campo. Por conta de problemas entre Traffic e Flamengo, o camisa 10 não recebe grande parte dos salários há três meses. Depois de três reuniões na semana passada, a expectativa é que o clube assine novo contrato com a empresa nos próximos dias. Só então, o dinheiro (cerca de R$ 2 milhões) deverá ser depositado.
Durante o Brasileirão, depois de diversas aparições públicas em incursões noturnas, Ronaldinho caiu de produção e a agitada vida fora das quatro linhas foi motivo de preocupação no Rubro-Negro. O camisa 10 saiu de cena e subiu de produção.
Mas Ronaldinho voltou a ser figurinha carimbada nas noites cariocas. E a cúpula de futebol tem conhecimento dos excessos do jogador.
Ronaldinho soma 13 gols na competição, mas na reta final não tem sido o jogador decisivo que Luxa espera: Além disso, já levou dez cartões amarelos e um vermelho no Brasileirão. Contra o Coritiba, Ronaldinho errou um domínio de bola no meio-campo e, na sequência da jogada, o Coxa fez o segundo gol.
Durante a semana, Vanderlei deixou claro que os jogadores mais experientes do time é que devem ter maior responsabilidade. O treinador tira o peso dos ombros dos mais jovens e tem repetido esse discurso:
- A responsabilidade de conduzir a equipe é do Ronaldinho, do Thiago Neves, dos mais experientes.
Com a segunda-feira de folga, Ronaldinho não retornou ao Rio com a delegação na noite deste domingo.
fonte:globoesporte.com

domingo, 13 de novembro de 2011

Hamilton aproveita abandono de Vettel e vence em Abu Dhabi

AFP


Lewis Hamilton foi recompensado após liderar boa parte dos treinos livres e classificatórios do Grande Prêmio de Abu Dhabi. Neste domingo, logo na largada da corrida, o inglês viu o rival Sebastian Vettel furar o pneu traseiro logo na primeira curva e abandonar. Com ninguém a sua frente, o piloto da McLaren só aumentou sua distância para os adversários e foi o primeiro da prova nos Emirados Árabes, a sua terceiravitória no ano.
O segundo colocado foi o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari. Seu companheiro de time, o brasileiro Felipe Massa, protagonizou boas brigas com o australiano Mark Webber, da Red Bull e o inglês Jenson Button, da McLaren. Depois de chegar a ficar na terceira posição, no entanto, terminou na quinta colocação após um erro em uma curva, com apenas cinco voltas para o fim, e viu o britânico conquistar a vaga no pódio.
Rubens Barrichello, que largou em último, fez grande corrida e, melhor a cada giro com seu novo motor - o nono utilizado neste ano, escolhido momentos antes da prova -, conseguiu chegar na 12ª posição. Era a sua pior largada na carreira, em 24º.
Logo na largada, Vettel, primeiro colocado, furou o pneu de sua Red Bull e precisou completar a primeira volta desta forma, danificando toda a suspensão de seu carro. Os mecânicos do time chegaram a analisar a situação do bólido, mas não havia como retornar. Pela primeira vez no ano, o atual bicampeão abandonou uma prova e não pontuou.
O brasileiro Bruno Senna adotou uma tática diferente para a etapa de hoje, na qual ele trocava seus pneus logo nos primeiros giros. No entanto, ele manteve-se nas últimas colocações e terminou em 16º.
Alonso chegou a liderar com 20 segundos de diferença para Hamilton, mas precisava aumentar sua vantagem para fazer sua última parada. Entretanto, não foi suficiente para que, na saída dos boxes, ele visse a McLaren do inglês já alguns segundos à frente, cenário que foi mantido até o fim da prova.
Confira o resultado do GP de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes:
1. Lewis Hamilton (ING/McLaren), 1h37min11s886 (55 voltas)
2. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 8s457
3. Jenson Button (ING/McLaren), a 25s881
4. Mark Webber (AUS/Red Bull), a 35s784
5. Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 50s578
6. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 52s317
7. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 1min15s900
8. Adrian Sutil (ALE/Force India), a 1min17s100
9. Paul Di Resta (ALE/Force India), a 1min40s000
10. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), a 1 volta
11. Sergio Pérez (MEX/Sauber), a 1 volta
12. Rubens Barrichello (BRA/Williams), a 1 volta
13. Vitaly Petrov (RUS/Lotus Renault), a 1 volta
14. Pastor Maldonado (VEN/Williams), a 1 volta
15. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso), a 1 volta
16. Bruno Senna (BRA/Lotus Renault), a 1 volta
17. Heikki Kovalainen (FIN/Team Lotus), a 1 volta
18. Jarno Trulli (ITA/Team Lotus), a 2 voltas
19. Timo Glock (ALE/Marussia Virgin), a 2 voltas
20. Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania), a 2 voltas

Não completaram:
Daniel Ricciardo (AUS/Hispania)
Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso)
Jerome D'Ambrosio (BEL/Marussia Virgin)
Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)

gazetaesportiva.com.br

Com Thiago Silva, David Luiz espera repetir sucesso da dupla anterior

AFP
Ao lado de Thiago Silva, David Luiz tem formado a zaga titular da Seleção Brasileira em grande parte dos jogos desde que Mano Menezes assumiu o comando da equipe. Ainda jovens, ambos são considerados a zaga do Brasil no Mundial em 2014, e para suportar a pressão de jogar uma Copa do Mundo em seu país, o atelta do Chelsea se espelha em seus antecessores com a camisa verde-amarelo.
"Eu e Thiago temos a oportunidade de defender a melhor Seleção do mundo. Se conseguirmos repetir o futebol do Lúcio e do Juan, já estarei realizado", declarou o jovem de 24 anos, para depois encher os veteranos de elogios.
"A última geração com Lúcio e Juan marcou bastante, foi uma dupla de sucesso, muito forte, que merece o mesmo reconhecimento que os atacantes costumam receber. Pude aprender muito vendo eles e também quando joguei ao lado de Lúcio", disse David Luiz, lembrando que o zagueiro da Inter de Milão estava com o grupo brasileiro até duas convocações atrás.
Formar uma dupla de renome na Seleção não é fácil, considerando o fato de que os jogadores atuam poucas vezes juntos. David Luiz, porém, já tem a receita para driblar o desentrosamento com Thiago Silva, que atua pelo Milan. "Procuro desempenhar meu trabalho no Chelsea para ir me aperfeiçoando e sempre ser lembrado. Quando estamos na Seleção, temos que aproveitar as chances para tentar nos conhecermos cada vez mais e formar uma dupla qualificada".
O sucesso de nomes como Lúcio, Juan e agora Thiago Silva e David Luiz tem mudado o cenário do futebol. O defensor do Chelsea acredita que a posição de zagueiro tem sido mais valorizada ultimamente. "Todo mundo que começa no futebol quer ser atacante, marcar gols. Mas hoje em dia a molecada já curte os zagueiros também. Até os 17 anos eu jogava do meio para frente, mas aí no Vitória resolveram me recuar e eu nunca mais deixei de ser zagueiro", finalizou.
Nesta segunda-feira, em partida amistosa diante do Egito, em Doha, Thiago Silva e David Luiz podem ser dupla de zaga mais uma vez, mas não é provável. O técnico Mano Menezes deve repetir a escalação que usou contra o Gabão, na quinta, com Luisão ao lado do atleta do Chelsea.

gazetaesportiva.com.br

Com eficiência e sorte, Timão vence o Furacão e segue firme na liderança

emerson corinthians gol atlético-pr (Foto: Miguel Schincariol / Agência Estado)
Os concorrentes dão brecha, o Corinthians aproveita. Jogando com eficiência no primeiro tempo e contando com a sorte no segundo, o Timão derrubou o Atlético-PR, neste domingo à tarde, no Pacaembu, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Venceu por 2 a 1, foi a 61 pontos, e segue firme na liderança. O Furacão, por sua vez, permanece com 34 pontos, na antepenúltima posição, seriamente ameaçado pelo rebaixamento.
Paulinho e Emerson marcaram os gols corintianos, logo nos quatro primeiros minutos de jogo. Paulo Baier descontou no início da etapa final. A equipe paranaense foi bem no segundo tempo, acertou a trave duas vezes, mas a sorte estava mesmo ao lado do líder.
O Timão volta a campo na próxima quarta-feira: enfrenta o Ceará, às 21h50m (horário de Brasília), em Fortaleza. Já o Atlético-PR, também na quarta, às 20h30m, recebe o São Paulo, em Curitiba.

Timão a todo vapor

O Timão começou com muito apetite, imprimindo um ritmo intenso. Encurralou o Atlético-PR e, em quatro minutos, já vencia por 2 a 0. O primeiro gol saiu aos dois minutos, numa arrancada de Willian pela direita. Em velocidade, ele deixou os marcadores para trás, passou para Liedson, que escorou para Paulinho. O volante limpou o lance, ajeitou para o pé esquerdo e chutou rasteiro. Renan Rocha não alcançou.

A Fiel ainda comemorava quando Danilo e Emerson combinaram boa jogada pela esquerda. O meia recebeu do atacante e devolveu. Sheik, de pé direito, acertou um chute forte de direita, rasteiro. Renan demorou a ir na bola e não pôde evitar o gol.

O volume de jogo corintiano era intenso. O Atlético, tonto, não conseguia sair do sufoco. As jogadas da equipe paranaense, todas centralizadas em Paulo Baier, não tinham sequência. Marcinho, isolado na esquerda, brigava com os defensores corintianos sem sucesso. Pela direita, Guerrón parecia estar em outro lugar. Desatento, era desarmado com facilidade.

Apesar de ter o adversário entregue à sua frente, o Timão não conseguiu “finalizar”. Passou a trocar passes, girando a bola de um lado para o outro, mas sem conseguir marcar. Não por falta de chances. Emerson e Weldinho, em chutes de fora, ameaçaram, mas mandaram por cima do gol. O primeiro tempo terminou com 11 finalizações corintianas e uma rubro-negra.
Furacão diminui, assusta, mas Timão se segura
O Corinthians não matou o jogo e sofreu no segundo tempo. Logo aos três minutos, o Atlético-PR diminuiu, com Paulo Baier. Um gol irregular, aliás. Nieto, que saiu do banco para acordar o Furacão, fez jogada individual pela direita e cruzou. Julio Cesar cortou, e a bola sobrou para Paulo Baier, que chutou duas vezes para marcar. Baier estava adiantado no momento do cruzamento.
O Atlético-PR parecia outro. Mais objetivo, marcando bem e saindo em velocidade para atacar. Aos 12, Nieto, novamente, acertou um chute de longe. A bola explodiu no travessão e pingou perto da linha. Os atleticanos pediram gol, mas a arbitragem mandou o lance seguir.
Com o crescimento do adversário, os corintianos - que encheram o Pacaembu (37.157 torcedores) - passaram a pedir a entrada de Adriano, que estava no banco. O técnico Tite, porém, preferiu colocar Morais no lugar de Liedson. Houve quem o vaiasse.
O Timão tinha mais qualidade quando tinha a bola a seus pés, mas errava nas conclusões. O Furacão, por sua vez, era cirúrgico: chegava pouco, mas levava muito mais perigo. Aos 31, Paulo Baier recebeu pela meia direita e chutou rasteiro. Acertou o pé da trave direita de Julio Cesar. Um susto para os alvinegros.
Em seguida, Adriano foi chamado, para alegria da Fiel. Ele entrou na vaga de Willian. O Imperador, porém, não teve chance de mostrar muita coisa, apenas duas tentativas improdutivas de cabeçadas. O Timão passou a prender mais a bola em seu campo, buscando aplacar o ritmo do Atlético. Conseguiu. O time paranaense, tropeçando em suas próprias limitações, não voltou a ameaçar. Bom para o time da casa, que só administrou a vantagem.
Faltam quatro jogos para o Timão se manter na ponta e conquistar o pentacampeonato. Sentindo a proximidade do título, a Fiel cantou alto ao fim da partida.

globoesportes.globo.com