GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

sexta-feira, 10 de abril de 2020

Recordista mundial de saltos com paraquedas morre aos 110 anos


Recordista mundial de saltos com paraquedas, Aida Gemaque, mais conhecida como “Vovó Iaiá”, morreu na manhã desta quinta-feira (9) aos 110 anos no Hospital de Emergência de Macapá.
Segundo a família, ela estava internada desde 31 de março após uma queda dentro de casa onde fraturou o fêmur. Ela teve complicações e não resistiu. A família aguarda o atestado de óbito para identificar a causa.
Vovó Iaiá, que praticava vários esportes, inclusive os radicais, ganhou fama em 2015, quando, aos 105 anos, se tornou a idosa com maior número de saltos com paraquedas, batendo o recorde mundial.
Ela também escreveu seu nome no livro dos recordes como a mulher mais velha a saltar de paraquedas, aos 100 anos na época.Ela também escreveu seu nome no livro dos recordes como a mulher mais velha a saltar de paraquedas, aos 100 anos na época.
Em 2016, viveu uma das maiores emoções da vida ao conduzir a tocha e acender a pira olímpica no Amapá em virtude das Olimpíadas do Rio.
Nascida no dia 20 de novembro de 1909, no município de Chaves (PA), e moradora de Macapá desde 1959, Vovó Iaiá iniciou no mundo esportivo praticando natação.
Nos últimos anos, Vovó Iaiá, mantinha suas atividades participando de um projeto esportivo para idosos, desenvolvido pela Secretaria de Desporto e Lazer do Amapá (Sedel).

Regras do Futebol sofrem alterações


Causadora de muitas polêmicas na história do futebol, a mão na bola é uma dor de cabeça para os árbitros em muitas ocasiões. Na última terça-feira (7), houve mudanças nas regras do futebol para a próxima temporada e a mão na bola sofreu uma alteração importante. Começando a valer em junho deste ano – assim como todas as novas regras – o toque no começo do braço não será mais considerado falta: “Com a finalidade de determinar com clareza a infração de mão, se estabelece o limite do braço no ponto inferior da axila”, diz um trecho do comunicado da International Board (IFAB).
Outra mudança que também tem a ver com a mão, foi o toque involuntário da bola no braço dos atacantes. Até o momento, qualquer toque é infração, mas a partir de junho, o lance só será invalidado se a continuação da jogada resultar em gol, ou “lance claro e manifesto de gol” a favor do infrator.
A regra do goleiro se adiantar nas penalidades máximas também foi alterada. O árbitro só terá que voltar a cobrança de pênalti, se o arqueiro se adiantar, caso ele defenda a bola. Se a bola pegar no travessão ou for pra fora, a cobrança não será repetida.
Outra alteração foi em relação aos cartões amarelos, que não contarão mais em caso de disputa direta de pênaltis. Caso um jogador seja advertido durante os 90 minutos, e na disputa de pênaltis leve mais um cartão amarelo, o árbitro terá que colocar na súmula dois cartões amarelos e não expulsão.

quinta-feira, 9 de abril de 2020

Conmebol pede à Fifa rapidez na liberação de recursos durante pausa

Conmebol pede à Fifa rapidez na liberação de recursos durante pausa

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, enviou nesta quarta-feira (8) uma carta ao mandatário da Fifa, Gianni Infantino, pedindo que a entidade apresente rapidamente respostas para contornar a crise econômica causada pela paralisação dos campeonatos em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

"Como líderes, somos responsáveis por cuidar do futebol, o que implica preservar as fontes de trabalho que ele gera. Portanto, solicito que a força-tarefa, formada em 18 de março, para a análise de um Fundo Global de Ajuda, volte a se reunir o mais rápido possível para gerar soluções oportunas e imediatas para as Associações Membro para serem aprovadas sem demora pela organização", diz um trecho do documento.

"Depende desse apoio oportuno que a bola possa rolar novamente no mundo, assim que essa situação de crise mundial se dissipar, com o mesmo esplendor de sempre", completa.

Domínguez diz ainda que a Conmebol colocou à disposição o adiantamento de até US$ 75 milhões (cerca de R$ 387,5 milhões) para associações membros e clubes participantes de suas competições.

Gregore, do Bahia, vira embaixador de projeto de social em Salvador

Gregore, do Bahia, vira embaixador de projeto de social em Salvador

O volante Gregore, do Bahia, se tornou embaixador de um projeto social em Salvador, que tem como objetivo ajudar pessoas na periferia da capital baiana em meio à pandemia do novo coronavírus. A iniciativa é do “Desabafo Social”, organização criada pela jornalista baiana Monique Evelle.

“Estou muito feliz de poder estar ajudando quem precisa e também com a parceria. É um projeto muito sério, que ajuda as pessoas que realmente necessitam. Acho que devemos ter essa iniciativa porque há muita gente que precisa, ainda mais nesse momento. Então minha intenção é ajudar e trazer mais pessoas ao projeto para ajudar ainda mais”, disse Gregore.

O “Desabafo Social” utiliza a comunicação e novas tecnologias para promoção dos Direitos Humanos.

Mundial de Atletismo é adiado e modalidade terá 4 anos de eventos seguidos

Mundial de Atletismo é adiado e modalidade terá 4 anos de eventos seguidos

Os Jogos Olímpicos foram adiados para o próximo ano e, com isso, outros eventos esportivos também precisam sofrer modificações em suas datas. Nesta quarta-feira (8), a Associação Internacional de Federações de Atletismo informou que a competição mundial, que aconteceria em 2021, foi adiada para os dias entre 15 e 24 de julho de 2022. 

Com o adiamento dos Jogos de Tóquio, o Campeonato Mundial de Atletismo já tinha confirmação de mudança em sua data de realização, mas não havia divulgado ainda a nova previsão. O evento acontecerá em Oregon, nos Estados Unidos, com cerca de 1.800 atletas de mais de 200 países. 

Com a alteração nas datas originais, os atletas terão quatro anos seguidos de grandes eventos na modalidade esportiva. Após as Olimpíadas em 2021, os Mundiais serão sequenciados em 2022 e 2023 e, em 2024, Paris recebe a edição seguinte dos Jogos. 

“Será uma oportunidade para dar um impulso no nosso esporte na casa de todas as pessoas por um período de quatro anos”, disse o presidente da Associação Internacional de Federações de Atletismo, Sebastian Coe.

quarta-feira, 8 de abril de 2020

Justiça concede prisão domiciliar a Ronaldinho Gaúcho e o irmão


Um juiz do Paraguai concedeu nesta terça-feira (7) prisão domiciliar ao ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e ao irmão, Assis Moreira. Os dois respondem por entrarem no país com documentos paraguaios adulterados e estão detidos há mais de um mês.
De acordo com o juiz Gustavo Amarilla, os responsáveis pelo hotel autorizaram que a prisão dos dois brasileiros fosse cumprida no local. Segundo as autoridades, ele ficarão em um hotel na cidade de Assunção depois que pagarem uma fiança de R$ 8 milhões.
Ronaldinho e Assis estão detidos desde 6 de março, após entrarem no Paraguai com documentos paraguaios adulterados. Outras três pessoas foram presas, inclusive o empresário brasileiro Wilmondes Sousa, acusado de fornecer os passaportes aos irmãos.
De acordo com o promotor paraguaio Federico Delfino, existia um processo de naturalização no Paraguai aberto para Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Assis Moreira. Segundo ele, o procedimento corria à revelia dos dois brasileiros.
Ainda segundo Delfino, o esquema também envolve um funcionário público paraguaio, que teria apresentado uma série de documentos à Direção de Migração do Paraguai para naturalizar os dois irmãos.
Ao envolver órgãos oficiais paraguaios, o caso se ampliou no país. Em 5 de março, o diretor geral da Direção de Migrações, Alexis Penayo, pediu demissão do cargo e criticou o Ministério do Interior pela demora na resolução do caso envolvendo Ronaldinho Gaúcho.

Nono grande prêmio da fórmula 1 é adiado


Os organizadores do GP do Canadá decidiram adiar a corrida por causa do atual surto de coronavírus. A prova, que seria realizada entre os dias 12 e 14 de junho, é a nona impactada desde o início da pandemia e ainda não tem uma nova data.
Em um comunicado emitido, os promotores do GP afirmarem “se sentirem honrados em realizar a primeira corrida de 2020” e que estavam “tristes” em ter de adiar a etapa.
– Esse adiamento não foi uma decisão tomada de maneira fácil. Ao longo do último mês, estivemos em constante contato com a F1 e os representantes da Cidade de Montreal e os governos da província e do país. Ouvidos as diretivas emitidas pelos oficias de saúde e estamos seguindo as práticas recomendadas pelas autoridades em meio à pandemia de Covid-19. Nossos pensamentos e gratidão estão com os homens e mulheres trabalhando de forma incansável para nos manter saudáveis e alimentados durante esses tempos de incerteza – afirmou o CEO do GP do Canadá, Francois Dumontier.
O calendário da Fórmula 1 em 2020 sofreu impactos severos devido à pandemia de Covid-19. Além do impacto sofrido pelo GP do Canadá, as corridas da Austrália e Mônaco foram cancelados, enquanto as provas de Barein, Vietnã, China, Holanda, Espanha e Azerbaijão estão adiadas.

terça-feira, 7 de abril de 2020

Popó vai leiloar cinturão do mundial de boxe para comprar cestas básicas

Popó vai leiloar cinturão do mundial de boxe para comprar cestas básicas

O ex-pugilista Acelino Popó Freitas decidiu leiloar um de seus cinturões de campeão mundial para reverter a renda em cestas  básicas que serão doadas para ajudar em meio à crise do novo coronavírus. Em uma postagem no Instagram, Popó afirmou que o leilão vai ter o lance mínimo de 20 mil reais.

"Pessoal, com muito carinho estou fazendo um leilão para um grupo que de empresário. Estou leiloando com o valor mínimo de R$ 20 mil reais para comprar mais cestas básicas para doar. O que pude fazer eu fiz, agora quero que você faça sua parte. Conto com sua ajuda. Não é para mim, é para todos", afirmou.

O cinturão a ser leiloado foi conquistado em 12 de janeiro de 2002 na luta contra o cubano Joel Casamayor. A luta valia o título unificado dos título dos super-penas com o campeão mundial da WBA (Associação Mundial de Boxe).

Conmebol prepara protocolo médico sobre coronavírus mirando retorno do futebol


A Conmebol anunciou nesta segunda-feira que está elaborando um protocolo médico com normas e recomendações para evitar o contágio e a propagação do coronavírus. O documento está sendo feito pela comissão médica da confederação, encabeçada pelo Dr. Osvaldo Pangrazio.
Segundo a Conmebol, a ação mira o retorno do futebol no América do Sul. Por conta da pandemia, as competições continentais estão paralisadas desde o início de março.
Para organização do protocolo, Dr. Pagrazio realizará uma reunião nesta terça-feira, via vídeo-conferência, com médicos das seleções, membros da comissão médica da Conmebol e outros profissionais da saúde.
“É uma reunião importante para ver quais são os primeiros passos que devemos dar, fazendo esse protocolo médico a médio e longo prazo, para proteção dos nossos atletas e de todos que compõe o futebol, respeitando o critério do Ministério de Saúde de cada país membro da Conmebol”, disse o Dr. Pangrazio ao site da confederação.

Ricardo Teixeira é acusado nos EUA de ter recebido suborno para votar no Catar

Ricardo Teixeira é acusado nos EUA de ter recebido suborno para votar no Catar

O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) Ricardo Teixeira foi acusado por promotores dos Estados Unidos nesta segunda-feira (6) de receber um suposto pagamento de suborno. O valor foi destinados a membros do Comitê Executivo da Fifa em troca de votos para designar o Catar como sede da Copa do Mundo de 2022. 

Além desse fato, acusou um casal de ex-executivos da 21st Century Fox de fazer pagamentos ilegais para obter os direitos de transmissão para os torneios de 2018 e 2022, segundo o Estado de São Paulo.

Uma acusação da qual os selos de confidencialidade foram retirados nesta segunda-feira em um tribunal do Brooklyn afirma que Nicolás Leoz, então presidente da Conmebol, e o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira, receberam subornos para votar no Catar durante a reunião do Comitê Executivo da Fifa em 2010. Os valores não foram revelados.

Jack Warner, de Trinidad e Tobago, então presidente da Concacaf, recebeu US$ 5 milhões (R$ 26,4 milhões, na cotação atual) em subornos, de acordo com a imputação. Ao presidente da Federação de Futebol da Guatemala, Rafael Salguero, foi prometido suborno de US$ 1 milhão (R$ 5,3 milhões), segundo a denúncia.

Leoz, que morreu em agosto passado, evitou a extradição, assim como Warner e Teixeira. Salguero se declarou culpado em 2018 por duas acusações de conspiração de fraude eletrônica e uma de suborno e conspiração para lavagem de dinheiro.

Alejandro Burzaco, ex-diretor da empresa de publicidade argentina Torneos y Competencias, afirmou em 2017 que os três membros do Comitê Executivo da Fifa receberam propinas milionárias para votar no Catar, que superou a proposta dos Estados Unidos por 14 a 8.

Os ex-executivos da 21st Century Fox Hernán López e Carlos Martínez foram acusados nesta segunda-feira de fazer pagamentos aos dirigentes da Conmebol para obter informações sobre o leilão pelos direitos de transmissão de um co-conspirador cuja identidade não foi divulgada na acusação.

A ESPN tinha direitos de transmissão nos EUA para as Copas do Mundo entre 1994 e 2014, mas em 2011 a Fox obteve os direitos para os torneios de 2018 e 2022. Depois que a competição no Catar foi transferida para o final do ano, quando possivelmente receberia menos atenção no país, a Fifa concedeu à Fox os direitos de 2026 sem licitação.

Desde que as primeiras acusações envolvendo dirigentes da Fifa foram realizadas em maio de 2015, houve 26 admissões de culpa. O ex-presidente da Conmebol Juan Ángel Napout e o ex-presidente da CBF José María Marin foi condenados - o brasileiro foi libertado na semana passada.

Diretor da Conmebol admite que não existe previsão para retorno da Libertadores

Diretor da Conmebol admite que não existe previsão para retorno da Libertadores

O brasileiro Frederico Nantes, diretor de competições de clubes da Conmebol, admitiu que existe previsão para retorno da Libertadores, bem como outras competições organizadas pela entidade. 

“O que estamos fazendo: trabalhamos com diferentes cenários, começando em maio, junho, julho... Qual projeção que a gente faz? Nenhuma. Não dá para fazer nenhuma projeção nenhuma neste momento”, declarou Nantes.

O dirigente da Conmebol ainda falou da importância que todas as fronteiras dos 10 países filiados à entidade estejam abertas. 

“Não depende só de um país. A gente precisa que as 10 fronteiras estejam abertas. Se uma equipe não pode chegar em outro país para jogar, para a gente não adianta”.

Até o momento, a Libertadores está suspensa até o dia 5 de maio, mas a tendência é que esse prazo seja prorrogado. A competição foi paralisada na segunda rodada por conta da pandemia do novo coronavírus.do. A


segunda-feira, 6 de abril de 2020

CBF adianta R$ 600 mil em cotas de TV para cada clube da Série B

 CBF adianta R$ 600 mil em cotas de TV para cada clube da Série B

Os clubes da Série B vão receber na terça-feira (7) uma ajuda da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A entidade anunciou um adiantamento de R$ 600 mil para cada agremiação. O valor é referente aos direitos de TV da competição e com recursos próprios da CBF. 

Ao todo, a CBF vai desembolsar R$ 12 milhões. A medida é para auxiliar os clubes por conta da pandemia do coronavírus. As competições esportivas estão suspensas no Brasil desde o mês passado. A paralisação do futebol é uma das armas para conter o avanço da doença.

A CBF também anunciou nesta segunda-feira (6) um suporte financeiro para as Federações, clubes das Séries C e D e também agremiações que disputam o Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino das Séries A1 e A2.

O futebol baiano conta com um representante na Série B: o Esporte Clube Vitória.

Após ficar cinco anos detido no EUA, José Maria Marin está de volta ao Brasil

Após ficar cinco anos detido no EUA, José Maria Marin está de volta ao Brasil

Depois de ficar cinco detido no exterior por conta “Fifagate”, o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, de 87 anos, desembarcou no Brasil no último domingo (5), no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). Ele estava detido no EUA e foi liberado pela Justiça daquele em virtude da pandemia do coronavírus. 

O benefício concedido para Marin foi por razão humanitária e pelo elevado risco de sua saúde ser comprometida por causa do surto de Covid-19. O ex-presidente da CBF já havia cumprido 80% de sua pena, que iria expirar no começo de 2021. 

Marin foi preso em maio de 2015, em Zurique, na Suíça. Em dezembro daquele ano foi transferido para os EUA e ficou em prisão domiciliar em seu apartamento na Trump Tower até o fim de 2017, quando foi julgado e condenado a 41 meses de prisão por receber mais de seis milhões de dólares de propina de empresas de marketing esportivo, em troca delas conseguirem os direitos de marketing das edições da Copa América de 2015, 2016, 2019 e 2023.

Árbitro Igor Benevenuto atua como enfermeiro no combate ao coronavírus

Árbitro Igor Benevenuto atua como enfermeiro no combate ao coronavírus

Graduado em enfermagem desde 2012, o árbitro Igor Junio Benevenuto decidiu entrar em campo no combate ao coronavírus. Ele, que não estava exercendo a profissão, começou a dar plantão na semana passada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade de Sete Lagoas (MG). Até então, Benevenuto se dividia entre o apito e a função de assistente parlamentar na Câmara Municipal de Belo Horizonte (MG). De acordo com o profissional, a ideia surgiu após a CBF anunciar um auxílio financeiros aos árbitros para este período de inatividade do futebol por conta da pandemia.

Igor Benevenuto contou como tem sido sua rotina na UPA. 

 “Eu saio às 7h da manhã da UPA e vou dormir quando chego em casa para descansar. Acordo por volta das 11h e acompanho os testes online sobre a regra com o Gaciba (Leonardo, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF), faço as atividades físicas aqui em casa acompanhando o que os nossos preparadores passam e estou sempre em contato com a Dr. Marta  (Magalhães, psicóloga da Comissão de Arbitragem) através das chamadas de vídeo. Tenho usado o período da tarde para essas coisas. Então, dá para estudar, ler e treinar fisicamente para manter o ritmo e deixar tudo em ordem para quando os campeonatos voltarem”, acrescentou.

Apoio financeiro para clubes da Série B entra em pauta na CBF

Apoio financeiro para clubes da Série B entra em pauta na CBF

Um suporte financeiro para clubes da Série B está em pauta na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), segundo apuração do Bahia Notícias. Rogério Caboclo, presidente da entidade, já iniciou estudos para tentar viabilizar um tipo de auxílio. 

A ideia é diminuir a crise financeira causada pela pandemia do novo coronavírus. O futebol está suspenso no Brasil desde o mês passado, como uma das medidas para conter o avanço da doença.

Até o momento, a CBF definiu por isentar todos os clubes das taxas relativas ao registro de contratos e à transferência de jogadores. 

O futebol baiano conta com um representante na Série B: o Esporte Clube Vitória. Um apoio para agremiações das Série C e D já foi sinalizada pela CBF

domingo, 5 de abril de 2020

COI e Fifa alteram limite de idade no futebol olímpico

Foto: Lucas Figueiredo/ CBF

O Comitê Olímpico Internacional (COI) e a Federação Internacional de Futebol (Fifa) decidiram, em comum acordo, alterar de 23 para 24 anos o limite da idade para o futebol masculino.
A regra vai valer apenas esta edição dos Jogos de Tóquio, já adiados para julho de 2021 por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19).
A razão fundamental para esta mudança foi contemplar os atletas nascidos em 1997, que, ao completarem 23 anos em 2020, seriam prejudicados com o adiamento da competição para o próximo ano.
No acordo entre as entidades permanece a possibilidade de três atletas, sem limite de idade, defenderem as seleções nacionais nos Jogos Olímpicos.
Atual campeão olímpico, o Brasil poderia sofrer várias baixas caso esta alteração não acontecesse. Tomando por base a última convocação do treinador da seleção olímpica, André Jardine, o país poderia ficar sem 11 dos 23 atletas relacionados.
Segundo lugar no pré-olímpico da Colômbia, o Brasil, ao lado da Argentina, já tem vaga confirmada e vai tentar a segunda medalha de ouro consecutiva na modalidade.

Sem perspectiva de liberdade, Ronaldinho completa 1 mês em presídio paraguaio

Foto: Divulgação/Ministério Público do Paraguai

Há exatos um mês, em 4 de março, o ex-jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho, acompanhado de seu irmão, Roberto Assis, desembarcavam no Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, em Luque, na grande Assunção. Ao seguir para uma sala VIP do terminal aéreo, contudo, o jogador assinou ali mesmo um passaporte paraguaio contendo seu nome, foto mas sem sua assinatura – que tratou de assinar ali mesmo.
O documento, que lhe custou R$ 30 mil, cada, foi o que desencadeou sua prisão. O passaporte adulterado que ele e o irmão usaram para entrar no Paraguai lhe fez, neste sábado (4), amanhecer pela trigésima vez aprisionado e sem perspectiva de liberdade.
Desde então três recursos apresentados pela defesa de Ronaldinho foram negados pela Justiça. Os advogados de defesa não conseguiram nem mudar os irmãos Assis para uma prisão domiciliar, e nem anular a prisão preventiva, que no Paraguai pode durar até seis meses.
Prisão
A prisão do craque é consequência de uma investigação do Ministério Público e do Ministério da Tributação paraguaios, que já prendeu outras 15 pessoas, após começar a desvendar um esquema milionário de evasão de divisas, produção de documentos falsos e lavagem de dinheiro.

Ronaldinho e Assis que, a princípio ficaram presos em um quartel da Polícia Nacional do Paraguai, admitiram que tentaram entrar no país com aqueles documentos, mas que não sabiam serem falsos.
A promotoria paraguaia enquadrou os irmãos Assis em figura jurídica conhecida por “critério de oportunidade”, que em outras palavras permite aos réus não serem acusados formalmente pelos crimes que cometeram, desde que consigam reparar o dano causado.
Na audiência em que seria definida o tamanho da “pena social”, no entanto, houve uma reviravolta. A Justiça não acatou a condição. O Ministério Público também mudou sua posição e pediu a prisão preventiva dos irmãos Assis. Agora, os irmãos Assis estão detidos na Agrupación Especializada, onde aguardam as próximas deliberações do processo.