CÂMARA DE VEREADORES DE CAIRU

sábado, 28 de janeiro de 2012

Jogos da 3ª Rodada do Campeonato Paulista


28/01 - 17h00
Oeste
0 x 0
Mirassol
28/01 - 17h00
São Paulo
2 x 1
São Caetano
28/01 - 19h30
Portuguesa
2 x 1
Guaratinguetá
28/01 - 19h30
Botafogo
1 x 2
Comercial
28/01 - 19h30
XV de Piracicaba
2 x 3
Bragantino
29/01 - 17h00
Corinthians
x
Linense
29/01 - 17h00
Catanduvense
x
Palmeiras
29/01 - 19h30
Guarani
x
Ituano
29/01 - 19h30
Paulista
x
Santos
29/01 - 19h30
Mogi Mirim
x
Ponte Preta

Jogos da 2ª Rodada do Campeonato Carioca


28/01 - 17h00
Bonsucesso
3 x 1
Madureira
28/01 - 17h00
Macaé
0 x 0
Flamengo
29/01 - 17h00
Resende
x
Olaria
29/01 - 17h00
Nova Iguaçu
x
Botafogo

Jogos da 4ª rodada do Campeonato Baiano


29/01 - 17h00
Serrano
x
Bahia
29/01 - 17h00
Camaçari
x
Juazeiro
29/01 - 17h00
Bahia de Feira
x
Vitória da Conquista
29/01 - 17h00
Atlético
x
Fluminense de Feira
29/01 - 17h00
Juazeirense
x
Feirense
29/01 - 17h00
Vitória
x
Itabuna

Tricolor contrata capitão da seleção da Bolívia

Foto: Facetas Deportivas
Sem poder contar com o titular Ávine, recuperando-se de artroscopia, a diretoria tricolor acertou a contratação de um jogador para a lateral esquerda da equipe. Segundo a imprensa boliviana, como o jornal Opinión, da cidade de Cochabamba, trata-se de Luis Alberto Gutiérrez Herrera, 27, que é inclusive o capitão da seleção daquele país. Em 2009, vale lembrar, o presidente Marcelo Guimarães Filho anunciou o meia Jhasmani Campos, também da Bolívia, mas ele jamais atuou.
No final de maio, o atleta de 22 anos desembarcou em Salvador, chegou a ser oficialmente apresentado no Fazendão, fez exames médicos, deu entrevistas, porém não assinou contrato. O problema é que o apoaidor só poderia estrear em agosto, quando abriria a janela de transferências internacionais. Assim, terminou indo embora e, apesar das promessas da diretoria tricolor e do agente do meio-campista, nunca retornou.
Já Gutiérrez tem 1,81 de altura, pesa 86 quilos e disputou a Libertadores do ano passado pelo Oriente Petrolero, onde estava no início de 2012. Mas não aceitou a renovação contratual.
Pelo torneio continental, inclusive, o Oriente chegou a dar 3 a 0 no Grêmio, pela primeira fase.
O lateral --apelidado de "Guti"-- também foi titular nas quatro partidas até agora da Bolívia nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014, as últimas delas contra Venezuela (derrota por 1 a 0) e Argentina (empate por 1 a 1), em novembro. Além disso, disputou a Copa América, em julho.
O texto do Opinión foi publicado ainda na noite desta sexta-feira e diz que "foram várias semanas de negociações". Inicialmente, os empresários do jogador tentaram colocá-lo no futebol da Grécia e depois no da Argentina. O Brasil surgiu como plano C.
Gutiérrez afirmou que assinará por um ano, por ser um atleta livre, o que tornou as conversações diretas, sem a participação do Oriente. Seu vínculo terminou em dezembro.
"Essa chance já existia há varios dias, mas eu não quis dizer o nome do time para não atrapalhar o negócio. Como agora está fechado, estou muito contente, porque é um novo desafio para mim. Estou muito agradecido aos dirigentes do Oriente, que compreeenderam minha posição".
Não será a primeira experiência do atleta, que nasceu em Santa Cruz de la Sierra, no exterior. Há duas temporadas, ele atuou em Israel (Hapoel Ironi), mas logo voltou ao Oriente.
A viagem está prevista para esta segunda-feira, mas é possível que o voo só aconteça na terça. "Antes, tenho que resolver algumas coisas de papeis. Depois, me incorporarei ao plantel", falou.
ecbahia.com

Rodrigo comemora acerto e revela ansiedade para estrear





Após assinar contrato na tarde desta sexta-feira (27), o zagueiro Rodrigo foi apresentado na sala de imprensa do Vitória. O jogador foi aprovado nos exames médicos do clube.
 
Com 31 anos, o defensor não atua há seis meses, depois de ter sofrido embolia pulmonar por duas vezes. Feliz pelo acerto, o atleta revelou ansiedade para vestir a camisa rubro-negra.
 
"Estou louco para jogar porque faz muito tempo que não jogo. Se depender de mim o quanto antes espero poder ficar à disposição. Agora é correr atrás do tempo perdido. Botar uma data para puder jogar fica difícil. Vamos ver como vai ser nos treinamentos", disse.
 
Apesar do problema de saúde, o zagueiro garantiu que não estava preocupado com o resultado dos exames. "Aqui foi só mesmo aquela conversa entre médicos e uma coisa normal com o clube querendo fazer os exames. Estava bem tranqüilo. Não colocaria minha vida em risco", finalizou.   

galaticosonline.com

Rio se impõe em Osasco, vence a 10ª consecutiva e se mantém na liderança

No maior clássico do vôlei mundial, não existe essa história de jogo simples. Rivais nas últimas sete finais de Superliga, Osasco e Rio de Janeiro mediram forças mais uma vez na manhã deste sábado, em partida que teve grandes lances, reviravoltas e até apagão no ginásio. Como se não bastasse, estava em jogo a liderança do campeonato. E para a tristeza da torcida fanática que lotou o ginásio José Liberati, no interior paulista, o prêmio ficou com as visitantes. A equipe carioca perdeu o primeiro set, mas se impôs e arrancou a vitória de virada por 3 a 1, com parciais de 17/25, 25/21, 27/25 e 25/23.
Com isso, o Rio continua no topo da Superliga feminina. O time de Bernardinho tem agora dez vitórias consecutivas na competição, contra apenas uma derrota. Osasco já perdeu três vezes e continua perseguindo seu maior rival.
Sheilla comemora vitória do Rio de Janeiro sobre o Osasco (Foto: Luiz Doro / adorofoto)
Com as centrais em manhã inspirada e Adenízia puxando a fila, Osasco abriu boa vantagem no início do primeiro set. O torcedor empurrava o time, e se o Rio de Janeiro não conseguia freá-lo, a missão coube ao sistema de iluminação do ginásio José Liberati. Quando o time da casa vencia por 11/6, um apagão paralisou a partida por 15 minutos.
Quando a luz voltou e a bola subiu de novo, Osasco continuou voando. Fez dois pontos seguidos, viu o Rio responder com dois e manteve o bom ritmo. Mari não conseguia se encontrar em quadra pelo time carioca, e com dois erros seguidos dela – um golpe de vista em bola que caiu dentro e um ataque equivocado – a diferença no placar pulou para 20/14. O estrago estava feito para o Rio de Janeiro, que não conseguiu reagir. No último ponto da parcial, Jaqueline chegou a errar a recepção, mas se recuperou com um lindo ataque em diagonal para fechar em 25/17.
Sheilla na partida do Rio de Janeiro contra o Osasco na Superliga de vôlei (Foto: Luiz Doro / AdoroFoto)
Rio acorda no segundo set
Na volta para o segundo set, o time de Bernardinho acordou e fez 4/1. Osasco encostou e, com um bloqueio de Adenízia, empatou em 6/6. A virada veio em seguida com Jaqueline, que fazia grande partida. Ainda assim, o Rio conseguiu manter o placar equilibrado até 10/10, e aí deslanchou. O apagão da vez não foi no sistema de iluminação, e sim no time da casa. As visitantes aproveitaram e fizeram o placar pular para 16/10.
A parada serviu para Osasco colocar a cabeça no lugar e fazer três pontos seguidos. Aí foi Bernardinho que parou o jogo. O Rio conseguiu abrir boa vantagem, mas o time da casa não se entregava. Quando cortou para 23/20, o técnico da equipe carioca quis conversar de novo. E foi o bastante para manter o controle e fechar o set em 25/21.
O equilíbrio deu o tom à terceira parcial. Nenhum dos dois times conseguia abrir vantagem até o empate em 16/16. Foi aí que o time da casa deslanchou. Com cinco pontos seguidos do Osasco, o placar pulou para 21/16, para delírio da torcida. Então foi a vez de o Rio de Janeiro engrenar sua sequência, cortando para 21/19. Os gritos nas arquibancadas ficavam cada vez mais altos, mas as visitantes não se entregavam de jeito nenhum. Salvaram dois set points e viraram para 26/25 com um bloqueio de Sheilla. Na sequência, em outro bloqueio, desta vez pelas mãos de Mari, o time carioca fechou em 27/25 e virou o jogo para 2 a 1.
O quarto set começou equilibrado, com os times se revezando na liderança do placar. Na metade da parcial, o Rio conseguiu abrir vantagem e fez 15/11. A diferença no placar, no entanto, era apenas uma ilusão. O equilíbrio logo voltou à quadra, e assim foi até o fim. O Rio ainda abriu dois pontos com 23/21, Osasco cortou, mas as visitantes voltaram a abrir dois com 24/22, chegando ao match point. O saque foi para fora, mas Samara devolveu a gentileza e sacou na rede, para tristeza da torcida. Com 25/23, o Rio fechou o quarto set e o jogo.

globoesporte.com

Após quase quatro anos, Chicago recebe uma edição decisiva do UFC

Chicago não recebe uma edição do UFC desde 2008. Após quase quatro anos, o maior torneio de MMA do planeta volta à cidade, trazendo desta vez, uma curiosidade: suas lutas não valem títulos diretamente, mas são fundamentais para a montagem do cenário de duas das principais categorias de peso da organização: os médios e os meio-pesados. Os vencedores das duas últimas lutas da noite ganharão a chance de disputar os cinturões diante dos mais temidos campeões em atividade: Anderson Silva e Jon Jones.
Neste sábado, o canal Combate transmite o UFC: Evans x Davis a partir de 20h (horário de Brasília). O SPORTV.COM acompanha toda a ação em Tempo Real a partir de 19h e exibe em vídeo ao vivo as duas últimas lutas do card preliminar: Evan Dunham x Nik Lentz e Mike Russow x Jon Olav Einemo.
Chael Sonnen e Michael Bisping se encaram na pesagem do UFC em Chicago (Foto: Marrcelo Russio)Chael Sonnen e Michael Bisping se encaram na pesagem do UFC em Chicago (Foto: Marcelo Russio)
Os pesos-médios Michael Bisping e Chael Sonnen farão o penúltimo duelo da noite. O confronto põe frente a frente dois dos maiores provocadores do UFC. Desta vez, entretanto, Sonnen, notabilizado mais pela verborragia e pela rapidez de pensamento do que pelas suas habilidades como lutador, ganhou o status de "queridinho" da torcida, por estar diante de um dos lutadores mais odiados pelo público. O britânico Bisping, conhecido pela arrogância e pela postura autoconfiante no octógono, vem de quatro vitórias seguidas, e terá a chance de tentar uma disputa de título contra um de seus ídolos.
- Ter a chance de lutar contra Anderson Silva no Brasil, em um estádio de futebol, pelo título dos médios do UFC, é um sonho. Anderson é meu ídolo, eu o admiro muito, compro todas as suas lutas em pay-per-view, e jamais faria como Sonnen. Ele é o melhor lutador do mundo. Mas meu foco agora é em Chael Sonnen, a quem vou derrotar para ter a chance de conquistar o título. Só falo sobre Anderson Silva depois da luta - disse Bisping.
Já Sonnen, que vem de uma bela vitória contra Brian Stann no UFC 136, pode conseguir a chance de protagonizar com o campeão brasileiro a maior revanche do MMA moderno. Após perder de forma épica para Anderson Silva no UFC 117, Sonnen passou a se autoproclamar o verdadeiro campeão dos médios, e sua eloquência acabou conquistando os americanos, que antes o vaiavam, e agora o vêem como ídolo. Tanto na entrevista coletiva quanto na pesagem oficiais, o americano foi o mais aplaudido pelo público.
- Aqui está o verdadeiro campeão diante de vocês, com o verdadeiro cinturão dos médios do UFC. Eu tomei esse cinturão de Anderson Silva, e se ele o quiser de volta, terá de vir buscá-lo. Vou vencer Michael Bisping e depois veremos se Anderson Silva terá a coragem de me enfrentar após ter fugido de mim em pelo menos quatro oportunidades - disse Sonnen, sendo ovacionado pelos fãs presentes à coletiva de imprensa, na última quinta-feira.
Rashad Evans e Phil Davis se encaram na pesagem do UFC em Chicago (Foto: Marcelo Russio)
Provocação entre os meio-pesados
O ex-campeão dos meio-pesados, Rashad Evans, terá pela frente o invicto Phil Davis. As provocações entre os dois lutadores flutuaram entre a tensão e o humor durante as entrevistas, mas Rashad deixou escapar que está mais concentrado que nunca para esta luta, que pode levá-lo a disputar o cinturão da categoria contra seu ex-companheiro de treinos, e atual desafeto, Jon Jones.
- Vou nocautear Phil Davis de verdade, podem dizer isso a ele. Ele falou demais, mas jamais enfrentou alguém como eu. Se ele acha que seu wrestling é suficiente para me derrotar, ele está enganado. Vou castigá-lo, e ele vai sofrer sua primeira e mais dolorosa derrota no sábado - disse Evans.
Irônico, Phil Davis tentou brincar com as declarações do ex-campeão, desqualificando o seu jogo de chão.
- Rashad pode falar o que quiser, mas como ele vai conseguir superar o meu wrestling, se não sabe nada sobre o assunto? Rashad jamais lutou wrestling de verdade, e terá pela frente um adversário que já foi campeão nacional, além de ser mais forte e melhor lutador que ele. Vamos ser francos, eu posso vencê-lo em qualquer forma de luta.
Demian Maia e Chris Weidman se encaram na pesagem do UFC em Chicago (Foto: Marcelo Russio)
Demian Maia enfrenta Chris Weidman
Na primeira luta do card principal, o brasileiro Demian Maia terá como oponente invicto Chris Weidman, especialista em wrestling e na luta de chão. O americano, de 27 anos, garantiu que levará a luta para o solo, para vencer o brasileiro, especialista em jiu-jítsu, em seu território.
- O que um lutador fala antes da luta não se escreve. O que vale é lá em cima, no octógono. Não posso pensar no que ele diz, e sim no que eu sei fazer. Estou pronto para lutar de pé ou no chão com ele - disse Maia.
Já para Weidman, que teve apenas 11 dias para se preparar para o confronto contra o brasileiro - foi convidado para o evento após a lesão de Mark Muñoz, que enfrentaria Chael Sonnen, e a consequente substituição de Muñoz por Bisping - a luta é uma oportunidade de dar um passo decisivo em sua carreira no UFC.
- Eu imaginava que demoraria um tempo até estar em uma luta como essa, no card principal de um evento transmitido em rede nacional de TV para todo os EUA. Mas a chance apareceu, e eu tive apenas 11 dias para me preparar. Mas a verdade é que eu venho me preparando a vida toda, então não tive que treinar pensando em Demian Maia, mas sim treinar para fazer o que sei, que é lutar. E é isso que vou fazer no sábado.
Além de Demian Maia, outro brasileiro estará competindo no UFC deste sábado: Charles "do Bronx" Oliveira, que estreia entre os pesos-pena após ter lutado entre os leves, encara o americano Eric Wisely no card preliminar. Vindo de duas derrotas para Donald Cerrone e Jim Miller, e uma luta sem resultado contra Nik Lentz, Charles sabe que precisa de uma vitória urgentemente para se manter na organização. Uma derrota neste sábado pode significar a sua demissão do UFC.
Confira a programação completa do UFC - Evans x Davis:
CARD PRINCIPAL
Meio-pesados: Rashad Evans x Phil Davis
Médios: Chael Sonnen x Michael Bisping
Médios: Demian Maia x Chris Weidman

CARD PRELIMINAR
Leves: Evan Dunham x Nik Lentz
Pesados: Mike Russow x Jon Olav Einemo
Penas: Cub Swanson x George Roop
Penas: Charles "do Bronx" Oliveira x Eric Wisely
Leves: Michael Johnson x Shane Roller
Pesados: Joey Beltran x Lavar Johnson
Médios: Chris Camozzi x Dustin Jacoby

globoesporte.com

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Montillo 'ajuda' e negociação com o Corinthians recomeça

Montillo (Foto: Washington Alves/VIPCOMM)
Quem apostou que negociação entre Corinthians, Cruzeiro e Montillo havia terminado, enganou-se. Clube paulista e jogador mantiveram conversas nos últimos dias e, depois de o empresário Sergio Irigoitia afirmar aos dirigentes do Timão de que o Cruzeiro o liberaria mediante a um valor de R$ 24 milhões, mais a inclusão de um jogador, a negociação foi reaberta nos bastidores.

Irigoitia se reuniu na última quarta-feira com a cúpula do Cruzeiro, na Toca da Raposa II, e perguntou ao presidente Gilvan de Pinho Tavares se, mediante a uma proposta de 10 milhões de euros (R$ 24 milhões) - 1,5 milhão de euros a mais do que a oferta inicial -, além de um jogador, o argentino seria liberado. A resposta foi positiva. 

A diferença, neste caso, não viria dos cofres do clube paulista, e sim, de parte do que o argentino e agente receberiam na negociação. Os dois abririam mão de parte do valor para aumentar a proposta em 4 milhões de reais. Gilvan apenas ressaltou a necessidade da inclusão do meia Vitor Júnior no pacote.

Com a resposta positiva do mandatário celeste, que ocorreu diante dos olhos de Montillo, o agente viajou a São Paulo e se reuniu com Edu Gaspar, gerente de futebol alvinegro. Edu, então, foi avisado de que mediante a essas condições a liberação seria automática. 

O clube paulista, que já havia retirado a proposta inicial e realmente desistido da contratação, resolveu apostar na nova estratégia do empresário e voltou à carga pelo meia.

A negociação, agora, passa diretamente nas mãos do Banco BMG, que seria o responsável pelo pagamento da quantia à vista ao Cruzeiro. Tal valor seria quitado pelo Timão com parte do patrocínio da camisa ou mediante a um parcelamento de três anos, na qual seria cobrado juros. Se o banco não rechaçar sua participação fundamental na conversa, a negociação tem boa chance de sair.

Em contato telefônico com a reportagem do LANCENET!, Sergio Irigoitia não quis revelar detalhes, mas não negou que as conversas voltaram a acontecer e que o desfecho pode ser mesmo a ida de Montillo para o Corinthians.

- Eu nunca dei essa negociação como terminada. Pelo contrário... - ressaltou.


lancenet
Em evento promovido com pompas pela diretoria do Flamengo, o atacante Vagner Love foi apresentado na manhã desta sexta-feira noestádio de remo do clube carioca, ao lado da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. Ojogador, que foi negociado em definitivo pelo CSKA Moscou (Rússia) e assinou contrato até o final de 2014, chorou ao receber a camisa rubro-negra das mãos da presidente Patricia Amorim.
"Para mim é um dia de muita emoção. Para vestir esta camisa tem que gostar, e eu amo esse clube, eu amo essa camisa. Se puder morrer aqui, eu quero morrer aqui. É um prazer jogar,correr, trabalhar nesse clube. Vou estar representando dentro de campo cada torcedor que deixa de comprar leite e fralda para ver o Flamengo jogar", declarou o atacante, sendo ovacionado pelos torcedores que foram ao local.
Vagner Love já havia atuado pelo Flamengo em 2010, por empréstimo de seis meses. Agora contratado em definitivo, o jogador foi exaltado pela presidente Patricia Amorim, que lembrou que o atacante era o principal desejo da torcida rubro-negra para este ano.
"A contratação do Vagner era unanimidade no clube, não só pelos gols que faz, mas pelo o que ele representa. O seu DNA é rubro-negro, e isso faz toda a diferença. Você vale qualquer esforço", disse a mandatária para o atacante, que irá vestir a camisa 99, deixando assim Deivid seguir utilizando a 9.
Mesmo sem ter atuado neste ano, Vagner Love disse que está bem fisicamente e prometeu ficar pronto em poucos dias para fazer a reestreia pelo Flamengo, que deve acontecer pelo Campeonato Carioca.
"Eu já vinha treinando com um personal desde o dia 4 (de janeiro). Estou há uma semana sem treinar por conta de viagens. Para o jogo do dia 10, dia 15 vou estar pronto para atuar", afirmou. Por esta previsão, ele pode estar em campo no próximo dia 12, contra o Nova Iguaçu, ou no dia 18, ante o Resende.
Cercado de expectativa pela ótima passagem anterior, quando marcou 23 gols em 29 jogos, Vagner Love não se esquivou das promessas. Além de garantir que vai conquistar títulos pela equipe, ele projetou uma melhora em seus números pessoais.
"Eu quero melhorar a média de gols. Vou trabalhar para isso e para conseguir resultados importantes. Chegou a hora do Flamengo ser campeão da Libertadores novamente. Em 2010 ficamos muito perto", lembrou o atacante, deixando claro qual é o torneio prioritário neste primeiro semestre.
gazetaesportiva