CÂMARA DE VEREADORES DE CAIRU

sexta-feira, 16 de março de 2012

Vitória elimina São Domingos e pega ABC na próxima fase

 O Vitória avançou à segunda fase da Copa do Brasil ao derrotar o São Domingos, por 2 a 0, gols de Marquinhos e Arthur Maia, um em cada etapa, na noite desta quarta-feira, no Estádio Barradão. O jogo de ida, em Itabaiana (SE), terminou empatado em 0 a 0. O ABC, de Natal, que eliminou o Trem (AP) será o adversário do rubro-negro nos dias 4 a 11 de abril.

O Vitória iniciou o jogo pressionando o São Domingos que nitidamente veio a campo para se defender e tentar o gol num descuido do adversário. Fechado na defesa, o vice-campeão sergipano foi sufocado e não levou perigo ao gol rubro-negro.

Já a equipe comandada por Toninho Cerezo poderia ter terminado o primeiro tempo com o placar de 4 a 0. Com 4 minutos de jogo, Geovanni escorregou no momento de finalizar e chutou fraco diante do goleiro para a defesa de Ivan.

Aos 19 minutos foi a vez do goleador do Brasil, Neto, desperdiçar mais uma boa oportunidade. Frente a frente com o goleiro, ele tentou colocar com o pé direito e a bola saiu pela linha de fundo.

Aos 25 minutos, Marquinhos fez jogada de efeito na área e acertou um chute forte. A bola passou pelo goleiro e foi salva de cabeça em cima da linha pelo zagueiro Eri.

Finalmente, aos 29 minutos, o gol. Marquinhos recebeu a bola na entrada da área e concluiu forte. O chute desviou no zagueiro Eri e enganou o goleiro Ivan, com o Vitória abrindo o marcador.

No segundo tempo, o panorama pouco mudou. O Vitória continuou pressionando, enquanto o São Domingos se defendia. E não era mesmo noite do goleador Neto: logo aos 3 minutos, ele voltou a ficar frente a frente com o goleiro e finalizou mal.

ecvitoria.com.br 

O jogo seguiu com o Vitória criando oportunidades e desperdiçando até que aos 36 minutos, Arthur Maia, que substituiu a Geovanni, garantiu o placar de 2 a 0 batendo falta. O goleiro Ivan, com a visão encoberta, não segurou a bola.

Torcida pede, técnico não veta e Fla depende da diretoria para ter Adriano

faixa adriano flamengo (Foto: Wagner Meier/Foto Arena/Agência Estado)
O coro da torcida em vários momentos do empate por 3 a 3 com o Olimpia foi de satisfação. E, com ele, o grito de "o Imperador voltou", em referência à possibilidade de Adriano ser contratado em breve pelo Flamengo. O jogador rescindiu seu contrato com o Corinthians na segunda-feira e desde então passou a ser cotado para voltar ao seu clube de origem, onde foi campeão brasileiro em 2009.
Ressabiado, mas consciente de que não poderia fugir do assunto, principalmente depois do mau resultado desta quinta-feira, o técnico Joel Santana deixou nas mãos na diretoria a solução para o caso. No ano passado, Vanderlei Luxemburgo foi o responsável pelo veto ao jogador, que acabou acertando sua ida para o Corinthians.
- Ele é querido no clube, pela torcida, mas isso vem de cima para baixo. A diretoria está resolvendo. Querer, a gente quer todo mundo, mas nem sei se vai ter caixa para bancar essa situação. Em forma, ele é ótimo. Isso para não dizer maravilhoso. É um craque, um ídolo. Se for viável, não tenho do que reclamar - disse Joel.
O treinador lamentou que o assunto tenha sido tão discutido numa semana em que o Flamengo disputaria um jogo tão importante pela Libertadores. O time chegou a abrir 3 a 0 sobre o Olimpia, mas permitiu o empate nos últimos 15 minutos de jogo (veja os gols ao lado).
- Colocaram em pauta uma situação que não se resolve assim. Estou preocupado com os jogadores que estão aqui, o Muralha, o Luiz Antonio, que foram bem, o Thomás, que já suportou mais tempo. Esse é um caso que vai se resolver no devido momento - afirmou Joel.
O caso de Adriano ainda não tem prazo para ser solucionado. Ronaldinho Gaúcho já se manifestou positivamente, e a presidente Patrícia Amorim colocou as instalações do clube à disposição do jogador para sua recuperação física. A Conmebol informou que ele não pode ser inscrito pelo Flamengo na Libertadores, por já ter feito parte da lista do Corinthians.
globoesporte.com

Sob pressão, Massa e Bruno abrem temporada decisiva do Brasil na F-1

O Brasil terá, em 2012, um ano decisivo na Fórmula 1. Tanto Felipe Massa, na Ferrari, quantoBruno Senna, na Williams, atravessam momentos cruciais em suas carreiras. Os dois têm contrato até o fim da temporada e precisam mostrar serviço se quiserem garantir presença na elite do automobilismo mundial. Rubens Barrichello, que vai tentar a sorte na Indy, não está mais no grid. A pressão, portanto, está sobre os dois, não só para fazer o Brasil voltar ao pódio, mas também para evitar que, no próximo ano, o país fique sem pilotos na F-1 pela primeira vez desde 1969. 


Nos treinos livres desta sexta-feira, na Austrália, Massa rodou na primeira sessão e, na segunda, terminou em sétimo. Bruno ficou em 14º e 19º.
Felipe Massa inicia, no GP da Austrália deste fim de semana, sua décima temporada na categoria, a sétima defendendo a escuderia de Maranello. A pressão sobre ele nunca foi tão grande quanto agora. Em 2011, sequer conseguiu subir ao pódio, enquanto viu seu companheiro Fernando Alonso o superar constantemente e até vencer uma corrida, em Silvertsone. 
- A pressão na F-1 é sempre grande. Todo piloto que está ali está sob pressão, seja novato, rodado ou até campeão do mundo. E no caso do Felipe ela é ainda maior. Ele vem de um ano abaixo do esperado e seu contrato está terminado. Se não tiver uma performance boa por dois anos consecutivos, pode ficar complicado tanto para continuar na Ferrari, como também para arranjar um lugar em outra equipe. Mas o Felipe passou por situações complicadas na carreira e conseguiu superar todas. Tem talento e capacidade para voltar à melhor forma e superar esse desafio - analisa o comentarista de Fórmula 1 da TV Globo, Luciano Burti.
Lito Cavalcanti, comentarista do SporTV, destaca que não só Felipe Massa, mas toda a Ferrari encontra-se sob pressão. Ele ressalta a temporada ruim da equipe em 2011 e o mau desempenho nos testes da pré-temporada em Jerez e Barcelona.
- É um ano decisivo não só para Felipe, mas também para o Domenicalli (diretor esportivo da escuderia) e para toda a Ferrari. Acredito que o menos pressionado seja o Alonso. O problema não está somente no Felipe, está na Ferrari. Ano passado ela não foi bem e conseguiu vencer apenas em Silverstone, uma corrida atípica. A Ferrari não tem condições de falar mal de ninguém. Nesse momento, após os primeiros testes, parece estar atrás não só da RBR e da McLaren, como também de Mercedes e Lotus – diz Lito.
O piloto brasileiro reconhece o mau desempenho da Ferrari na pré-temporada, mas acredita no potencial da escuderia. Em declaração à revista inglesa “Autosport”, Massa minimizou os resultados dos testes e garantiu que não ficaria surpreso com um bom resultado dos carros vermelhos já em Melbourne.
- Não estamos muito satisfeitos com a pré-temporada, mas ano passado estávamos muito felizes com os testes e chegamos em Melbourne e ficamos decepcionados. Temos que estar preparados para tudo. Estou psicologicamente preparado tanto para um início difícil como também para um ótimo início. Temos que tentar tudo que podemos para lugar pelo pódio, pela vitória, pelo máximo que pudermos tirar deste carro - disse.
Lito, no entanto, acredita em uma volta por cima do brasileiro em 2012, baseado em declarações do Dr. Sid Watkins, delegado da equipe médica e de segurança da F-1 por 26 anos. Watkins lembrou o grave acidente sofrido por Massa em 2009, quando foi atingido na cabeça por uma mola do carro de Rubens Barrichello durante o treino para o GP da Hungria.
- A favor do Massa há um depoimento do Dr. Sid Watkins. Ele disse que o prazo de recuperação em acidentes como o do Felipe é bem longo e que a volta dele às pistas foi um pouco precipitada. Pelo prazo de Watkins, agora é que Massa vai reencontrar sua forma plena e poderá crescer. Esperamos que ele esteja certo - torce Lito.
Assim como Felipe, Bruno Senna também vive um momento de afirmação. Pela primeira vez, o brasileiro terá a oportunidade de começar um ano com mais tranquilidade. Em 2010 estreou pela Hispania sem realizar testes de pré-temporada e em 2011 entrou no meio do ano na Renault-Lotus, onde alternou atuações surpreendentes com desempenhos discretos. Com 28 anos, Bruno já não é mais um garoto. Chega a uma equipe tradicional como a Williams e, com contrato de apenas um ano, tem a responsabilidade de mostrar competência e regularidade para conseguir se manter na categoria.
- Estou realmente ansioso para o GP da Austrália. Entrar no carro será muito empolgante e espero que possamos ser competitivos desde o início. A pré-temporada de testes foi promissora, mas nunca se sabe exatamente o que todo mundo está fazendo. Estão todos muito próximos. Será muito apertado este ano - disse o piloto ao site oficial da escuderia.
 
Bruno Senna acerta com a Williams na F1 (Foto: Divulgação)
Bruno chega com o peso do sobrenome Senna. A Williams tem uma forte ligação com a história de Ayrton Senna. Foi nela que aconteceu o acidente fatal com seu tio, em Ímola, em 1994, e de lá para cá, todos os bicos dos carros da escuderia possuem o S, marca registrada do tricampeão. Entretanto, os comentaristas Lito e Burti não acreditam que isso possa influenciar no desempenho do “primeiro-sobrinho”.
- Acredito que, em termos de desempenho, a ligação do sobrenome Senna com a Willaims não influenciará Bruno. Quanto à torcida e aos patrocinadores, essa ligação gera até uma influência positiva. Mas ali dentro da F-1 isso é esquecido muito rápido. O Bruno é o Bruno, seja ele Senna ou qualquer outro sobrenome. E ele sabe lidar bem com isso. Não procura explorar muito esse lado e também não sente muito a pressão. Sempre conseguiu equilibrar bem - acredita Burti.
globoesporte.com

FBF escala bandeirinha desafeto da torcida

Péssima notícia: o clássico de domingo, às 16 horas, no Barradão, terá Alessandro Álvaro Rocha de Matos como um dos assistentes no Barradão. O árbitro será Manoel Nunes Lopo Garrido.
Alessandro Matos é famoso por irritar a Nação. A situação chegou ao ponto de membros dos grupos Bahia Livre e Revolução Tricolor entrarem com uma ação na Justiça, contra a Federação Bahiana de Futebol (FBF), em abril de 2010. Ele foi acusado de vir seguidamente prejudicando o Esquadrão.
Na época, a petição inicial ainda dizia que o bandeirinha acabou escalado em sete dos últimos dez Ba-Vis do período.
Além disso, alegava-se descumprimento do Estatuto do Torcedor, que manda a realização de sorteio para a escolha do árbitro. Porém, a lista dos assistentes sempre é repetida pela FBF, independente do juiz escolhido --e isso voltou a acontecer nesta quinta-feira, em evento na sede da federação.
Filho do comentarista de arbitragem da rádio Itapoan FM, Manoel Lima Matos, que é torcedor do Vitória, Alessandro vinha afastado neste Estadual e retornou agora.
O outro "bandeira" em Canabrava será Kleber Moradillo da Silva.
Sobre Lopo Garrido, o apitador central, vale lembrar que ele esteve no triunfo do Bahia sobre o Vitória da Conqusita, no dia 8 de fevereiro, em Pituaçu. Souza e Gabriel balançaram as redes.
Em 2008, Garrido foi o árbitro dos 2 a 0 do Tricolor em cima do Vitória, no Barradão, pela primeira fase daquele Estadual. Didi (6min do 1º) e Elias (48min do 2º tempo) marcaram.

Muricy rejeita contas por vaga e quer respeito aos peruanos na volta

AFP
Com a vitória sobre o Juan Aurich, na noite desta quinta-feira, em Chiclayo (Peru), o Santos deu um grande passo para a sua classificação à fase de mata-mata da Copa Libertadores da América. Apesar disso, o técnico Muricy Ramalho se mantém cauteloso, evita fazer contas pela qualificação no grupo 1 e prega respeito aos peruanos para o duelo de volta, marcado para a próxima quinta, no Pacaembu.
“No futebol você não se pode se prender ao triunfo passado. Respeitamos o Juan Aurich sempre e vamos respeitá-los novamente,jogando em nossa casa. Nós vamos jogar forte, porque assim deve ser para superar um adversário na Libertadores”, destacou o treinador santista.
Sobre a pontuação necessária para se classificar as oitavas de final da competição, Muricy prefere pensar rodada a rodada, ao invés de recorrer ao auxílio da calculadora.
O Peixe tem os mesmos seis pontos de Internacional-RS e The Strongest (Bolívia). Só que os gaúchos lideram porque levam vantagem no saldo de gols ( 5 a 3), deixando os alvinegros na segunda posição. Os bolivianos estão no terceiro lugar, já que possuem saldo negativo, de -3.
“É difícil fazer conta, está muito cedo para fazer isso. Temos que pensar jogo a jogo e ir pontuando. Porém, o mais importante é que o nosso time voltou a jogar bem. Tinha sido desta forma contra o Inter (na vitória por 3 a 1, semana passada, na Vila Belmiro) e foi assim contra o Juan Aurich, novamente. Sem dúvida, trata-se de algo que nos dá confiança e segurança para nos classificarmos com um pouco mais de tranquilidade”, encerrou o comandante.
gazetaesportiva.net

quinta-feira, 15 de março de 2012

Marin confirma permanência de Mano Menezes e Andrés Sanchez

 
Recentemente empossado como presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), após a renúncia de Ricardo Teixeira, José Maria Marin confirmou o continuísmo da antiga gestão, mantendo todos os cargos empossados pelo antigo mandatário da CBF, como o técnico da Seleção Brasileira, Mano Menezes, e o diretor de seleções, Andrés Sanchez.
“Quero os melhores resultados e as melhores atuações. Só que isso agora é muito difícil de conseguir, mas está sendo buscado com competência pelo técnico Mano Menezes e toda a comissão técnica, que têm a minha inteiraconfiança. O Andrés é um homem de futebol, está no cargo certo, e tem todas as credenciais para fazer um grande trabalho à frente da Seleção Brasileira”, disse.
Marin também ressaltou a eficácia da administração de Teixeira, que levou o Brasil à conquista de dois títulos de Copa do Mundo. “O presidente Ricardo Teixeira deu modernidade à CBF e muitos títulos à Seleção Brasileira. Como seu vice-presidente, tenho de dar continuidade ao que ele fez de bom, e foi muita coisa”, declarou.
O atual presidente não esconde a identificação com o Estado de São Paulo, não só por ser a sua terra natal, mas principalmente por ter sido Governador do Estado, por ter presidido a Federação Paulista de Futebol e por ter relações pessoais com Marco Polo del Nero, atual presidente da federação. No entanto, Marin nega São Paulo terá algum privilégio durante a sua gestão à frente da CBF.
“Sou amigo dele [Marco pólo Del Nero] há mais de 40 anos, e claro que por isso tenho com ele uma maior proximidade. Posso te garantir ainda, sem prestar favor algum, até porque fui presidente por seis anos, que ele é o melhor presidente da Federação Paulista da história. Mas vou conversar com ele e precisar da sua colaboração da mesma maneira que farei com todos os outros presidentes de Federações”, explicou.
Sobre um possível racha entre as federações de futebol dos estados em relação ao futuro do futebol nacional, o presidente declarou que considera natural que nem todos pensem de forma igual e prometeu trabalhar para o crescimento e fortalecimento do futebol brasileiro.
“É natural e perfeitamente democrático que entre 27 Federações haja algumas opiniões divergentes, principalmente em relação à interpretação do Estatuto. Mas tenho conversado com todos, alguns amigos de longa data e outros pelo telefone, já que estão viajando, e posso assegurar que todos estão unidos e convencidos de que temos uma responsabilidade enorme, que é a de conduzir o futebol brasileiro a bom termo”, finalizou.
Fonte:gazetaesportiva

"Neste momento o BaVi está mantido", diz Ednaldo Rodrigues

Em entrevista exclusiva à Equipe dos Galáticos na noite desta quarta-feira (14), o presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ednaldo Rodrigues, desmentiu os boatos de que o BaVi do próximo domingo poderia não ser realizado devido aos problemas extra-campo do Bahia. Segundo o dirigente, ainda não há motivos para que o clássico pelo Baianão seja adiado.
"Neste momento o BaVi está mantido com Marcelo Guimarães Filho como presidente do Bahia" disse.
Ainda de acordo com Rodrigues, a FBF ainda não foi notificada pela Justiça sobre a destituição da atual diretoria tricolor. "Até então a Federação não foi comunicada de nada e a entidade tem que ser notificada oficialmente para tratar com o novo gestor assuntos administrativos que dizem respeito à FBF e também a CBF. Só vamos reconhecer a decisão depois de uma notificação", finalizou. 

Fonte:osgalaticos

Marcelo Guimarães Filho confirma: “OAS ameaça deixar o Bahia”

 
O Bahia fez o dever de casa, eliminou o jogo de volta da Copa do Brasil para ter a semana que antecede o BaVi tranquila. Certo? Não tão tranquilo assim. O clima está tenso no Fazendão às vésperas do maior clássico do futebol nordestino. Uma ação judicial pela oposição à presidência do Tricolor destituiu toda a diretoria. Consequentemente, todos os contratos firmados pela diretoria atual perdem a validade. Desde a aquisição de jogadores a contratos de patrocínios. 
“O Bahia continua sem presidente e sem diretoria. Se a eleição não é valida, qualquer leigo entende que tudo o que eu assinei perde validade. A gente está trabalhando para resolver isso o mais rápido possível. Essa oposição só pode ter muita raiva do Bahia. Essas pessoas não estão conseguindo separar o rancor pessoal que têm por mim e estão prejudicando o clube. Não é possível que na semana do clássico entrem com uma ação dessa para atrapalhar a vida do clube. Estou muito chateado com essa situação”, desabafou Marcelo Guimarães Jr.

Na opinião do presidente destituído, a oposição está querendo, propositalmente, instaurar um clima de algazarra no Bahia. “Eles não querem dialogar. Querem bagunçar a situação administrativa do clube. Não vou abandonar o barco e deixar o navio à deriva. Vou amanhã conversar com o nosso treinador Paulo Roberto Falcão e dar força aos jogadores nesse momento decisivo. São pessoas que não gostam do clube e fizeram isso num momento inoportuno”, criticou. “Não durmo como presidente. Vou dormir hoje apenas como um torcedor, triste por perder um dia de trabalho, mas tenho a certeza de que vamos conseguir reverter esse quadro”, completou.

Nesta quinta-feira, às 12h, em frente ao Tribunal de Justiça, uma manifestação da torcida tricolor está sendo organizada para protestar contra a destituição da direção do Bahia.  

Fonte:osgalaticos

Tremendão despacha Aquidauanense e vai encarar o São Paulo

O Bahia de Feira despachou o Aquidauanense por 2 a 0 e garantiu a classificação para a próxima fase da Copa do Brasil. A partida, disputada nesta quarta-feira no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana, foi acompanhada por um público de cerca de 2 mil torcedores. O próximo adversário dos baianos é no dia 4 de abril contra o São Paulo, que bateu o Independente-PA por 4 a 0 no jogo de volta, no Morumbi.
Primeira etapa: baianos sem efetividade no ataque
Disciplinado na marcação, o Aquidauanense começou criando dificuldades para o setor ofensivo do Bahia de Feira, que tinha obrigação de abrir o placar. O meia Raylan, responsável pela criação baiana e que até a véspera da partida era dúvida, apareceu poucas vezes durante a primeira etapa. Os sul-mato-grossenses se limitavam aos contra-ataques com Toledo e Keverson, mas sem ameaçar a meta de Jonathan.

Aos 33 da primeira etapa, o técnico Mauro Marino, do Aquidauanense, trocou o lateral Diego Fiuza, lesionado, pelo zagueiro Maycon, ficando com três homens na última linha defensiva. Nos últimos minutos, o Bahia de Feira sufocou o adversário com ataques perigosos. Em um mesmo lance, aos 35, Rômulo e Raylan perderam gols claros.
Visitantes só se defendiam
Durante o intervalo, os visitantes não mexeram na equipe. O técnico pediu aos jogadores que arriscassem de longa distância e prestassem atenção na marcação. Mas o ímpeto dos baianos na segunda etapa prevaleceu. Aos 8, o meia Jonnathann marcou para o Bahia de Feira.

Os donos da casa seguiram ditando o ritmo de jogo e tiveram boas chances de ampliar a contagem. A essa altura, aos visitantes restava a única missão de se defender, no esforço em levar a decisão para as cobranças de pênalti. Aos 39, o Aquidauanense colocou o atacante Neto no lugar de Toledo, e o Bahia de Feira escalou o zagueiro Lau para a vaga do capitão Carlos, que reclamava de dores abdominais.
A resistência dos sul-mato-grossenses caiu aos 42, quando o goleiro Ivan tocou a perna do atacante Rômulo, que caiu dentro da grande área. João Neto converteu e garantiu a classificação dos baianos.
Fonte:globoesporte

Vitória abusa de perder gols, mas vence e avança na Copa do Brasil

Marquinhos comemora gol do Vitória contra o São Domingos (Foto: Eduardo Martins/ Ag. Estado) 
Um jogo de ataque contra defesa. Assim se resumiu a partida entre Vitória e São Domingos, nesta quarta-feira, no Barradão, pela Copa do Brasil. Precisando vencer, a equipe baiana tomou as rédeas da partida desde os primeiros minutos e alcançou o objetivo principal: Venceu e avançou para a segunda fase da Copa do Brasil. Os gols foram marcados por Marquinhos, no primeiro tempo, e Arthur Maia, na segunda etapa. Com o domínio da partida durante os 90 minutos, o Vitória dpoderia ter goleado, se não fosse a falta de pontaria dos seus homens de frente. O Leão da Barra perdeu inúmeras chances de construir um placar mais elástico.
Na próxima fase da Copa do Brasil, o Vitória enfrenta outro rival nordestino, desta vez, o ABC-RN. Antes disso, no domingo, o Rubro-Negro entra em campo pelo Campeonato Baiano, quando enfrenta o Bahia, no clássico Ba-Vi. A partida será às 16h, no estádio do Barradão. Já o São Domingos volta todas as suas atenções para o Campeonato Sergipano. Neste domingo, o time enfrenta o Socorrense, pela partida de volta das semifinais da Taça Cidade de Aracaju, primeiro turno do estadual. Na partida de ida, dentro de casa, o São Domingos venceu por 2 a 1 e joga pelo empate para chegar na decisão.
Fonte:globoesporte

Libertadores das Américas: Resultados de quarta e jogos de quinta dos clubes brasileiros

Primeira Fase



13/03 - 22h00
Internacional-BRA
5 x 0
The Strongest-BOL
15/03 - 19h45
Juan Aurich-PER
x
Santos-BRA



3ª RODADA
13/03 - 19h45
Lanús-ARG
1 x 0
Emelec-ECU
15/03 - 22h00
Flamengo-BRA
x
Olimpia-PRY


3ª RODADA
6/03 - 21h45
Unión Española-CHL
1 x 1
Universidad Católica-CHL
9/03 - 0h00
Junior-COL
0 x 1
Bolívar-BOL


3ª RODADA
14/03 - 19h45
Fluminense-BRA
1 x 0
Zamora-VEN
14/03 - 19h45
Arsenal-ARG
1 x 2
Boca Júniors-ARG


3ª RODADA
13/03 - 22h00
Alianza Lima-PER
1 x 0
Nacional-URY
14/03 - 22h00
Libertad-PRY
1 x 1
Vasco da Gama-BRA


3ª RODADA
13/03 - 19h45
Nacional-PRY
3 x 2
Deportivo Táchira-VEN
14/03 - 22h00
Cruz Azul-MEX
0 x 0
Corinthians-BRA


3ª RODADA
7/03 - 19h45
Deportivo Quito-ECU
3 x 0
Vélez Sarsfield-ARG
14/03 - 0h15
Chivas-MEX
1 x 0
Defensor Sporting-URY


3ª RODADA
6/03 - 19h30
Peñarol-URY
1 x 1
Universidad do Chile-CHL
8/03 - 21h45
Godoy Cruz-ARG
4 x 4
Atlético Nacional-COL