CÂMARA DE VEREADORES DE CAIRU

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Cidades do interior baiano pedalam nas trilhas do cicloturismo

Thais Helena Silva é uma pedaleiras que tem o turismo sobre duas rodas como filosofia de vida - Foto: Arquivo Pessoal

Sabe aquela canção que diz: “tudo era apenas uma brincadeira e foi crescendo, crescendo e me absorvendo”? Então, no universo do cicloturismo, o sentimento entre os seus praticantes é bem este! A estudante de Física Thais Helena Silva, 25 anos, é uma dessas pedaleiras que foram se apaixonando pelo turismo sobre duas rodas e, hoje, o tem como filosofia de vida. Integrante do Amarbike – grupo de cicloturismo de Amargosa, um dos 75 existentes na Bahia –, ela conta que andar de bike é a sua grande motivação. “Pedalar, para mim, é algo do qual não abro mão, já faz parte da minha vida e me trouxe qualidade de vida, bem-estar e condicionamento físico. Pedalo três vezes por semana e se tivesse mais tempo pedalaria todos os dias, porque esse contato com a natureza que o ciclismo proporciona me deixa muito feliz”, diz.
Além de melhorar o sistema cardiovascular e adquirir massa muscular, Thais conta que o ciclismo a leva para conhecer diversos lugares, onde a natureza é imperativa e deslumbrante. “Por conta das viagens, acabo conhecendo outras culturas e costumes e crio novos vínculos de amizade, como aconteceu há 15 dias, quando o meu grupo viajou para pedalar em Morro de São Paulo”, conta Thais, que começou a pedalar há dois anos com uma bicicleta emprestada, no asfalto de Amargosa, antes de se enveredar pelas trilhas com a bike profissional, adquirida tão logo percebeu que a paixão pelo cicloturismo já tinha a absorvido por inteira.
Pedalar, para mim, é algo do qual não abro mão, já faz parte da minha vida e me trouxe qualidade de vida, bem-estar e condicionamento físico

Membro da comissão do Amarbike – do qual participam cerca de 160 ciclistas de Amargosa, desde 2013, quando o grupo foi fundado –, Fabrício Morais, 35 anos, é outro exemplo de que o cicloturismo na Bahia vem ganhando, cada vez mais, amantes pelo veículo de duas rodas. Ele conta que começou a pedalar sob a influência de um primo, há dois anos e, desde então, nunca mais parou. “Pedalo de três a quatro vezes por semana, focado mais no treino, e no domingo faço uma pedalada mais recreativa. Incorporei tanto o pedal na minha vida que falta algo em mim quando fico sem pedalar”, declara. Fabrício revela, ainda, que, graças à sua prática de cicloturismo, melhorou o sono, acabou com os problemas respiratórios e manteve o peso. “Ou seja, pedalar é sinônimo de qualidade de vida e costumo brincar que as mulheres pagam academia para malhar perna, glúteo e barriga e a bicicleta faz tudo isto por elas”.
Pedalo de três a quatro vezes por semana, focado mais no treino, e no domingo faço uma pedalada mais recreativa. Incorporei tanto o pedal na minha vida que falta algo em mim quando fico sem pedalar

CICLOTURISTA E COMPETIDOR - O jovem Rafael Oliveira, 15, também incentivado por um amigo, montou em uma bike e saiu de encontro à bucólica paisagem das estradas da zona rural de Amargosa, onde mora. O que seria uma mera aventura se transformou em um meio de se conectar com a natureza e, no caso dele, de liberar a adrenalina com a prática em competições esportivas, com as quais acabou se envolvendo. O garoto, que continua como integrante do Amarbike, é a prova de que pedalar ao ar livre, respirando o verde, faz bem à mente, ao corpo e à alma.
Com as viagens de bike fui ganhando experiência e aí bateu a vontade de competir, mas participar simplesmente dos passeios promovidos pelo circuito já é o máximo

“Além de ter me trazido qualidade de vida, me tornando uma pessoa mais cuidadosa com a alimentação e o condicionamento físico, o cicloturismo me proporcionou um encontro com a natureza que me trouxe paz, tranquilidade. Com as viagens de bike, através do Amarbike, fui ganhando experiência e aí bateu a vontade de competir, mas participar simplesmente dos passeios promovidos pelo circuito já é o máximo”, declara o adolescente Rafael Oliveira, que já coleciona quatro conquistas em competições no ciclismo nas cidades de Vitória da Conquista (8º Desafio Calangos), Poções (2º Desafio Poções), Mucugê (5º Desafio Oggi Alto Paraguaçu MTB) e Itaberaba (Esquenta Itabike).
CICLOTURISMO NA BAHIA - Viajar utilizando como meio de transporte uma bicicleta é mais do que uma maneira saudável, econômica e ecológica de se fazer turismo. O cicloturista, na verdade, cria com a sua bicicleta uma ligação quase mágica. É uma relação de paixão, garantem os pedaleiros. O líder do grupo Valença Bike, do município de Valença, e responsável pela organização do calendário oficial de eventos do cicloturismo na Bahia, Marcos Fabricius Bonfim, ressalta o crescimento do segmento no Estado: “Acredito que a crescente participação das pessoas no cicloturismo se deve, justamente, pela união de dois prazeres: o ciclismo e o turismo. Cidades que promovem os eventos mostram, além das suas belezas naturais, a sua culinária e cultura local. Só para se ter uma ideia, em 2016 foram realizados 63 eventos; este ano, o número passou para 75, e em 2018, a expectativa é de mais de 80 municípios farão os seus passeios oficiais”, relata.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu, árvore, atividades ao ar livre e natureza
Acredito que a crescente participação das pessoas no cicloturismo se deve, justamente, pela união de dois prazeres: o ciclismo e o turismo. Cidades que promovem os eventos mostram, além das suas belezas naturais, a sua culinária e cultura local

Para os municípios, completa, o cicloturismo é muito importante, pois os eventos que são promovidos envolvem, de uma só vez, o turismo, o comércio local e a rede hoteleira, além da divulgação do ciclismo como meio de transporte e de melhorias na saúde. De acordo com pesquisa de 2016 do portal Bike é Legal, a Bahia ocupa três entre os dez melhores lugares para pedalar no Brasil, levando em conta a beleza natural das localidades para viajar de bicicleta. Conforme o ranking, o primeiro lugar ficou com a Rota do Descobrimento, considerada a mais encantadora opção de destino turístico, onde o pedaleiro cruza rios e falésias em meio a coqueirais, passando por comunidades preservadas. O terceiro lugar ficou com a Costa dos Coqueiros e a Chapada Diamantina listou a sétima posição.
DICAS PARA QUEM VAI VIAJAR - Para praticar o cicloturismo são necessárias algumas precauções, visando uma viagem segura. Assim, para evitar contratempos na estrada, os especialistas orientam que os pedaleiros devem carregar o kit de reparo de câmaras de ar, ferramentas de ajustes e manutenção de freio, entre outras peças da bike. O tipo de bicicleta utilizada para uma viagem deve ser confortável, forte e em bom estado, sendo adequada para percorrer tanto asfalto, como terra. A bike requer revisões periódicas, no mínimo uma vez por mês, e é importante, também, que o cicloturista adquira noções básicas de como montá-la e desmontá-la; trocar ou consertar a corrente; regular freios e troca de marchas.

(Com conteúdo atardeuol)

terça-feira, 31 de outubro de 2017

TV Aratu também vai transmitir a Copa do Nordeste 2018

TV Aratu também vai transmitir a Copa do Nordeste 2018

Os torcedores de Bahia e Vitória ganharam outra opção para acompanhar seus times na Copa do Nordeste de 2018. A TV Aratu, afiliada o SBT, anunciou nesta terça-feira (31), que também vai transmitir as partidas do torneio regional. E a estreia será no duelo entre Globo-RN e Vitória, na casa do time potiguar, no dia 17 de janeiro, pelo grupo B da competição - o horário e local das partidas ainda serão definidos pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Devido ao interesse de suas afiliadas da região Nordeste, o SBT adquiriu os direitos de transmitir os jogos junto à Liga do Nordeste, organizadora da competição. A negociação também contou com a presença do canal fechado Esporte Interativo, dono dos direitos de transmissão. Apenas o SBT de Sergipe ficou de fora, já que o estado não terá nenhum representante no certame. A Record também disputou o direito de transmissão, mas pesou à favor do grupo de Sílvio Santos, a flexibilidade da grade de programação.


A Copa do Nordeste está prevista para começar no mês de janeiro e será disputada entre 16 equipes, dentre elas, a dupla Ba-Vi. A Bahia poderia ter um terceiro representante, mas o Fluminense de Feira não conseguiu a classificação sendo eliminado pelo Globo-RN, na fase preliminar, disputada no mês agosto.

O Bahia conquistou o título do torneio deste ano ao vencer o Sport na final, no mês de maio. Após empate de 1 a 1 em Recife, o Esquadrão de Aço venceu o jogo da volta por 1 a 0, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

Camamu perde invencibilidade no Campeonato Intermunicipal.


Na tarde deste domingo (29), jogando no Estádio Manzolão na cidade de Itabela, a seleção de Camamu acabou derrotada por 1×0, no jogo de ida das quartas de final e com isso perdeu a sua invencibilidade na competição. Com um início de jogo abaixo do esperado, o selecionado camamuense foi surpreendido logo aos 19 minutos do primeiro tempo, em uma jogada pela direita, o lateral Alex Júnior de Itabela chutou, a bola desviou na defesa camamuense e enganou o goleiro Erick.    
A partir dos 30 minutos a seleção de Camamu melhorou no jogo e passou a criar algumas oportunidades. Aos 39 minutos, em falta cobrada da intermediária, o zagueiro Indio escorou para o meio da área, a bola bateu na trave e na volta Eid, empurrou para o gol, mas o assistente assinalou impedimento e invalidou o gol de Camamu.
Na volta para o segundo tempo, o selecionado de Camamu, voltou melhor no jogo, mas aos 13 minutos, em uma disputa de bola o jogador Igão não gostou da entrada dura do atleta adversário e o empurrou e acabou sendo expulso de campo. Com um jogador a menos, Camamu pouco criou no restante da partida e ao menos conseguiu segurar o placar, o que permite maiores possibilidades de reverter a vantagem adversária no jogo de volta, no próximo domingo, no Estádio 27 de junho em Camamu.


(Com conteúdo camamunoticias)

Intermunicipal 2017: Euclides da Cunha goleia Porto Seguro e é destaque da rodada


A disputa pelas quatro vagas nas semifinais do Intermunicipal 2017 foi aberta neste domingo (29). Quatro jogos foram realizados pela rodada de ida das quartas de final.
 
O destaque ficou com a Seleção de Euclides da Cunha. Diante da sua torcida, Euclides colocou um pé na próxima fase ao golear a até então invicta Porto Seguro por 4 a 1. Com o resultado, a equipe do artilheiro Pim poderá perder por até dois gols de diferença no próximo domingo (5). Para se classificar no tempo regulamentar, Porto precisará vencer por quatro gols de diferença, ou conseguir um triunfo por três gols de diferença e levar a decisão para os pênaltis.
 
Quem também brilhou na rodada foi a líder geral Santo Amaro. Em um jogo disputado e emocionante, Maro Maro, como é chamada por seus torcedores venceu Valente fora de casa por 4 a 3. Ainda invicta na competição, a Seleção santoamarense só precisa de um empate no confronto de volta.
Além de Santo Amaro, a única Seleção que também manteve a invencibilidade foi Cachoeira, que empatou sem gols com Eunápolis, na casa da adversária. No jogo de volta, um novo empate leva a decisão para os pênaltis. As duas equipes precisam de um triunfo simples para avançar nos 90 minutos.
 
Já Itabela derrubou a invencibilidade de Camamú com a vitória por 1 a 0, diante da sua torcida. Em Camamú, os itabelenses jogarão por um empate. Aos camamuenses resta o triunfo por dois gols de diferença para garantir a classificação, ou por um gol de diferença e levar a decisão para as penalidades.

Valenciano vence etapa pela categoria Sub-30 de Ranking Estadual de Ciclismo

kaio_felippe_1_6_rodada_rankin_ciclismo_sub_30_-_29.10.2017_nas_malhas_da_lei.jpg

O valenciano Kaio Felippe venceu neste domingo (29) a 6ª etapa do Ranking Estadual de Ciclismo pela cetegoria Sub-30, na prova de circuito. O campeonato ocorreu na cidade de Santo Antônio de Jesus. Com o resultado, o atleta se torna o 1° do ranking Estadual de 2017 na sua categoria. O ciclista tem o apoio do Supermercado Doce Preço, através do Projeto Faz Atleta do Governo do Estado, do Posto Ipiranga.

(Com conteúdo nasmalhasdalei)