CÂMARA DE VEREADORES DE CAIRU

sábado, 28 de julho de 2012

Vitória fura retranca e vence o CRB

Em jogo com estilo de festa, pela enorme participação da torcida rubro-negra, que lotou as dependências do Estádio Manoel Barradas Carneiro, o Esporte Clube Vitória confirmou o favoritismo, quando mesmo sofrendo até aos 40 minutos do segundo tempo, venceu o Clube de Regata Brasil, por 1 x 0, em uma partida de apenas um time em campo.

Durante toda a semana o técnico Roberto Fonseca, do CRB, não escondeu o claro propósito de sair do Barradão carregando na sacola, através de um forte sistema defensivo, um pontinho e quase obteve êxito, até Neto Baiano, aos 40 minutos do segundo tempo, marcar e aliviar os 32 mil rubro-negros que fizeram festa, bateram o recorde de público do Brasileiro da Serie B e dar um novo passo firme em direção do acesso.

Com o triunfo, o Esporte Clube Vitória chega à invejável marca de 10 vitória em 13 jogos, vai aos 31 pontos e segue, por enquanto, sendo observado de perto através do retrovisor do Criciúma, que se manteve firme na liderança da competição.

O Esporte Clube Vitória retorna o campo de jogo, já na próxima terça-feira (31), às 21h, enfrentando o São Caetano, em partida que acontece no Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, valendo pela décima quarta rodada da Série B.

Em alguns momentos, confira todos os detalhes da partida e, logo após, o vídeo com os melhores momentos e toda movimentação pós-jogo de Vitória x CRB, partida que valeu pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, edição 2012.

Campeonato Intermunicipal: o dia da Seleção de Valença.


Agora é para valer! Nesta sexta feira (27), o Selecionado Valencia realizou um coletivo apronto, visando o jogo deste domingo (29), na cidade de Itapitanga, contra a seleção local.
Foi realizado um coletivo com 50 minutos de duração. Paim, o treinador, exigiu muita movimentação do grupo, principalmente o posicionamento defensivo.  
Pouco a pouco, o desenho desejado pelo treinador vai começando a ganhar forma e domingo será o momento de ter uma idéia da evolução, e  os  atletas apresentarem os resultados do trabalho destes 20 dias de muita dedicação.
Apesar das dificuldades vividas a palavra de ordem é superação. O time considerado titular  venceu por 2 a 0  e foi formado com:  Rodrigo; Tayrone, Sacerdote, Maicon e Legue (Coruja); Tio Bira, Biro – Biro, Tiago e Coruja (Cacau); Márcio André e Cacau (Timbô).  
O grupo se reúne amanhã para um trabalho recreativo, logo em seguida se concentra.  A viagem está marcada para domingo às 7h, com parada em Itajuípe para almoço.
Jogadores relacionados para o jogo: Rodrigo,Bruno, Tayrone, Sacerdote, Maicon, Legue, Tio Bira, Biro – Biro, Tiago, Coruja, Márcio André, Cacau, Timbô, Juliano, Dedèu, Jonh Lenon, Kenedi e Júnior.
Dirigentes: Edmundo Fonseca (Chefe de delegação),Domingo Assis e Valder Queiróz.
Comissão técnica: Paim (técnico), Babão (auxiliar), Gerson (auxiliar), Romildo (massagista), Iúra e Pedro Bonfim (roupeiros).

entrandonaarea.com

Bahia x Corinthians: Kléberson fora do jogo

Com apenas dois treinos, o elenco do Bahia finalizou a preparação para a partida deste domingo diante do Corinthians, às 16 horas, no Estádio de Pituaçu. O tricolor, que venceu o Palmeiras na última quinta-feira (26) por 2 a 0, só teve dois dias de preparação para enfrentar o atual campeão da Taça Libertadores da América.


Na sexta-feira o grupo retornou de São Paulo e fez um trabalho regenerativo. Neste sábado, o técnico Caio Júnior comandou um treino técnico, em campo reduzido com os atletas. Os jogadores foram divididos em dois grupos e o treinador observou o provável time que enfrenta o Corinthians.

Porém, Caio tem algumas dúvidas na escalação do time. Isso porque, o técnico terá alguns desfalques importantes para a partida. O atacante Souza, que marcou os dois gols do triunfo sobre o alviverde paulista, está suspenso pelo Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Já Ciro, levou o terceiro amarelo e está suspenso para a partida.

O volante Kléberson, que saiu no intervalo do jogo contra o Palmeiras se queixando de dores musculares na coxa e está fora do jogo deste domingo. O meia Mancini ainda sente um incômodo na coxa e também não enfrenta o Corinthians.

Lulinha, que não pode enfrentar a equipe paulista por questões contratuais e Elias, que ainda está com uma fissura na tíbia também desfalcam o Esquadrão. Além disso, Gabriel, Madson e Coelho também se recuperam de lesão.

O meia Jéferson continua a recuperação física, após a lesão no joelho. O jogador desceu para o campo e fez uma atividade com bola a parte, com o preparador Igor Morena. Após o treino, o grupo seguiu para a concentração, onde fica até horas antes do jogo deste domingo.

futebolbahiano.com

T. Pereira garante vaga na final dos 400m medley. Phelps assusta.


A natação  brasileira começou a participação nos Jogos Olímpicos de Londres com o pé direito. Neste sábado, Thiago Pereira conseguiu a vaga na final dos 400m medley, com o tempo de 4min12s39, o seu melhor na prova na temporada 2012.
O brasileiro obteve o quarto melhor da etapa classificatória e o segundo da sua bateria, vencida pelo japonês Kosuke Hagino, que bateu o recorde asiático, com 4min10s01.
Curiosamente, Thiago Pereira teve um desempenho melhor em relação ao fenômeno Michael Phelps. O norte-americano se poupou em sua bateria e cravou 4min13s33, sofrendo um susto com o oitavo tempo entre os classificados.
A decepção da prova esteve com o húngaro Laszlo Cseh. Vice-campeão olímpico em Pequim, o europeu marcou 4min13s40 e não obteve a vaga.
A final da prova dos 400m medley será disputada ainda neste sábado. Thiago Pereira volta às piscinas a partir das 15h30 (de Brasília).
gazetaesportiva.net

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Vitória pronto para enfrentar o CRB

Um treino tático seguido de um rachão. Assim, o Vitória finalizou, nesta sexta-feira, pela manhã, a preparação para jogar contra o CR Brasil, neste sábado, às 16h20, no Barradão, pela 13ª rodada do Brasileiro da Série B.

Carpegiani nos primeiros 30 minutos se preocupou em acertar o posicionamento do time, e definiu Dankler na zaga e Dener, que estreia no Barradão, na lateral-esquerda. Marquinhos treinou normalmente e, mesmo em observação, está confirmado. Outro que fará sua estreia é o goleiro Deola, contratado recentemente.

Depois do treino tático, o rachão com duração de 20 minutos, apitado pelo preparador físico Ednilson Sena. Animado e disputado, terminou com a vitória do time com camisa amarela, por 5 x 4, com Nino marcando o último gol no minuto final. “Eu não prometi que faria o gol da vitória no último minuto?”, provocou Nino.

Mineiro, Dener, Pedro Ken e Marquinhos marcaram os outros gols. Arthur Maia, Marcelo Nicácio, , Neto e Renan (goleiro) marcaram para o time com colete preto.

Os times: camisa amarela – Deola, Nino, Mineiro, Marquinhos, Rodrigo Costa, Dener, Willie, Pedro Ken, Victor Ramos, Alan Pinheiro, Gabriel, Welisson, Carlinhos, Uelliton, Caio Secco e Ricardo Silva (assistente técnico); colete preto – Douglas, Gabriel Paulista, Dankler, Rodrigo Mancha, Duylio, Michel, Léo, Ananias, Tartá, Leilson, Neto, Willian, Marcelo Nicácio, Arthur Maia e Renan (goleiro).

futebolbahiano.com

Bahia x Corinthians: Tricolor cheio de desfalques


Após o excelente triunfo sobre o Palmeiras, por 2 a 0, na última quinta-feira (26), o elenco do Bahia agora se prepara para enfrentar outro adversário paulista, o Corinthians. A partida, que será no próximo domingo (29), às 16 horas, no Estádio de Pituaçu, marca a estreia do técnico Caio Júnior na casa do tricolor.

Porém, o treinador terá alguns problemas para escalar a equipe, principalmente no ataque. Ciro levou terceiro cartão amarelo e está suspenso para o jogo. Já Lulinha não poderá enfrentar o Corinthians por questões contratuais. Além disso, Souza está suspenso pelo STJD e desfalca o tricolor nos próximos quatro jogos.

O meia Mancini e o lateral-esquerdo Ávine, que não atuaram contra o alviverde paulista com dores musculares, são dúvidas. Assim como Vander, que sente dores no ombro esquerdo. Gabriel, com um estiramento muscular na coxa e Elias, com uma fratura por stress na tíbia também são dúvidas para o jogo.

Já os laterais Coelho, se recuperando de uma lesão no joelho e Madson, tratando uma contusão muscular, ainda não retornarão a equipe.

Outro jogador que não sabe se jogará domingo é o volante Kléberson, que saiu no intervalo da partida se queixando de um incômodo no músculo adutor da coxa. O atleta será reavaliado quando a equipe retornar para Salvador. Quem fica à disposição de Caio Júnior é o lateral-esquerdo Gerley, que não pôde enfrentar o Palmeiras por pertencer ao clube paulista.

futebolbahiano.com

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Série B: Vitória faz uma campanha histórica

O Vitória ainda terá uma longa jornada até alcançar a meta de retorno para a primeira divisão do Campeonato da CBF na edição 2013. Estamos na décima terceira rodada de um total de 38, mas considerando os números atuais, o Esporte Clube Vitória, não tão somente deve obter o acesso, como registrar, uma das melhores campanhas de toda a história da segunda divisão na era dos pontos corridos. Angelo Paz, do Correio, faz festa e conta essa história


Como se diz na roda de amigos, o Leão tá botando pra lá. Uma campanha histórica: é o que pode se dizer do Vitória na atual Série B. A tropa conquistou 28 dos 36 pontos disputados. Pontuação, após 12 rodadas, melhor do que de todos os campeões na era dos pontos corridos, iniciada em 2006. Não fosse o Criciúma atrapalhando com um ponto à frente, o Vitória teria a melhor campanha da história da Segundona.

Mas quem venceu nove, empatou um e perdeu apenas dois jogos não pode reclamar de muita coisa. O aproveitamento de 77% dos pontos deixa o time tranquilo para enfrentar o CRB, sábado, às 16h20, no Barradão. E, quem sabe, virar líder com a sexta vitória seguida. "Não podemos nos prender a essa coisa de média de pontos. Às vezes, os números dizem uma coisa agora e depois muda-se completamente. Temos que não nos preocupar para não ter erros nos jogos. É seguir assim e está bem lá na frente. O título, lógico, seria perfeito. Mas vamos passo a passo", pondera Pedro Ken.

Se os jogadores estão comedidos, o torcedor está confiante até demais no acesso. Para isso, basta comparar a campanha com 2011. Até aqui, o Leão já conquistou mais pontos do que em todo o 1º turno do ano passado, quando fechou os 19 primeiros jogos com 27 pontos. E só pra encher mais a galera de confiança, o Vitória já igualou os cinco triunfos fora de casa da Série B passada. Isso só tendo jogado sete dos 19 jogos fora.

futebolbahiano.com

O São Paulo constatou nesta quarta-feira como é complicado se recuperar dentro de um jogo após um péssimo rendimento em 45 minutos. A equipe foi ao Serra Dourada sonhando em terminar a 12ª rodada na zona de classificação para a Libertadores, mas viu o Atlético-GO deixar a lanterna do Brasileiro com uma vitória por 4 a 3, após ter aplicado 4 a 1 no primeiro tempo. A etapa inicial foi a pior do Tricolor paulista nesta temporada. Marcando de longe, exatamente como Ney Franco proibiu, levou dois gols em falhas no jogo aéreo, de Marino e Patric, aos 16 e aos 30 minutos do primeiro tempo, e o goleiro Márcio converteu pênalti aos 25. Ademilson chegou a descontar, aos 41, mas Wesley estabeleceu 4 a 1 aos 43. Na volta do intervalo, o São Paulo foi para cima e marcou em pênalti batido por Jadson, aos quatro, e em golaço de Rafael Toloi, aos 17 minutos. Mas a reação na foi suficiente. Ainda fora das quatro primeiras colocações, o São Paulo enfrenta o Flamengo no domingo, no Morumbi, enquanto o Rubro-negro goianiense encara o Sport, na Ilha do Retiro, no mesmo dia. Arte GE.Net O jogo – Toda a evolução demonstrada pelo São Paulo na vitória sobre o Figueirense, no domingo, a primeira sob o comando de Ney Franco, foi desfeita assim que o apito inicial foi soado no Serra Dourada. O time não conseguia nem passar da intermediária defensiva adversária e, pior, voltou a marcar “com o olho”, como definiu o técnico, deixando espaço para a criação de jogadas. Logo aos dois minutos, Patric recebeu com liberdade e perdeu grande chance na frente de Denis. Se a defesa já havia provado que teria uma noite a ser esquecida, o símbolo do fracasso ofensivo veio com Willian José, que dominou com estilo no peito e deu vexame ao furar na grande área. Vexame maior a equipe toda passaria até o fim do primeiro tempo. O Atlético-GO foi percebendo aos poucos a apatia do seu rival e trocando a cautela por valentia ao atacar. Aos nove minutos, Ricardo Bueno, ex-Palmeiras, já tinha levado dois marcadores até chutar muito longe, expondo que não seria complicado fazer Denis trabalhar. Aos 16 minutos, o Dragão foi fatal. Marcos bateu falta próxima à lateral esquerda em direção à marca do pênalti. Dois jogadores do time rubro-negro subiram sem nenhuma marcação. Um deles, Marino, desviou de cabeça e ainda foi ajudado por Denis, que espalmou fraco. A bola bateu na trave antes de entrar na meta. A falha aérea gerou discussão entre os comandados de Ney Franco. Aos 24 minutos, a reclamação se voltou para o árbitro Emerson de Almeida Ferreira, que viu pênalti quando Douglas encostou em Eron na grande área. No minuto seguinte, o goleiro Márcio bateu com estilo para fazer 2 a 0. O inesperado resultado tornou-se ainda mais improvável quando Marcos, marcado de longe por Cortez, apareceu na ponta direita para cruzar para Patric subir mais do que Rhodolfo, que mal saiu do chão, para testar de maneira firme e indefensável no canto direito de Denis. Aos 30 minutos do primeiro tempo, o lanterna vencia por 3 a 0. Rubens Chiri/Site Oficial SPFC Denilson foi à frente para tentar ajudar o São Paulo e participou do primeiro gol, de Ademilson, mas esforço é em vão Ao ver o placar, o capitão Denilson se esqueceu de sua posição. Como se quisesse dar exemplo, marcou tão de perto que acertou o rosto de Eron com sua mão ao desarmar e proteger a bola na ponta direita. Aos 41 minutos, o volante recebeu de Maicon, tocou para Willian José que, na meia-lua, girou para o próprio Denilson deixar de primeira para Ademilson diminuir. Mais uma falha defensiva, porém, comprometeu a evolução são-paulina antes do intervalo. Aos 43 minutos, Rhodolfo deu um carrinho para desarmar Patric na grande área e a bola sobrou limpa para Wesley, em velocidade, ter somente o trabalho de bater na saída de Denis para configurar a goleada por 4 a 1 no primeiro tempo. Nos acréscimos, porém, o São Paulo já se mostrou vivo, com Rhodolfo obrigando Márcio a evitar um golaço no ângulo esquerdo e Willian José fazendo o mesmo em cabeçada depois do escanteio. Com ímpeto para evitar um vexame, o time foi o primeiro a sair do vestiário. Ney Franco optou por trocar o inútil Douglas pelo improvisado volante Rodrigo Caio na lateral direita, até para dar mais liberdade ao meio-campo, que agora teria mais um jogador. O técnico abriu mão do 3-5-2 sacando Edson Silva para a entrada de Casemiro, um dos volantes com mais chances de chegar à frente, assim como Maicon e Denilson. Rubens Chiri/Site Oficial SPFC Jadson marcou de pênalti no início do segundo tempo e deu esperança ao São Paulo, mas derrota se confirmou O resultado das mudanças foi quase imediato. Aos três minutos, Eron, que havia se jogado após choque com Douglas no lance do pênalti do segundo gol atleticano, encostou em Casemiro e acabou cometendo pênalti na visão do árbitro. Jadson bate no canto esquerdo, o contrário ao escolhido por Márcio. Embora perdendo por 4 a 2, o Tricolor parecia ter o jogo nas mãos, até por estar melhor fisicamente. O Dragão, cansado, encheu sua intermediária trocando os machucados Patric e Marino por Diogo Campos e Dodó. Insuficiente para evitar que Rafael Toloi aparecesse na frente e marcasse um golaço soltando uma bomba no ângulo esquerdo de Márcio, aos 17 minutos. Ao tomar dois gols em menos de 20 minutos no segundo tempo, o Atlético-GO tratou de respirar para se segurar. E conseguiu manter o adversário mais longe de sua área. Coube ao São Paulo arriscar apenas da intermediária, e o empate quase veio com Jadson, duas vezes. Mas a retomada paulista foi tarde demais. O péssimo primeiro tempo puniu a equipe de Ney Franco.


A abertura da décima segunda rodada do Brasileiro da Série A, realizada nesta quarta-feira, ao contrário da rodada passada, tudo conspirou contra o Esporte Clube Bahia, que com a surpreendente vitória do Atlético-GO, em cima do São Paulo, por 4 x 3, vai dormir ultimo degrau da competição, segurando troféu do pior time do Brasileiro 2012, antes do complemento da rodada.

Bahia, Atlético-GO e Figueirense, estão todos com oito pontos, sendo que o Bahia é o último por ter apenas uma vitória contra duas do Atlético-GO e pelo saldo negativo de gols quando confrontado com o Figueirense, infelizmente pior não pode ficar. Agora é tentar tirar leite de pedra e vence o Palmeiras nesta quinta-feira e ao mesmo tempo torcer para que o Flamengo derrote a Portuguesa para sonhar, não apenas sair do último lugar, como também da própria zona de rebaixamento.

Veja os resultados da quarta-feira

Figueirense-SC 0 x 1 Internacional-RS
Ponte Preta-SP 1 x 1 Sport Recife-PE
Vasco-RJ 1 x 0 Botafogo-RJ
Náutico-PE 3 x 4 Coritiba-PR
Corinthians-SP 2 x 0 Cruzeiro-MG
Grêmio-RS 1 x 0 Fluminense-RJ
Atlético-GO 4 x 3 São Paulo-SP

futebolbahiano.com

São Paulo dá vexame no primeiro tempo e perde do Atlético-GO: 4 a 3


O São Paulo constatou nesta quarta-feira como é complicado se recuperar dentro de um jogoapós um péssimo rendimento em 45 minutos. A equipe foi ao Serra Dourada sonhando em terminar a 12ª rodada na zona de classificação para a Libertadores, mas viu o Atlético-GO deixar a lanterna do Brasileiro com uma vitória por 4 a 3, após ter aplicado 4 a 1 no primeiro tempo.
A etapa inicial foi a pior do Tricolor paulista nesta temporada. Marcando de longe, exatamente como Ney Franco proibiu, levou dois gols em falhas no jogo aéreo, de Marino e Patric, aos 16 e aos 30 minutos do primeiro tempo, e o goleiro Márcio converteu pênalti aos 25. Ademilson chegou a descontar, aos 41, mas Wesley estabeleceu 4 a 1 aos 43.
Na volta do intervalo, o São Paulo foi para cima e marcou em pênalti batido por Jadson, aos quatro, e em golaço de Rafael Toloi, aos 17 minutos. Mas a reação na foi suficiente. Ainda fora das quatro primeiras colocações, o São Paulo enfrenta o Flamengo no domingo, no Morumbi, enquanto o Rubro-negro goianiense encara o Sport, na Ilha do Retiro, no mesmo dia.
Arte GE.Net
O jogo – Toda a evolução demonstrada pelo São Paulo na vitória sobre o Figueirense, no domingo, a primeira sob o comando de Ney Franco, foi desfeita assim que o apito inicial foi soado no Serra Dourada. O time não conseguia nem passar da intermediária defensiva adversária e, pior, voltou a marcar “com o olho”, como definiu o técnico, deixando espaço para a criação de jogadas.
Logo aos dois minutos, Patric recebeu comliberdade e perdeu grande chance na frente de Denis. Se a defesa já havia provado que teria uma noite a ser esquecida, o símbolo do fracasso ofensivo veio com Willian José, que dominou com estilo no peito e deu vexame ao furar na grande área. Vexame maior a equipe toda passaria até o fim do primeiro tempo.
O Atlético-GO foi percebendo aos poucos a apatia do seu rival e trocando a cautela por valentia ao atacar. Aos nove minutos, Ricardo Bueno, ex-Palmeiras, já tinha levado dois marcadores até chutar muito longe, expondo que não seria complicado fazer Denis trabalhar. Aos 16 minutos, o Dragão foi fatal.
Marcos bateu falta próxima à lateral esquerda em direção à marca do pênalti. Dois jogadores do time rubro-negro subiram sem nenhuma marcação. Um deles, Marino, desviou de cabeça e ainda foi ajudado por Denis, que espalmou fraco. A bola bateu na trave antes de entrar na meta.
A falha aérea gerou discussão entre os comandados de Ney Franco. Aos 24 minutos, a reclamação se voltou para o árbitro Emerson de Almeida Ferreira, que viu pênalti quando Douglas encostou em Eron na grande área. No minuto seguinte, o goleiro Márcio bateu com estilo para fazer 2 a 0.
O inesperado resultado tornou-se ainda mais improvável quando Marcos, marcado de longe por Cortez, apareceu na ponta direita para cruzar para Patric subir mais do que Rhodolfo, que mal saiu do chão, para testar de maneira firme e indefensável no canto direito de Denis. Aos 30 minutos do primeiro tempo, o lanterna vencia por 3 a 0.

Ao ver o placar, o capitão Denilson se esqueceu de sua posição. Como se quisesse dar exemplo, marcou tão de perto que acertou o rosto de Eron com sua mão ao desarmar e proteger a bola na ponta direita. Aos 41 minutos, o volante recebeu de Maicon, tocou para Willian José que, na meia-lua, girou para o próprio Denilson deixar de primeira para Ademilson diminuir.
Mais uma falha defensiva, porém, comprometeu a evolução são-paulina antes do intervalo. Aos 43 minutos, Rhodolfo deu um carrinho para desarmar Patric na grande área e a bola sobrou limpa para Wesley, em velocidade, ter somente o trabalho de bater na saída de Denis para configurar a goleada por 4 a 1 no primeiro tempo.
Nos acréscimos, porém, o São Paulo já se mostrou vivo, com Rhodolfo obrigando Márcio a evitar um golaço no ângulo esquerdo e Willian José fazendo o mesmo em cabeçada depois do escanteio. Com ímpeto para evitar um vexame, o time foi o primeiro a sair do vestiário.
Ney Franco optou por trocar o inútil Douglas pelo improvisado volante Rodrigo Caio na lateral direita, até para dar mais liberdade ao meio-campo, que agora teria mais um jogador. O técnico abriu mão do 3-5-2 sacando Edson Silva para a entrada de Casemiro, um dos volantes com mais chances de chegar à frente, assim como Maicon e Denilson.






















resultado das mudanças foi quase imediato. Aos três minutos, Eron, que havia se jogado após choque com Douglas no lance do pênalti do segundo gol atleticano, encostou em Casemiro e acabou cometendo pênalti na visão do árbitro. Jadson bate no canto esquerdo, o contrário ao escolhido por Márcio.
Embora perdendo por 4 a 2, o Tricolor parecia ter o jogo nas mãos, até por estar melhor fisicamente. O Dragão, cansado, encheu sua intermediária trocando os machucados Patric e Marino por Diogo Campos e Dodó. Insuficiente para evitar que Rafael Toloi aparecesse na frente e marcasse um golaço soltando uma bomba no ângulo esquerdo de Márcio, aos 17 minutos.
Ao tomar dois gols em menos de 20 minutos no segundo tempo, o Atlético-GO tratou de respirar para se segurar. E conseguiu manter o adversário mais longe de sua área. Coube ao São Paulo arriscar apenas da intermediária, e o empate quase veio com Jadson, duas vezes. Mas a retomada paulista foi tarde demais. O péssimo primeiro tempo puniu a equipe de Ney Franco.
gazetaesportiva.net

O Oscar é de Oscar: meia da Seleção vira maior venda do futebol brasileiro



Nem Internacional, tampouco Chelsea se pronunciaram oficialmente, mas é senso comum entre a imprensa inglesa que o meia Oscar foi negociado por £ 25 milhões (cerca de R$ 79 milhões). A quantia não chega a ser assustadora, pois o jogador de apenas 20 anos é visto como o camisa 10 da Seleção brasileira por anos. As cifras, no entanto, representam muito mais do que outra transação envolvendo uma jovem realidade. Com o perdão do trocadilho, Oscar é agora dono do Oscar de venda mais cara da história do futebol brasileiro.





O GLOBOESPORTE.COM foi atrás do histórico e estabeleceu dois critérios. Como valores envolvem diferentes moedas (há dólares, euros e libras), o jeito foi levar em consideração as transferências realizadas em duas condições: a cotação da época em que aconteceram e a atual.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Deola pronto para estrear no Vitória

Depois do treinamento físico pela manhã na praia de Jaguaribe, a tarde foi dedicada a atividade com bola e a novidade foi o novo contratado, o goleiro Deola, que veio do Palmeiras. Deola inicialmente trabalhou com o preparador Eduardo Andrade e em seguida participou do treinamento de finalizações.

Carpegiani treinou um grupo de jogadores – atacantes e meias – acertando o posicionamento ofensivo.
Deola foi apresentado após o treinamento, elogiou a estrutura do clube e se disse pronto para estrear sábado, contra o CR Brasil.

“Estava treinando no Palmeiras e estou pronto para jogar. A estrutura daqui me surpreendeu porque é uma estrutura muito boa. Chego aqui para tentar ajudar. Um descuido ou outro pode acontecer. Nenhum goleiro está livre disso”.

Animado, Deola disse acreditar na classificação do Vitória para voltar à Primeira Divisão em 2013. “O Vitória está na Segunda Divisão e não é o lugar dele. A gente tem que continuar trabalhando forte para não deixar o ritmo cair”.

Nesta quarta-feira, Carpegiani deve comandar o primeiro coletivo da semana e começar a definir o time para enfrentar o CRB, sábado, às 16h20, no Estádio Manoel Barradas. O técnico não contará com o zagueiro Gabriel, suspenso com três cartões amarelos.

O atacante Neto, cujo contrato de transferência para o Japão ainda não foi assinado, estará à disposição de Carpegiani que já antecipou a escalação do jogador. “Preciso do Neto e ele não viajou para o Paraná (jogo contra o Atlético) porque estava em negociações. A partir do momento que ainda não assinou contrato, conto com ele”, disse Carpegiani.

Confiante, o artilheiro do Brasil – 37 gols – garante: “Vou dar meu sangue e ajudar o Vitória”. E convocou a torcida para comparecer ao Barradão neste sábado.

futebolbahiano.com

Incomodado com fase santista, Arouca vê “pior momento” e mira reação

Com apenas uma vitória em 11 rodadas do Campeonato Brasileiro, o Santos não faz uma boa campanha na Série A. Na 15° colocação do Nacional com apenas 10 pontos ganhos, o Peixe está um ponto à frente da zona do rebaixamento. Incomodado com a situação vivida pela equipe santista no Brasileirão, o volante Arouca admitiu que esse é o pior momento desde a sua chegada ao clube, no início de 2010.

“Desde a minha chegada ao Santos, o time só vinha vencendo. Esse grupo é bastante vitorioso, pois ganhou cinco títulos em três anos (três paulistas, uma Copa do Brasil e uma Copa Libertadores da América). Mas, sem dúvida alguma, esse é o pior momento que eu vivi aqui. Não estamos contentes com a falta de resultado e vamos fazer de tudo para reverter essa situação complicada. Queremos voltar a vencer logo”, afirmou o meio-campista, titular absoluto na equipe do técnico Muricy Ramalho.

Segundo Arouca, o grupo tem trabalhado forte para superar a má fase. O volante também destacou que todos os jogadores estão empenhados em melhorar a situação do AlvinegroPraiano no Brasileiro.

“Não tem motivação maior do que vestir a camisa do Santos e representar bem o clube. A etapa pela qual estamos passando é complicada e essa falta de vitórias nos deixa chateados. No entanto, temos treinado bastante e o Muricy tem trabalhado intensamente para que a gente melhore. A nossa motivação é tirar o Santos dessa situação e chegar o quanto antes na parte de cima da tabela”, comentou.

Indagado sobre as razões para a queda de rendimento do Santos, o meio-campista lembrou que o time da Vila Belmiro sofreu bastante com a saída de algumas peças do elenco, casos de Alan Kardec, Borges, Elano e Renteria. Além disso, Arouca lembrou que a contusão de Edu Dracena e as convocações de Rafael, Ganso e Neymar para as Olimpíadas - o goleiro foi cortado da Seleção Brasileira, com uma lesão no cotovelo direito - também têm pesado neste momento negativo do Peixe.

“É uma fase complicada. As vitórias não tem vindo, só que é preciso ter paciência. Estamos vivendo um momento de transição, com a saída de alguns jogadores e a chegada de novos atletas. Aqueles que estão chegando agora necessitam de tempo para se entrosarem com os demais. Quando isso acontecer, vamos volta a ser o Santos que a torcida está acostumada a ver”, encerrou.

gazetaesportiva.net

Dorival viaja ao Rio pronto para ficar e deve ser anunciado nesta quarta


Dorival Júnior técnico Inter (Foto: Tomás Hammes / GLOBOESPORTE.COM)
Dorival Júnior chega ao Rio nesta quarta-feira e deve ser anunciado como novo técnico do Flamengo. O treinador, que se desligou oficialmente do Inter nesta terça, desembarca na capital carioca pronto para ficar e iniciar o novo trabalho. Assim que estiver na cidade, ele terá um encontro com o diretor de futebol Zinho para acertar os detalhes do contrato e assinar. Só algum fato fora do comum impedirá o acordo. É provável que o técnico vá ao treino da equipe no Ninho do Urubu na parte da tarde, às 15h.

Dorival, que tem 50 anos, é um desejo de Zinho. A comissão técnica dele é composta por dois auxiliares (Lucas Silvestre e Ivan Izzo) e um preparador físico (Celso de Rezende). Especulou-se que toda a equipe custará ao Flamengo R$ 800 mil por mês, mas o treinador e o diretor negaram.

O Flamengo enfrenta a Portuguesa nesta quinta-feira, pela 12ª rodada do Brasileirão, no Engenhão. O auxiliar Jaime de Almeida tem coordenado os treinos da equipe, mas a vontade de Dorival é assumir de imediato. A partida será às 21h (de Brasília).

Em entrevista coletiva concedida nesta terça, Zinho confirmou o interesse no técnico e o elogiou.

- Eu tenho interesse no Dorival. Eu quero. Eu quero o quanto antes poder conversar com ele também. É um nome muito bom. Espero que a gente tenha uma conversa – disse o dirigente, que enxerga no treinador o profissional moderno que ele procura para o atual momento do Rubro-Negro.

O interesse é mútuo. Em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, o treinador mostrou-se empolgado.

- Quem não gostaria de conversar sobre a possibilidade de trabalhar no Flamengo? - afirmou.

Histórico recente é de altos e baixos


Dorival Júnior foi demitido pelo Inter na última sexta-feira. O treinador sofria fortes contestações da torcida. A situação piorou após a derrota por 3 a 1 para o Atlético-MG, em Belo Horizonte. Contratado em agosto de 2011, treinou o time gaúcho em 63 partidas, com 33 vitórias, 12 derrotas e 18 empates e 61,9% de aproveitamento. Conquistou o título da Recopa Sul-Americana e o Gauchão deste ano. Não resistiu, porém, ao fraco desempenho durante a atual temporada. Na Libertadores, o Inter se classificou para a segunda fase como pior segundo colocado.
Eu tenho interesse no Dorival. Eu quero. Eu quero o quanto antes poder conversar com ele também. É um nome muito bom"
Zinho

O técnico deixou o time na oitava colocação no Brasileirão, com 16 pontos. Foram quatro vitórias, quatro empates e duas derrotas. A direção entendeu que a campanha poderia ser melhor no nacional, mesmo com todos os desfalques, como Oscar e Leandro Damião - cedidos para a Seleção que disputa os Jogos Olímpicos de Londres.

Antes do Colorado, o treinador trabalhou no Atlético-MG. Chegou ao clube no fim de setembro de 2010. Naquele momento, faltavam 14 rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, e o Galo estava na zona de rebaixamento. Com um aproveitamento de 57% dos pontos, Dorival teve sete vitórias, três empates e quatro derrotas, números que livraram o time da degola e ainda deram vaga na Copa Sul-Americana da temporada seguinte.

Em 2011, no entanto, o desempenho caiu. O Galo foi eliminado na Copa do Brasil pelo Grêmio Prudente (atual Grêmio Barueri) e perdeu a final do Mineiro para o rival Cruzeiro. No total, comandou o Atlético-MG em 50 jogos, com 25 vitórias, dez empates e 15 derrotas.

Dorival também conduziu o Santos na conquista do Paulistão e da Copa do Brasil de 2010. O treinador deixou o clube depois de um desentendimento com o atacante Neymar. Em 2009, o treinador ajudou a reconduzir o Vasco à elite do Brasileiro com a conquista da Série B.

globoesporte.com

Série B: Goiás vence e entra no G4

Três jogos movimentaram a abertura da 13º rodada do Campeonato Brasileiro da Série B nesta terça-feira e nenhuma novidade. O América-MG não soube aproveitar o fato de Criciúma e Vitória não entrarem em campo para assumir a ponta provisória da competição, quando perdeu por 1 x 2 no “clássico” mineiro contra o Boa Esporte.


O América-MG abriu o placar através de Pará, MAS Jajá e Vanger foram os responsáveis pela virada do Boa Esporte. Com resultado, o América-MG em plena decadência, fica no mesmo lugar, (3º) e o Boa Esporte, sobe para a décima primeira colocação.

Na outra partida, realizada em Arapiraca, o Goiás ao contrário do América-MG segue se recuperando na competição a todo vapor. O time goiano visitou ASA e venceu pelo placar de 1 x 0, registrando a quarta vitória consecutiva do time esmeraldino, que desta forma, coloca pela primeira vez os pés dentro da zona de classificação, no entanto, pode ser removido pelo São Caetano no complemento da rodada.

O único gol da partida foi marcado por Ramon, aos oito minutos do primeiro tempo. Agora, o Goiás é o quarto colocado, com 25 pontos, enquanto o ASA é o primeiro da lista dos rebaixados de momento.

No terceiro logo da noite, o Joinville se reabitou na competição e venceu o América-RN, em casa por 1 x 0. Com este resultado, o Joinville sobe para o sétimo lugar, e o América-RN, depois de uma longa estadia dentro do G4, agora cedeu a vaga ao Goiás para passar a ocupar a quinta posição e pode ser o sexto, caso o São Caetano, derrote o lanterna Ipatinga, em Minas Gerais. O ùnico gol da partida, foi marcado por Lima, aos 5 minutos do segundo tempo.

Na sexta-feira a Série B tem continuidade com mais duas partidas. O líder Criciúma visita o Grêmio Barueri, na Grande São Paulo, no mesmo horário, o Avaí recebe o Bragantino na ressacada.

futebolbahiano.com

terça-feira, 24 de julho de 2012

Sem repetir Fernandão, Zinho quer anunciar novo técnico nesta terça


Após anunciar a saída do técnico Joel Santana na manhã desta segunda-feira, o Flamengo tenta acertar com um novo comandante rapidamente. Zinho, ex-jogador e atual diretor de futebol do clube, evitou falar em nomes para não gerar expectativa ou atrapalhar as negociações, mas sonha anunciar ainda nesta terça o escolhido para o cargo.
"Não vou conseguir hoje (segunda). Vou tentar fechar até amanhã (terça-feira). Quero anunciar antes do jogo na quinta-feira. Não vou falar de nomes. Só quando for oficial", avisou Zinho.
Na última semana, Dorival Júnior, agora um dos principais cotados a assumir o Rubro-negro com a saída de Joel, foi demitido do Internacional e o diretor do clube gaúcho, o também ex-jogador Fernandão, assumiu o comando técnico. No time da Gávea, porém, esta não é uma possibilidade que Zinho cogita.
“Eticamente, nem pensar. Não há chance. Se eu sou diretor, vou continuar assim, também por respeito a quem estava aqui antes. Não acho nada correto”, acrescentou o dirigente, antes de traçar o perfil que busca em seu novo comandante.
Divulgação/Vipcomm

“Quero um treinador com o meu perfil. Vou buscar um treinador que seja moderno, que trabalhe com profissionalismo e sinceridade. Precisa saber trabalhar com o elenco mesclado, comjogadores mais jovens e mais experientes. Quero um grupo solto, mas comprometido. E alguém com a postura para fazer o Flamengo vencer”, acrescentou.

Sem total apoio da torcida e da diretoria, Joel Santana viu a situação ficar insustentável após a derrota deste domingo, frente ao Cruzeiro. Com o novo revés, a diretoria decidiu acertar a saída do treinador, que assumiu o clube depois da demissão de Vanderlei Luxemburgo, em fevereiro. O rodado comandante, porém, pouco conseguiu nesta passagem pelo Flamengo e, sem títulos, deixou a equipe na 10ª colocação do Brasileiro, com 15 pontos, a seis do G-4.
gazetaesportiva.net

FBF lança hot site do Intermunicipal 2012


Maior competição de futebol amador do país, o Intermunicipal 2012 está cheio de novidades. Além da nova fórmula de disputa, apresentada no último sábado (21), o campeonato também ganhou um veículo de comunicação especial.


A Federação Bahiana de Futebol (FBF) lançou o hot site Intermunicipal 2012. O portal, inteiramente dedicado à competição, trará todas as notícias sobre os jogos, Seleções, grupos, classificação, tabela, artilheiros, fotos, vídeos e tudo que envolve o campeonato.

Será mais um canal de comunicação entre o torcedor e a FBF e um espaço de divulgação das Ligas Desportivas participantes.

Agora, os apaixonados pelo futebol espalhados pelos quatro cantos do Estado poderão se manter informados sobre o evento esportivo que gera milhares de empregos e lota os estádios por todo o Interior baiano.

Não perca tempo e acesse agora o portal Intermunicipal 2012!

http://www.fbfweb.org/intermunicipal2012/

Flamengo faz proposta para ter Felipe, do Vasco


A diretoria do Flamengo não contratou um jogador sequer durante a janela de transferências internacionais e agora olha para o mercado nacional na tentativa de reforçar o time. A busca por um meia que possa vestir a camisa 10 continua e o novo alvo está num rival. Felipe, do Vasco, recebeu uma proposta do diretor de futebol Zinho para trocar de clube. O Rubro-Negro oferece um contrato de dois anos e um salário de R$ 500 mil, sendo R$ 50 mil de luvas. Como ainda não disputou sete partidas no Campeonato Brasileiro, o jogador poderia se transferir.
Felipe vasco (Foto: Marcelo Sadio / Site Oficial do vasco)

O primeiro contato ocorreu há cerca de dois meses, mas não evoluiu. Com o fechamento da janela na sexta-feira passada, o clube da Gávea decidiu reativar as conversas com o jogador. O interesse é mútuo.

Fora da partida contra o Santos em função de dores no joelho direito, Felipe participou normalmente do treino do Vasco nesta segunda-feira e deve ter condições de enfrentar o Botafogo, quarta, pela 12ª rodada. As equipes vão jogar no Engenhão, às 20h30m (de Brasília). Se ele entrar em campo, não haverá chance de negociação.

Felipe tem 34 anos e jogou no Flamengo entre 2003 e 2004. No Vasco, ele tem sido escalado pelo técnico Cristóvão Borges na lateral esquerda, o que não o agrada. Na semana passada, o meia oficializou a prorrogação de seu contrato com o clube, que inicialmente terminava no fim de 2012. O novo vínculo se encerra em 31 de dezembro de 2013.

globoesporte.com

Oficial: Vitória contrata goleiro Deola

Deola já está em Salvador e iniciou exames médicos na tarde desta segunda-feira. O goleiro, contratado ao Palmeiras, até o final do ano, foi recepcionado no aeroporto pelo gestor de futebol Raimundo Queiroz e conduzido ao Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura.


Eliton Deola, natural de Cruz Azul (PR), nascido no dia 19 de abril de 1983 (29 anos), atuou no Atlético Sorocaba (1997 a 99), Palmeiras (2000/03/08 e desde 2009), Guarani (03/09), Juventus-SP (07), Barueri (07) e Sertãozinho (08). Seu contrato com o Palmeiras será encerrado no dia 26 de dezembro de 2015.
Com 1m89 de altura, 86 kg, Deola chega para se juntar aos goleiros Douglas, Gustavo, Renan e Caio Secco.

Deola foi submetido inicialmente aos exames ortopédicos com o Dr. Luiz Filipe Fernandes, avaliado em seguida pelo fisiologista Valter Abrantes e concluiu seu primeiro dia no clube com o teste de esforço cardiológico, com orientação do cardiologista Carlos Martan.

futebolbahiano.com

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Bahia apresenta o técnico Caio Júnior


Depois da tragédia de ontem à tarde, em Pituaçu, onde o Bahia acrescentou um parágrafo novo no manual de “Como jogar no lixo aquilo que poderia está garantido no Bolso” o clube vai até São Paulo para enfrentar o Palmeiras e como boa margem de acerto de escrever um novo capitulo no sofrimento do torcedor do Bahia e para complicar, Domingo, tem o Corinthians no Estádio de Pituaçu.

Até lá seguramente a única novidade será a apresentação do técnico Caio Júnior, que já chegou, viu o jogo da Tribuna de Honra do Estádio Governador Roberto Santos e deve ter observado com atenção, o tamanho do problema que se meteu. A apresentação oficialmente acontece nesta segunda-feira no centro de treinamento do Fazendão.


Ainda ontem, o Presidente Marcelo Guimarães Filho garantiu que o clube busca um novo zagueiro, segundo ele, para ajudar arrumar cozinha tricolor que já levou 18 gols em 11 jogos e que este jogador, deve chegar para vestir a camisa de titular.

futebolbahiano.com