Publicidade

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Andrés Sanches recebeu R$ 2,5 mi de caixa 2 para campanha, diz delação da Odebrecht

Andrés Sanches recebeu R$ 2,5 mi de caixa 2 para campanha, diz delação da Odebrecht

O deputado federal e ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanches (PT-SP), recebeu R$ 2,5 milhões de caixa dois para a campanha de 2014, de acordo com delação premiada do ex-diretor-superintendente, Luiz Bueno, e do ex-presidente de Infraestrutura, Benedito Júnior, da Odebrecht. De acordo com a Folha de S. Paulo, os depoimentos apontam que André Luiz de Oliveira, o André Negão, vice-presidente do Corinthians e assessor parlamentar de Sanchez, é apontado como o responsável por ter recebido o dinheiro, pago em espécie. Ele foi conduzido coercitivamente em uma das fases da Lava Jato, em março do ano passado, após aparecer em uma planilha do setor de operações estruturadas da empreiteira, criado para pagamentos de propina. No documento, as citações 'Timão' e 'Alface' apareceram ligadas a um endereço na zona leste de São Paulo, identificado pela Polícia Federal como a residência de André Negão. Ainda havia um lembrete de um pagamento de R$ 500 mil a ser liquidado na data de 23 de outubro de 2014. A eleição para deputado federal aconteceu no dia 5 de outubro daquele ano. Ainda segundo a publicação, a construtora apresentou documentos que comprovam o repasse de R$ 2,5 milhões. A Odebrecht foi a responsável pela construção da arena do Corinthians. Sanchez presidiu o clube entre 2007 e 2011. A construção do estádio, que ficou pronto em 2014 e sediou jogos da Copa do Mundo do Brasil, começou no último ano de mandato do dirigente. Na prestação de contas de Sanchez, a única empreiteira que aparece como doadora oficial é a UTC Engenharia, outro alvo da Lava Jato, com contribuição de R$ 100 mil. O deputado declarou ter recebido na campanha R$ 2,1 milhões. Segundo o advogado João dos Santos Gomes Filho, "não há qualquer delação direta contra Andrés Navarro Sanches". Procurado, André Negão diz que "nunca recebeu qualquer valor da Odebrecht". Em nota, a Odebrecht disse que "reafirma seu compromisso de colaborar com as autoridades. A empresa está implantando as melhores práticas de compliance, baseadas na ética, transparência e integridade".

Fonte:bahianoticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário