GOVERNO DA BAHIA

Fibrolink Telecom

Fibrolink Telecom

GOVERNO DA BAHIA

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Brasil confirma força de base olímpica e faz 4 a 1 nos EUA


Mowa Press
A base olímpica montada por Mano Menezes para defender o Brasil continua com um desempenho sólido e animador. Na noite desta quarta-feira, a Seleção dominou com sobras o time principal dos Estados Unidos e obteve uma convincente goleada por 4 a 1, depois de ter marcado 3 a 1 na Dinamarca no final de semana passado.
Desta vez, os gols brasileiros foram marcados por Neymar, de pênalti, Thiago Silva, Marcelo e Alexandre Pato. Gomes descontou para os donos da casa. Ao Brasil, valeu principalmente a boa produção de jogadores que ainda buscam a afirmação, como o goleiro Rafael e o atacante Alexandre Pato.
Com o resultado, Mano Menezes chega a dez partidas de invencibilidade na Seleção Brasileira, com nove vitórias (sendo oito seguidas) e um empate. Já os Estados Unidos perdem uma invencibilidade de quatro jogos.
Na série de quatro amistosos, a Seleção Brasileira volta a jogar no domingo diante do México, em Dallas. No mesmo dia, os Estados Unidos enfrentam o Canadá, na cidade de Toronto, no último compromisso de preparação antes do jogo contra Antígua e Barbuda, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.
O Jogo - Donos da casa, os Estados Unidos ameaçaram impor um ritmo forte no começo da partida, mas esbarraram na falta de qualidade ofensiva. Rapidamente, o Brasil percebeu que o contra-ataque poderia surpreender o rival.
Aos 11 minutos, a Seleção abriu o placar em um lance de velocidade que gerou reclamações. Leandro Damião recebeu na entrada da área, cortou para o meio e mandou uma bomba. A bola bateu na mão de Onyewu e, imediatamente, o árbitro Jeffrey Calderón marcou pênalti. Frio, Neymar converteu a cobrança com categoria e comandou uma alegre dança na comemoração.
O entrosamento vindo do Internacional também beneficiava a Seleção Brasileira em Washington. Aos 21 minutos, no passe caprichado de Oscar, Leandro Damião invadiu a área livre e finalizou para grande defesa de Howard. Os pentacampeões mundiais seguiam superiores.
O Brasil precisou de mais cinco minutos para ampliar a vantagem. Aos 26, Neymar caprichou na cobrança de escanteio da esquerda e colocou a bola na cabeça de Thiago Silva. A cabeçada do zagueiro do Milan, da Itália, não deu chances de reação para o goleiro Howard.
No fim do primeiro tempo, os brasileiros esbanjavam tranquilidade e podiam se dar ao luxo de criar jogadas mais rebuscadas, até com passes de calcanhar. Mas, pouco antes do intervalo, um cochilo da defesa proporcionou o gol norte-americano. Aos 44 minutos, Gomez balançou as redes ao aproveitar cruzamento de Johnson.
Para o segundo tempo, a Seleção Brasileira recuperou a concentração e precisou de seis minutos para marcar o terceiro. Em jogada criada pela esquerda, Neymar foi acionado por Hulk, alcançou a linha de fundo, levantou a cabeça e cruzou para trás. Livre, Marcelo chutou no contrapé de Howard: 3 a 1.
A partir dos 19 minutos, Mano Menezes promoveu um teste importante na Seleção, com a entrada de Alexandre Pato no comando de ataque. Na primeira participação, o jogador do Milan decepcionou: perdeu uma chance incrível na cara do gol.
A partir daí, foi a vez de Rafael justificar a escalação. O goleiro do Santos operou um verdadeiro milagre ao defender dois arremates (de Torres e Gomez) na mesma jogada e ainda parou uma cabeçada de Bradley. Pode ter sido determinante para carimbar seu passaporte para Londres. No fim, Alexandre Pato também deixou a sua marca, ao transformar a vitória em goleada com o quarto gol, em um chute firme de perna direita.
gazetaesportiva.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário