GOVERNO DA BAHIA

Fibrolink Telecom

Fibrolink Telecom

GOVERNO DA BAHIA

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Amanda Nunes: Ultimate quer fazer Ronda acreditar que ainda é a campeã

Amanda Nunes, pesagem ufc 205 (Foto: Jason Silva) 

Enquanto Ronda Rousey não aparece em entrevistas às vésperas do UFC 207, marcado para o próximo dia 30, a campeã dos galos Amanda Nunes têm comparecido em diversas conversas com jornalistas e programas de televisão. Nesta última quinta-feira, a lutadora brasileira conversou com a imprensa num almoço em Los Angeles, e afirmou que, em meio a toda promoção, o Ultimate faz parecer que sua rival é a verdadeira campeã e está na torcida por Ronda.
- Do jeito que parece, sim. Mas nada vai mudar. Sou uma campeã. O UFC vai me promover depois dessa luta (...). O UFC quer tornar as coisas mais fáceis para ela, fazer ela não sentir que não é mais a campeã. Eles querem fazê-la se sentir assim, que ela não é a segunda. Eles querem fazer como se eu fosse a segunda para fazê-la ficar mais forte ou algo assim. Sinto que eles tentaram promovê-la para que ela possa ser forte e assistir isso. Mas ela sabe que ela é a desafiante, eu sou a campeã. Ninguém pode mudar. Ninguém pode fazer de Ronda a campeã. Ela não é mais a campeã - afirmou Amanda Nunes ao site “MMA Fighting”.
Diante do atual contexto a poucos dias da luta em Las Vegas, Amanda procura focar em si mesma e mostra pouca preocupação com quem está na foto dos pôsteres e propagandas na televisão.
- Sinceramente, estou bem com isso. A única coisa que procuro na minha carreira é esta coisa aqui: o cinturão. Ser a campeã. E tudo o que eles querem fazer com Ronda, eles podem fazer. Ela promove bem. Vai vender um monte de pay-per-views. Isso me ajuda ao mesmo tempo. No final do dia, sou a campeã. Vou entrar na jaula, encarar essa luta e vou ser campeã por um tempinho.
O combate entre Amanda Nunes e Ronda Rousey será o evento principal do UFC 207, no próximo dia 30, em Las Vegas. Será também a primeira defesa de cinturão da brasileira campeã dos galos, depois que ganhou o cinturão ao bater Miesha Tate no UFC 200, em julho.

Fonte: globo.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário