GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

quinta-feira, 30 de abril de 2020

Bahia E. C. Bahia Ferroviária anuncia Dado Cavalcanti como novo treinador Vitoria E. C. Vitória Alinhado com a FBF, Paulo Carneiro diz que volta do futebol não é só preocupação esportiva Entrevistas Longevo no Bahia, Diego Cerri comenta formação do elenco para 2020: 'Encorpado' Longevo no Bahia, Diego Cerri comenta formação do elenco para 2020: 'Encorpado' Diretor de futebol do Bahia, Diego Cerri está no clube desde a temporada 2016, quando foi contratado para assumir o cargo de gerente. No comando executivo desde o início de 2017, ele ficou próximo de deixar o clube e seguir para o Palmeiras em dezembro de 2019, mas a oferta foi recusada e ele preferiu continuar no Esquadrão de Aço. Em entrevista ao Bahia Notícias, o diretor afirmou que a negativa passou longe de ser comodismo no Tricolor. "De um jeito ou de outro, a gente se sente valorizado de estarem analisando meu trabalho. Mas aqui eu me sinto bem e isso tem sentido. Ao contrário do que possam imaginar, não é comodismo. Na verdade fica mais difícil", indicou. Com foco no trabalho para 2020, Cerri acredita que a formação do elenco está sendo positiva e o grupo vai chegar "encorpado" para disputar as competições. "Mantivemos o treinador que eu acho importante... Uma parte grande do grupo já domina os conceitos do Roger e isso facilita. Com jeito de jogar, fica mais fácil ir montando o elenco de acordo com as características que o treinador gostaria de ter", indicou. Cerri também falou sobre o meia Régis, os esforços para segurar o volante Gregore e o atacante Gilberto, além de comentar a ida de David para o Fortaleza. Confira a entrevista completa: Colunistas Alexandre Reis 04/04/2019 - 01:13 Boletim 4x4: Afinal, o que é ser jipeiro? Hoje é comemorado em todo o mundo o Dia do Jipeiro. Não em função de um acontecimento marcante, mas apenas por conta da coincidência da data: 4 de abril, ou 4/4, em referência à tração nas quatro rodas. A homenagem já se tornou até lei em alguns estados brasileiros, a exemplo de São Paulo. Mas por qual razão o jipeiro, que não é santo ou profissão, merece ter um dia só para ele? O Boletim 4x4 vai tentar responder para você que tem curiosidade ou pretende ingressar nesse universo. 14/01/2019 - 12:52 Boletim 4x4: Fechado o cerco para proteger dunas de Jauá Com o objetivo de combater a retirada ilegal de areia e o descarte irregular de lixo e entulho, a Prefeitura de Camaçari decidiu fechar o cerco para proteger as dunas de Jauá. A medida, no entanto, deixa em alerta também os adeptos do 4x4. O Boletim 4x4 explica como será a fiscalização e as medidas adotadas pelo município, que serão intensificadas a partir dessa semana. Entre essas medidas está o fechamento do acesso direto às dunas na Via Parque, após os condomínios particulares. "Nosso alvo são os caçambeiros que cometem crimes ambientais", disse o subprefeito da Orla de Camaçari, Oswaldo Marcolino Filho. Glauber Guerra 30/01/2019 - 14:05 De Chapa: Com a Kappa, Vitória vai lançar camisa popular a R$ 100 Próximo de anunciar a Kappa como sua nova fornecedora esportiva, o Vitória vai lançar uma camisa oficial com um preço mais acessível. A ideia inicial é que a vestimenta custe R$ 100, segundo apuração da Coluna de Chapa, do Bahia Notícias. Na negociação com a Kappa, Ricardo David, presidente do clube, pediu a inclusão da “linha popular”. 05/12/2018 - 13:55 De Chapa: Unirb se filia à FBF e pretende disputar a Série B do Baiano em 2019 A Unirb (Faculdade Regional da Bahia) se filiou a Federação Bahiana de Futebol (FBF) e é a mais nova agremiação esportiva do estado. A Coluna De Chapa, do Bahia Notícias, apurou que a entidade pretende disputar a Série B do Campeonato Baiano já em 2019. Além disso, o clube irá montar categorias de divisões de base. A sede da equipe será em Mata de São João. Quinta, 30 de Abril de 2020 - 07:30 São Paulo se posiciona contra volta de futebol sem aval de órgãos de saúde São Paulo se posiciona contra volta de futebol sem aval de órgãos de saúdePássaro e Raí (D) são dirigentes do Tricolor |Foto: Rubens Chiri/ Saopaulofc.net Paralisado com a pandemia do coronavírus, o futebol brasileiro ensaia o retorno ao batente para meados de maio. Mesmo com as pressões econômicas e políticas, o São Paulo é contra essa decisão sem a liberação das autoridades de saúde. O diretor executivo de futebol Raí falou em nome do clube paulista. "É bom deixar claro e reforçar que a posição do São Paulo não é voltar rápido. É voltar ao seu tempo com as orientações e gradativamente, começando obviamente o treino sem uma data certeza de quando o futebol vai retornar", disse o ex-jogador ao site GloboEsporte.com. O gerente excutivo do Tricolor paulista, Alexandre Pássaro, reforçou a opinião de Raí. "O São Paulo é a favor do retorno do futebol, lógico, para todos nós e torcida, mas não do retorno rápido. Do retorno ao seu tempo. Do retorno no tempo em que as pessoas com certeza muito mais capacitadas do que todos nós, que estão estudando essa doença, a curva da pandemia e tudo isso nos sinalizarem de que é momento talvez não ainda para começar a jogar, mas para voltar a treinar. Essa é a posição institucional do São Paulo", afirmou. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido), já expressou sua posição favorável ao retorno do futebol. No entanto, ele destacou a necessidade de um parecer técnico do Ministério da Saúde. Ao mesmo tempo, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e as federações também discutem essa volta e a proposta é que os campeonatos estaduais recomecem no dia 17 de maio. Na Bahia, o presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ricardo Lima, declarou que é inviável a continuação da disputa nessa data (leia mais aqui). No último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, o Brasil registra 78.162 casos confirmados de coronavírus e 5.466 mortes. Na Bahia, a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) contabiliza 2.676 pessoas com a Covid-19 e 100 vítimas fatais da doença. Quarta, 29 de Abril de 2020 - 21:30 Rayllan, do Hajer Club, fala sobre repatriação da Arábia Saudita e agradece ajuda de atletas por Milena Lopes Rayllan, do Hajer Club, fala sobre repatriação da Arábia Saudita e agradece ajuda de atletasFoto: Reprodução / Instagram O jogador Rayllan Azevedo, que defende o Hajer Club, na Arábia Saudita, publicou em suas redes sociais um agradecimento às pessoas que ajudaram no custeamento do voo de repatriação dele e de outros brasileiros em meio a pandemia. Em entrevista para o Bahia Notícias, o atleta contou sobre o processo de retorno para o Brasil e falou mais uma vez sobre a ajuda que recebeu para embarcar com a família. “Mais ou menos de 25 a 30, foram os dias de negociação” contou Rayllan sobre o processo da Embaixada brasileira para conseguir um voo de repatriação. “Eu estava sempre informado com o Zaluar [atual técnico do Al Okhdood], que é treinador lá e foi meu treinador aqui no Brasil na Juazeirense. Ele, desde o início, entrou em contato comigo porque ele estava em contato direto com o embaixador, daí eu o ajudei e fiz um grupo dos brasileiros da minha cidade e da região”, explicou sobre como procedeu a organização do retorno. Para que a viagem fosse possível, era necessário que cada brasileiro interessado em viajar pagasse uma passagem de cerca 2.500 dólares, quase R$ 11.000. Mas, eles contaram com a ajuda de alguns atletas de clubes da primeira divisão, que arcaram com parte do custo. “Dez pessoas pagavam 25% do frete do voo, que deu um montante de 175 mil dólares, foram anjos que ajudaram muitas pessoas nesse momento difícil a retornar para nossa pátria amada”, declarou Rayllan. Ele ainda completou dizendo que alguns desses jogadores poderiam ter arcado com aviões particulares, mas optaram por ajudar de forma que todos tivessem a garantia de voltar ao Brasil. “É de se exaltar o amor pelo próximo e disponibilidade dos brasileiro que fizeram parte dessa grande ação, não havia nem um interesse e isso foi lindo, muitos poderiam fretar um voo apenas para eles mas escolheram ajudar a todos”, enalteceu. “Nomes como Zaluar, Marcel Grohe (ex-Grêmio), Carille (ex-técnico do Corinthians), Jonas (ex-Flamengo), Muralha (ex-Flamengo), Alemão (ex-Avaí), Luizinho (ex-Bahia), entre outros. Fica o agradecimento de todos!”, declarou Rayllan. O atacante do Hajer Club disse todos estavam preocupados sobre a volta para casa e que ele ficou responsável por passar as informações da embaixada e de Zaluar para os outros interessados. “Viajaram 185 brasileiros, dentre eles muitos espalhados no Reino Saudita, o voo passou em 4 cidades: Jeddah, Riad, Dammam e por último Najran, para poder buscar todos, o esforço foi muito grande”, contou o jogador. Já em território brasileiro, Rayllan comentou que todos estão bem e que está indo para sua cidade natal no Maranhão nesta quinta-feira (39). “A gente fez todos os testes e graças a Deus estamos bem. Lá estamos no Brasil, em um hotel em Campinas. Partiremos para o Maranhão e ficaremos um período de quarentena em uma pequena cidade com nossa família, com todos os cuidados possíveis”, ressaltou o atleta. Ele ainda contou que o futebol foi interrompido na Arábia Saudita no dia 14 de Março. “Vai continuar assim até início de agosto, quando deve retornar e terminar a liga passada e depois já dar início a próxima”, explicou o jogador sobre o encaminhamento do futebol no país. “São informações iniciais e tudo vai depender do decorrer da luta contra essa pandemia!”, finalizou. Rayllan passou pelos clubes baianos do Vitória da Conquista e Juazeirense entre 2016 e 2018. Desde o ano passado, ele integra a equipe do Hajer Club como atacante. Quarta, 29 de Abril de 2020 - 20:30 Aceno de Jesus por contrato longo deixa Flamengo mais perto de atingir meta por Léo Burlá | Folhapress Aceno de Jesus por contrato longo deixa Flamengo mais perto de atingir metaFoto: Divulgação / Flamengo O desejo do técnico Jorge Jesus de renovar até o fim de 2021 com o Flamengo anima a direção do clube e deixa o Rubro-Negro mais perto de cumprir o plano traçado no início desta temporada. Após a temporada de 2019, que incluiu as taças do Carioca, da Libertadores e do Brasileiro, a cúpula de futebol definiu como meta a manutenção do grupo campeão. Exceção feita ao espanhol Pablo Marí, que foi emprestado para o Arsenal-ING, não houve baixas entre os titulares. Jogador que demandou uma negociação mais longa e envolveu altas cifras, Gabigol foi comprado e selou de vez o seu casamento com a arquibancada. Se a permanência do camisa 9 foi comemorada como um título, a torcida ainda festejou as chegadas de Pedro, Gustavo Henrique, Pedro Rocha, Thiago Maia, Léo Pereira e Michael. O "fico" do Mister por mais um ano e meio seria a cereja no bolo do planejamento da diretoria, que sempre deixou claro que o sonho era contar com o português até o último dia da gestão capitaneada por Rodolfo Landim. O seu vínculo com os cariocas se encerra no meio deste ano. Em Portugal desde março, Jesus mantém contatos diários com integrantes da comissão técnica e do departamento de futebol. Em um primeiro momento, a disparada do euro assuntou o Fla, mas as partes estudam uma indexação do salário em bases mais razoáveis da moeda estrangeira. O Mister é aguardado no Rio de Janeiro na próxima sexta-feira (1º), mas não há previsão alguma da volta aos trabalhos no Ninho do Urubu. Em que pese o desejo rubro-negro de retomar os trabalhos, esta pausa no calendário devido ao coronavírus deu tempo para que os responsáveis pelo futebol ganhassem um pouco mais de fôlego para negociar com o treinador. Ante a indefinição do calendário mundo afora, além da recessão econômica, o Flamengo entende que ficou em posição mais privilegiada para conseguir um novo acordo. Os rubro-negros já elaboraram um protocolo de saúde interno com 11 medidas a serem adotadas na retomada, mas ainda há a necessidade de aval do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Certo mesmo é que a bola voltará a rolar sem a presença de público, só não se sabe quando. Quarta, 29 de Abril de 2020 - 19:30 Alinhado com a FBF, Paulo Carneiro diz que volta do futebol não é só preocupação esportiva por Milena Lopes Alinhado com a FBF, Paulo Carneiro diz que volta do futebol não é só preocupação esportivaFoto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias Com o posicionamento do presidente da Federação Baiana de Futebol (FBF) de que o Campeonato Baiano não vai retornar em 17 de maio (leia mais), o presidente do Vitória, Paulo Carneiro posicionou que a equipe Rubro-negra vai aguardar as diretrizes da entidade para retomar as atividades. O Bahia Notícias entrou em contato com o dirigente e ele esclareceu que as previsões de datas para o futebol no estado ainda estão sendo resolvidas com a FBF e que ainda não há nada acertado. “Estamos alinhados com a Federação. E a Federação depende das decisões sanitárias do estado e do município. Ela nao tem força sozinha”, declarou o presidente do Vitória. Até então, os atletas do clube estão de férias, previstas para terminarem no dia 1º de maio. “Estamos esperando receber um protocolo da CBF para ajustar nossas realidades e ver o que os órgãos de controle sanitários do estado falam”, completou Paulo Carneiro sobre como será pensado o retorno das atividades. Ele ressaltou ainda que a decisão de voltar o futebol ou nao deixou de ser somente por uma preocupação com a demanda esportiva. Quarta, 29 de Abril de 2020 - 19:08 Bolsonaro diz que Ministério da Saúde e Anvisa vão lançar parecer para retorno do futebol

Bolsonaro diz que Ministério da Saúde e Anvisa vão lançar parecer para retorno do futebol

O presidente Jair Bolsonaro reforçou na tarde desta quarta-feira (29) que o futebol será retomado assim que o Ministério da Saúde der um parecer de liberação para as atividades do esporte. De acordo com o governante, a liberação do órgão deve sair nos próximos dias.

“Está pra sair essa semana um parecer do Ministerio da Saude para voltar o futebol sem público”, declarou Bolsonaro. Em contato com a imprensa, o presidente disse que o parecer também depende da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e que “depende de outros fatores também”. 

Ele ainda pontuou que as políticas restritivas para o esporte foram feitas pelos governadores. "Não adianta Rui Costa ficar nessa palhaçada", disse o presidente sobre as medidas de isolamento adotadas na Bahia. 

No início desta semana, o presidente já havia comentado que é favor da volta gradual das atividades da modalidade e dos treinamentos dos jogadores. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário