Publicidade

segunda-feira, 6 de março de 2017

Leão vence o sexto jogo seguido no Baianão e permanece na liderança, com 18 pontos. A vítima da vez foi o Atlântico, no Barradão


Há 21 anos não se via o Leão vencer as seis primeiras partidas do Campeonato Baiano. Neste domingo, o Vitória venceu o Atlântico, por 2 x 0, no Barradão, mantendo a liderança isolada com 100% de aproveitamento, quatro a mais que o segundo colocado. Após o triunfo, o rubro-negro agora se concentra no duelo contra o Vasco, pela Copa do Brasil, na próxima quinta-feira (09), em São Januário.
Com um time bastante modificado, o Vitória entrou em campo poupando alguns atletas e dando ritmo a outros. Deu certo. O Atlântico não ofereceu perigo ao gol do Leão, que tinha a partida segura. Com muito toque de bola, faltava apenas arriscar mais a gol. Gabriel Xavier, Cleiton Xavier e Paulinho tentaram, mas erravam o alvo por pouco. Apenas no último minuto de jogo, finalmente, o Vitória abriu o placar. Uillian Correia deu um passe açucarado para Cleiton, que bateu no cantinho e comemorou seu quarto gol com a camisa rubro-negra, o primeiro no Baianão.
O segundo tempo foi quase uma repetição do primeiro. O Atlântico se defendia, enquanto o Vitória atacava. Gabriel Xavier, que retorna de contusão, se destacava na frente, com chutes quase precisos. Um deles chegou a carimbar o travessão. Porém, o segundo gol só aconteceu no final do jogo, com o Imortal. André Lima recebeu passe de Pineda, que estufou a rede e manteve o Leão bonito na liderança.
VITÓRIA 2 x 0 Atlântico (Campeonato Baiano – 7ª rodada)
Local: Barradão, em Salvador
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Assistentes: Paulo de Tarso Bregalda Gussen (BA) e Edevan de Oliveira Pereira (BA)
Cartões amarelos: Bruno Ramires
Gols: Cleiton Xavier e André Lima
Vitória: Caíque; Patric, Vinícius, Alan Costa e Euller; Bruno Ramires (José Wélison), Uillian Correia, Gabriel Xavier e Cleiton Xavier (André Lima); David e Paulinho (Pineda). Técnico: Argel Fucks.
Atlântico: Gustavo; Michel, Cássio, Sinval e Borges (Juan Quadros); Pedro Henrique, Antônio Carlos, Biziu (Hugo), Ramon Santos (Jailson) e Rogério Rios; Elísio. Técnico: Ricardo Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário