GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

terça-feira, 8 de março de 2022

Ramon Menezes é o novo treinador da Seleção Brasileira Sub-20

 


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou, nesta segunda-feira (7), que Ramon Menezes é o novo técnico da Seleção Brasileira sub-20. O ex-jogador, de 49 anos, com passagens por clubes como Cruzeiro, Vasco e Vitória, chega com a missão de preparar a equipe para o Torneio Conmebol Sul-Americano 2023, classificatório para a Copa do Mundo FIFA da categoria.

 

Ramon foi demitido pelo Vitória em agosto do ano passado (lembre aqui), após 16 jogos, três vitórias, cinco derrotas e seis empates. Ele chega para substituir André Jardine, campeão olímpico, que foi treinar o San Juan, no México. 

 

"A Seleção Brasileira está na minha história como jogador. Coincidentemente, minha primeira convocação foi para a Seleção Sub-20 em 1991, quando fui campeão sul-americano e vice-campeão mundial. Retornei à Seleção Principal em 2001, quando disputei a Copa das Confederações com a geração que viria a ser campeã do mundo, no ano seguinte. Encaro esse chamado para treinar a categoria sub-20 como uma convocação. Estou pronto para o desafio. Há alguns anos já acompanho os jovens atletas. Conheço bem essa geração. É sempre uma honra estar na Seleção Brasileira", disse Ramon. 

 

O trabalho do novo treinador começou bem antes de sua apresentação oficial nesta segunda-feira (7). Há cerca de um mês, Ramon aceitou o convite da Seleção e já iniciou o trabalho junto aos observadores técnicos do departamento de base para elaborar sua primeira lista de convocados. O expediente na sede da confederação, no entanto, começou hoje quando assinou o contrato com a CBF. A escolha de Ramon se deu após rigoroso processo de avaliação de currículos e de perfis realizado pelo departamento de base da Seleção Brasileira.

 

"Ramon mostrou-se o mais qualificado e preparado entre os nomes avaliados. Tem o perfil que buscamos em nossos treinadores. É um profissional moderno, acostumado a lidar com atletas mais jovens e ainda traz toda a sua experiência como ex-jogador. Era um craque dentro e fora de campo. Tem espírito vencedor. Um dos melhores da sua posição. Estamos satisfeitos com nossa escolha. Vamos em frente com nosso objetivo de seguir sendo protagonista em todas as competições e desenvolvendo os jogadores para a Seleção Principal", analisou Branco, coordenador das categorias de base da Seleção Brasileira. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário