GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

terça-feira, 2 de junho de 2020

Presidente da FFT quer que Roland Garros tenha o máximo de público permitido

Presidente da FFT quer que Roland Garros tenha o máximo de público permitido

O presidente da Federação Francesa de Tênis (FFT), Bernard Giudicelli, declarou que pretende ver o Roland Garros deste ano com público. O evento, que estava previsto para acontecer nesta última semana, foi transferido para setembro. 

Com a previsão de que os jogos da modalidade retornam em agosto, o dirigente da FFT disse que fará esforço para ter a participação de pessoas no torneio, com a maior quantidade que for permitida pelo governo local. 

“A opção que privilegio é um Roland Garros disputado com o máximo de público. Então, dependendo das condições sanitárias, cumpriremos as diretrizes que o governo nos der. É o governo quem decide a afluência e a quantidade máxima de espectadores nas arquibancadas”, posicionou Giudicelli em live com o tenista Gael Monfils, nono do mundo no esporte.

Apesar da possibilidade levantada, até então, de que a competição aconteça com portões fechados, o presidente disse que o evento perde a “mágica” sem a participação dos espectadores no local. “Jogar com portões fechados é realmente uma hipótese da qual não gostamos, porque Roland Garros, como todos os grandes torneios, é um encontro entre jogadores e público. É o que faz a mágica desse torneio”, pontuou. 

As competições de tênis estão suspensas desde março devido a pandemia do coronavírus. A previsão é que os jogos organizados pela ATP e pela WTA voltem em agosto. Roland Garros está marcado para 20 de setembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário