Fibrolink Telecom

Fibrolink Telecom

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Lutador russo morre por conta de golpes recebidos em luta de boxe


O boxeador Maxim Dadashev, 28 anos, morreu na manhã desta terça-feira (23) por conta de golpes que sofreu na primeira derrota de sua carreira, em luta que aconteceu na sexta passada. Dadashev foi nocauteado por Subriel Matias no 11º round de uma luta em Oxon Hill, em Maryland, nos EUA.
O treinador Buddy McGirt afirmou ao site da ESPN que o lutador morreu em um hospital de Cheverly, também nos EUA, onde estava desde a luta. Ele disse que ainda está chocado com tudo que aconteceu. "Isso faz você perceber o tipo de esporte no qual estamos. Ele fez tudo certo no treino, sem problemas, nada. Minha mente está muito doida agora. Tipo, o que eu poderia ter feito de diferente? Mas, no fim das contas, tudo estava bem (no treino). Ele estava ok, pronto, mas este é o esporte em que estamos. Basta um soco, cara".
Dadashev esteve durante toda a luta dominado por Matias. O vencedor iria enfrentar o atual campeão dos superleves pela Federação internacional de Boxe (IBF), Josh Taylor. Dadashev apanhou muito e o técnico acabou fazendo uma intervenção, no intervalo após o 11º round. 
As câmeras flagraram o treinador pedindo que o russo interrompesse o combate. "Vou parar a luta, Max. Max, você está sendo atingido demais", ele é ouvido dizendo. O russo se recusa balançando a cabela, mas o treinador insiste. "Por favor, Max. Por favor. Deixe-me fazer isso. Ok? Olhe para mim. Por favor. Se eu não fizer isso, o juiz vai fazer. Por favor, Max. Por favor".
Sem nenhuma reação do russo, MCGirt então avisa ao árbitro que o lutador não tinha como continuar o combate. Ele contou hoje à ESPN e pensou em jogar a toalha no nono round, mas acabou desistindo. "Eu vi ele enfraquecer e, quando ele voltou ao corner (depois do 11º round), minha decisão já estava tomada. Eu estava perguntando a ele por respeito, mas minha cabeça já estava feita. Eu não ia deixar ele sair dali (do corner)".
O lutador russo teve que ser ajudado para sair do ringue e desmaiou antes mesmo de chegar ao vestiário. Depois, passou mal e começou a vomitar. Uma maca ajudou na remoção para o hospital. Dadashev passou por uma operação para tentar conter uma hemorragia cerebral e aliviar a pressão intracraniana, sendo depois colocado em coma induzida, mas não resistiu e morreu hoje.
Dadashev deixa esposa e um filho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário