CÂMARA DE VEREADORES DE CAIRU

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Em Portugal, jogador comete pênalti durante aquecimento

Reserva coloca a mão na bola e juiz marca pênalti

Um pênalti mais que inusitado marcou a rodada deste fim de semana da segunda divisão do Campeonato Português. O meia Budag Nasyrov, do Sporting B, cometeu a infração quando se aquecia atrás do gol, ao colocar a mão na bola que se perderia pela linha de fundo. A bobagem custou caro: sua equipe, que vencia o jogo, foi derrotada por 2 a 1 pela Acadêmica de Coimbra.
O lance aconteceu aos 25 minutos do segundo tempo. Nasyrov, meia nascido no Azerbaijão que atua pela equipe secundária do Sporting, queria apenas recolher a bola que saía pela linha de fundo e entregá-la ao goleiro adversário, mas não percebeu que estava dentro do campo. Jogadores do Acadêmica reclamaram e o juiz assinalou o pênalti, convertido, sem qualquer constrangimento, por Rui Miguel.
O árbitro da partida acertou ao assinalar o pênalti, já que, de acordo com as regras atuais, um jogador reserva ou até integrante da comissão técnica que cause interferência na partida deve ser punido com falta e expulsão (mesmo que Nasyrov tivesse tocado a bola apenas com o pé, a penalidade deveria ter sido marcada). Como seu gesto não evitou uma chance clara, o árbitro o puniu apenas com um cartão amarelo, além da marcação do pênalti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário