GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

Michael Schumacher completa 53 anos e é homenageado pelo mundo da F1

 


Michael Schumacher comemora aniversário de 53 anos nesta segunda-feira (3) e é o grande homenageado do dia no mundo do automobilismo. Amigos e admiradores do heptacampeão mundial de Fórmula 1 têm desejado os parabéns e a melhora do estado de saúde do ex-piloto.
 

O filho Mick foi um dos que exaltou o pai. "Dias como este foram importantes para aumentar minha paixão pelo automobilismo, e ainda o fazem hoje", escreveu o piloto da Haas ao publicar uma fotografia em que aparece ainda criança no colo de Michael. "Sou grato por todas as experiências que você me passou e empolgado para ter novas no futuro."
 

Schumi completa aniversário sem que seus fãs saibam ao certo qual é seu estado de saúde. Oito anos após o acidente que sofreu enquanto esquiava, o ex-piloto está em casa, cercado pela família e acessível para visitas apenas para os amigos mais próximos.
 

Ninguém de fora sabe, por exemplo, se o heptacampeão está ou não consciente, se consegue falar ou se comunicar de alguma maneira, pois a família escolheu manter sua privacidade. Não à toa uma das mensagens mais comuns para ele hoje foi "continue lutando".
 

"Você continua sendo uma inspiração para todos nós", escreveu o amigo Jean Todt, de quem Michael ficou muito próximo nos tempos de Ferrari. Todt é um dos poucos que podem visitá-lo e recentemente afirmou que o ex-piloto "sobreviveu graças ao trabalho dos médicos e ajuda de Corinna [a mulher], que queria que Michael sobrevivesse. Ele sobreviveu, mas com sequelas".
 

Schumi sofreu diversos danos cerebrais ao cair de esqui em um resort na cidade de Méribel, na França, onde a família passava as festas de final de ano em 2013. Ele ficou em coma induzido por seis meses e passou por várias cirurgias até ser liberado para voltar para casa, em Lake Geneva, na Suíça.
 

Sobre sua saúde, a versão oficial é de que a recuperação do ex-piloto é lenta, mas gradual. No entanto, as poucas informações que saem a público sugerem que o heptacampeão vive sobre uma cama. Em documentário produzido recentemente pela Netflix, por exemplo, a mulher Corinna Schumacher admite que "sente falta dele todos os dias".
 

Schumacher é ainda hoje o maior campeão da história da Fórmula 1, empatado com Lewis Hamilton com sete títulos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário