GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Vítimas do voo da Chape vão receber R$ 4,8 bi em indenização, decide Justiça dos EUA

 

As famílias das vítimas do voo da Chapecoense deverão ser indenizadas após decisão do juiz Martin Zilber, da corte estadual da Flórida, nos Estados Unidos. Conforme o jornal Folha de S. Paulo, a sentença determina que cada familiar ou sobrevivente receba, no total, US$ 844 milhões (R$ 4,77 bilhões na cotação atual). A decisão foi tomada em agosto deste ano e no valor serão acrescidos os juros.

Apesar da decisão, os valores não serão pagos imediatamente, contudo, uma porta foi aberta para que o processo siga com um parecer inicial favorável. Ainda de acordo com a publicação, as famílias e sobreviventes que são partes do processo não teriam direito a uma divisão igual dos valores. Algumas pessoas poderiam receber US$ 30 milhões (R$ 169,5 milhões) e outras US$ 18 milhões (R$ 101,7 milhões).

O processo foi contra a LaMia e Ricardo Albacete (um dos sócios da LaMia); e Kite Air Corporation e Marco Antonio Rocha Venegas (empresa dona da aeronave e proprietário, respectivamente).

O avião que levava o time da Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana de 2016 caiu próximo ao aeroporto de Rionegro, em Medellín, na Colômbia. Segundo a lista oficial das autoridades colombianas, o voo levava 81 pessoas e 76 morreram. Entre as vítimas estavam 21 profissionais da imprensa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário