quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Atlético-MG vence de virada, conquista o título e complica a vida do Bahia

 


A torcida do Bahia foi do céu ao inferno em seis minutos na Arena Fonte Nova no jogo contra o Atlético/MG na noite desta quinta-feira (02). O tricolor conseguiu abrir dois a zero aos 20 minutos do segundo tempo e seis minutos depois já havia sofrido a virada.
 
O Galo comemorou o bicampeonato da Série A do Brasileirão na Arena Fonte Nova, após 50 anos de espera. Já o Tricolor de Aço se complica de vez na luta contra o rebaixamento e continua na zona de rebaixamento. O Bahia vai precisar vencer as próximas duas e últimas partidas para escapar matematicamente da degola.
 
O jogo
As duas equipes estavam se respeitando demais e não conseguiam furar a marcação.  Nas tentativas de jogadas mais ousadas, acabaram errando o passe, principalmente o tricolor. Nenhuma das duas equipes tiveram chances claras de gol no primeiro tempo.
 
Só aos 39 minutos Nacho Fernández recebeu belo passe na direita, invadiu a área e bateu de chapa no canto, mas Danilo Fernandes estava atento e fez grande defesa.
 
O Bahia melhorou no retorno da segunda etapa e conseguiu articular melhor as jogadas. Aos 10 minutos, Raí teve uma boa chance chutando rasteiro da entrada da área, mas o goleiro Everson foi no canto direito para fazer a defesa.
 
Aos 16 minutos, porém, Everson não teve como evitar. Mugni cobrou o escanteio e Luis Otávio foi no terceiro andar cabecear no ângulo esquerdo. Alívio para os corações dos 29.228 tricolores que pagaram ingresso para fazer festa na Fonte Nova.
 
Quatro minutos depois, Matheus Bahia recebe passe de Rodriguinho e cruza rasteiro para Gilberto dar um toquinho e colocar para o fundo das redes. Explosão na Fonte.
 
O Atlético não desistiu e aos 26 minutos o meia Sasha se jogou ao sentir o contato do zagueiro Luís Otávio e o juiz marcou o pênalti. Hulk bateu aos 27 e diminuiu para o Galo.
 
Logo depois da retomada do jogo, Keno recebeu na entrada da área, cortou para dentro e bateu para o fundo das redes.
 
O Bahia sentiu demais os dois gols em praticamente dois minutos e quatro minutos depois sofreu a virada. Keno, mais uma vez, recebeu na entrada da grande área, dominou com uma perna e bateu com a outra, sem chances para Danilo Fernandes.
 
Balde de água fria para a torcida tricolor na Arena e festa em Belo Horizonte.  
 
O resultado manteve o Bahia na 17ª colocação com 40 pontos. O Atlético/MG chegou aos 81 pontos e conquistou o título da competição. O Tricolor de Aço recebe o Fluminense na Arena Fonte Nova no próximo domingo (05), às 16h. No mesmo dia e horário, o Galo encara o Bragantino no Mineirão, no jogo de entrega da taça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO