GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Turbilhão Feminino: A despedida de Formiga da Seleção Brasileira

 


Despedida não é dizer adeus! É deixar saudade! Esse será o meu sentimento quando a veterana Formiga não atuar mais pela Seleção Brasileira. A despedida oficial será no Torneio Internacional, entre os dias 25 de novembro e 1º de dezembro em Manaus, na Arena da Amazônia. Vai ser logo na primeira partida, diante da Índia.

 

Em dezembro de 2016, Formiga ensaiou esse momento. Na mesma cidade, no mesmo Estádio e no mesmo Torneio se aposentava Miraildes Maciel Mota, a Formiga. Em grande estilo, com vitória por 5 a 3 sobre a Itália. Um jogo marcado por homenagens, reverências e muita emoção. Em janeiro de 2018, felizmente ela desistiu da aposentadoria. Foi convocada pelo Técnico Vadão para Copa América. Foi campeã e hepta pelo Brasil. Formiga parece incansável! Mas dessa vez a trajetória na Seleção Brasileira vai chegar ao fim! Mesmo sendo uma atleta de alto rendimento entre as primeiras do ranking com os melhores índices no preparo físico. Corre, desarma, avança, chuta, haja fôlego! Meio-campista com qualidade de passe, inteligência de jogo, liderança e disposição em campo. 

 

Assim, a garota revelada nos campos de Periperi, Subúrbio Ferroviário de Salvador, conseguiu chegar a marca de 233 jogos com camisa 8 do Brasil e 29 gols. Aos 43 anos, a lendária Formiga fez história ao se tornar a única atleta do mundo, entre homens e mulheres, a ter participado de sete Copas do Mundo. Coleciona também sete participações em Jogos Olímpicos. Duas medalhas de prata. 

 

A primeira vez que Formiga vestiu a camisa da Seleção Brasileira ela tinha 17 anos. Essa longevidade na seleção brasileira fez dela referência. O simbolismo dessa atleta evidenciou a importância dela para o futebol feminino em nosso país e no mundo. Foi peça fundamental para o desenvolvimento e consolidação da modalidade no Brasil. Por isso, sinto que essa despedida será da seleção mas não do futebol feminino. 

 

Confesso que não estou preparada para esse momento. Se é que realmente conseguimos nos preparar para uma despedida. O sentimento que vai ficar, tenho certeza, será de saudade de ver o retrato da determinação e garra de uma mulher em ação! Pelo menos, nos gramados. Mas como disse lá no inicio, despedida não é dizer adeus. É esperar o próximo capítulo e desejar boa sorte a uma nova jornada! Sendo assim: boa sorte Formiga nos próximos desafios!


Nenhum comentário:

Postar um comentário