GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Uefa encaminha pedido para Fifa alterar regra de mão na bola

 

A Uefa quer flexibilizar as punições por mão na bola no futebol. Para isso, Aleksander Ceferin, presidente da entidade, enviou a Gianni Infantino, mandatário da Fifa, uma carta pedindo uma reunião para debater o assunto. O intuito é que a penalidade não seja tão rigorosa para jogadores e equipes. 

 

Segundo a agência norte-americana The Associated Press, Ceferin pede no documento encaminhado que uma reunião seja organizada ainda este mês para reconsiderar a regra de bola na mão durante as partidas. Para ele, os lances devem voltar a serem avaliados pelo árbitro responsável, definido como ação proposital ou não por parte do jogador envolvido.

 

“A tentativa de definir estritamente os casos em que a bola toca na mão é um crime e resultou em muitas decisões injustas que foram recebidas com crescente frustração e desconforto pela comunidade do futebol”, declarou o presidente da Uefa.

 

“Acontece com bastante frequência que a bola bate acidentalmente nas mãos ou nos braços dos jogadores. Mas o espírito da lei é claro que, sendo esses casos inevitáveis, eles não devem ser punidos para evitar a fragmentação excessiva do jogo e até mesmo para permitir que situações perigosas decidam o resultado das partidas”, posicionou o dirigente.

 

Ele ainda alega que muitos pênaltis que decidiram jogos importantes foram dados injustamente devido a rigidez da regra. 

 

A medida que generaliza a punição a qualquer situação em que a bola tenha contato com a mão ou braço do jogador, de forma intencional ou não, passou a ser mundialmente usada nas competições desde o ano passado. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário