Publicidade

GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Para pagar despesas da prisão, Marin vende mansão por R$ 11,5 mi

Ex-presidente da CBF, José Maria Marin deixa tribunal federal no Brooklyn, em Nova York, após se declarar inocente das acusações de corrupção no futebol. Marin foi extraditado aos Estados Unidos nesta terça-feira (3) depois de cinco meses preso na Suíça

Para ajudar a pagar os custos de sua prisão domiciliar em Nova York e despesas com advogados, o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, vendeu por R$ 11.550.000,00 uma mansão localizada no Jardim Europa, uma das regiões mais nobres de São Paulo. O imóvel fica em um terreno de 2.600 metros quadrados e tem 818 metros quadrados de área útil. Possui dois andares, 12 salas, 10 banheiros e estacionamento para 30 carros.
A nova proprietária da residência é a empresa Meta Administradora de Bens, especializada em empreendimentos de alto padrão. O negócio foi registrado no 4.º Cartório de Registro de Imóveis de São Paulo.
O ex-presidente da CBF recebe pensão vitalícia do Estado de São Paulo no valor de R$ 20.257,80 relativa à extinta carteira previdenciária dos deputados paulistas. José Maria Marin foi deputado estadual por dois mandatos, de 1971 a 1979. Também foi governador de São Paulo por 10 meses, entre 1982 e 1983.
O ex-presidente da CBF está em prisão domiciliar em Nova York desde 2015, à espera do julgamento, marcado para novembro deste ano. Ele obteve permissão para deixar o apartamento por até quatro dias da semana, mas não pode sair do raio de até duas milhas (3,2 quilômetros).

(com Estadão conteúdo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário