GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

sábado, 2 de abril de 2022

Tite pretende acompanhar evolução dos atletas até a Copa

 


O técnico da seleção brasielira, Tite, preferiu falar mais da preparação do Brasil do que dos adversários na primeira fase da Copa do Catar, a partir de novembro, definidos em sorteio realizado na sexta-feira (1º). O time canarinho terá pela frente Sérvia e Suiça – também rivais no começo da Copa da Rússia (2018) e Camarões, outro velho conhecido, em que o Brasil enfrentou em casa, na Copa de 2014.

O treinador preferiu não entrar em detalhes sobre os adversários na primeira fase. Para Tite, o mais importante agora é consolidar o trabalho do grupo, o qual ele promete não ter fechado até a convocação definitiva. “Confirmar uma evolução da equipe e fazer também aquele trabalho invisível de acompanhamento dos atletas, médico, físico, de observação. Sempre respeitando eticamente o clube dos jogadores. É um desafio físico e mental muito forte que teremos pela frente”.

Se a primeira fase não conta com seleções favoritas – o Brasil poderia ser sorteado no grupo da Alemanha ou da Holanda -, os mata-mata prometem ser mais pegados. Passando da fase do grupo, o Brasil pode ter como rival Portugal ou o eterno rival Uruguai. Classificando para as quartas, o embate pode ser contra Alemanha ou Espanha.

A comitiva da Seleção Brasileira que se encontra no Catar, formada por Juninho Paulista (Coordenador de Seleção), Tite (Técnico), Cléber Xavier (Auxiliar técnico), Luis Vágner (Gerente), Hamilton Correia (Administrador) e Aloísio Rocha (Chefe de Segurança), seguirá no país sede da Copa do Mundo para realizar vistorias nos estádios que receberão jogos do Brasil. Também visitará a concentração da seleção em Doha (CAT).


Nenhum comentário:

Postar um comentário