sexta-feira, 31 de dezembro de 2021

Brasileiro chega em segundo na São Silvestre; etíope e queniana sagram-se campeões

 


Foi por muito pouco que o Brasil não faturou a São Silvestre de 2021. Disputada pelas ruas de São Paulo, a prova masculina chegou a ser liderada por Daniel Nascimento no final, mas, com uma arrancada, o etíope Belay Bezabh sagrou-se o grande campeão, com o tempo de 44min55s. Ele já havia levantado o troféu em 2018. 

 

O Brasil, agora, segue com um jejum de títulos. O último conquistado foi em 2010, por Marilson dos Santos. Hector Flores, da Bolívia, completou o pódio no masculino. 

 

No feminino, a dona da festa foi a queniana Sandrafelis Chebet, que dominou de ponta a ponta. Ela, que também tinha sido campeã em 2018, chegou a ser pressionada pela etíope Yenenesh Dinkesa, mas arrancou com tranquilidade no fim e fechou a prova em 50m07. 

 

As brasileiras Jennifer do Nascimento (51s32), Valdilene dos Santos e Franciane Moura completaram o pódio juntas, em uma cena histórica. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO