quarta-feira, 9 de junho de 2021

Jogadores fazem manifesto contra Copa América, mas recusam boicote à competição

 


Os jogadores da seleção brasileira de futebol publicaram, na madrugada desta quarta-feira (9), manifesto no qual se posicionam a respeito da realização do evento. A postagem ocorre após uma semana de intensas discussões sobre a realização da Copa América no Brasil. 

A carta, compartilhada no perfil dos profissionais nas redes sociais de maneira conjunta, classifica o torneio como "inadequado" para o momento. Segundo o documento, os jogadores estão insatisfeitos com a realização da Copa América pela Conmebol, "fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil", como diz o manifesto. Os jogadores destacam, porém, que "em nenhum momento quisemos tornar essas discussão política" e afirmam ter consciência sobre a importância do posicionamento. 

A nota também indica que não há intenção de boicote do torneio por parte dos jogadores. A declaração vem após a tentativa da seleção brasileira tentar organizar, junto a atletas integrantes de outras seleções, uma maneira de não jogar a Copa América. A medida, entretanto, não encontrou força nas outras delegações e não teve prosseguimento.

 

Leia o manifesto na íntegra: 


"Quando nasce um brasileiro, nasce um torcedor. E para os mais de 200 milhões de torcedores escrevemos essa carta para expor nossa opinião quanto a realização da Copa América.

Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil.

Todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado em sua realização.

É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia e estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros.

Por fim, lembramos que somos trabalhadores, profissionais do futebol. Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à Seleção Brasileira."


Nenhum comentário:

Postar um comentário

GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO