GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Investigação da morte de Kobe Bryant aponta falhas do piloto do helicóptero

 

A investigação do Conselho Nacional de Segurança de Transporte (NTSB) dos Estados Unidos declarou nesta terça-feira (9) que uma falha do piloto foi a causa da morte do ex-jogador de basquete Kobe Bryant em acidente aéreo no ano passado. 

 

Ara Zobayan era quem pilotava o helicóptero que levava o ex-atleta, Gianna, filha de Kobe, e mais cinco pessoas. Todos morreram no local do acidente. 

 

Segundo o NTSB, o piloto desobedeceu as regras de voos em condições climáticas ruins e ficou desorientado em meio ao tempo ruim, levando a aeronave ao choque com uma encosta. 

 

“Ele nem mesmo seguiu o treinamento”, declarou Thomas Chapman, membro do conselho do NTSB. Segundo o Conselho norte-americano, o mau tempo fez com que o piloto perdesse as orientações de voo durante o trajeto. Ainda de acordo com a instituição que investiga o caso, o voo que o helicóptero que levava Kobe estava fazendo era do tipo visível, o que também não era permitido diante das circunstâncias climáticas, já que Zobayan não conseguia enxergar o solo e os entornos da aeronave.

 

Apesar do modelo S-76B poder voar em meio às nuvens, inclusive com piloto automático, a NTSB ainda não se sabe se o piloto estava apto para usar esse tipo de funcionalidades. 

 

Os investigadores ainda não encontraram provas de que o piloto tenha sido pressionado a manter o voo em más condições de deslocamento, mas acreditam que esse pode ter sido um dos motivos para desorientação de Zobayan, que ocasionou o acidente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário