GOVERNO DO ESTADO. BAHIA AQUI É TRABALHO

quinta-feira, 12 de março de 2020

Defesa de Ronaldinho voltará a tentar liberdade do ex-jogador


A defesa de Ronaldinho Gaúcho vai solicitar novamente a libertação do ex-craque a um tribunal de apelação na quinta-feira, 11, no momento em que o ídolo tenta se adaptar à vida na prisão em um quartel da polícia em Assunção.
Ele já passou seis noites no estabelecimento prisional e os outros detidos e policiais já o convidaram para participar de um torneio interno da prisão.
“Ele nunca deveria ter sido preso. O que está acontecendo com Ronaldinho é injusto e ilegal. Se ele cometeu um erro e se isso configura um crime, foi um deslize induzido pelas pessoas que o trouxeram”, disse Rogelio Delgado, Presidente da Futebolistas Associados do Paraguai (FAP).
Delgado, campeão da Copa Libertadores de 1979 com o Olímpia e campeão da América com o Paraguai naquele mesmo ano, visitou o famoso ex-jogador brasileiro em sua prisão do Grupamento Especializado de Polícia, a cerca de 15 quarteirões do microcentro de Assunção, no dia aberto para visitas.
“Levei uns lanches para dividir com ele, mas ele não quis. Fiquei lá por duas horas. Eu o achei um pouco triste, mais magro. Nos encontramos várias vezes em congressos de jogadores”, disse Delgado, um sindicalista conhecido que costuma ser procurado por jogadores profissionais locais quando estão em conflito com seus clubes.
Delgado disse temer que o brasileiro “seja explorado por oportunistas que querem tirar proveito de sua situação”.
Advogados vão apelar
Nesse sentido, seus advogados anunciaram que vão recorrer da decisão do juiz Gustavo Amarilla, que confirmou na terça-feira a detenção preventiva do campeão do mundo em 2002 pelo uso de passaporte adulterado.
“Ronaldinho pode se defender enquanto está em liberdade. Ele não precisa ser preso”, disse Delgado. “Se o recurso for apresentado na quinta-feira, o tribunal de apelação, composto por três juízes, tem três dias para se pronunciar. Somente na terça-feira da próxima semana é esperado que Ronaldinho seja liberado se a câmara assim o decidir”, disseram fontes judiciais.
Prisão e dias de calor
Enquanto isso, sob o calor incomum para esta época do ano, que varia entre 35 e 40 graus, vão passando os dias de Ronaldinho na prisão, em meio a 25 policiais que foram condenados por diversos crimes além de políticos processados por corrupção e até alguns pertencentes ao crime organizado.
Na quarta-feira, dia normal para visitas de familiares, a quantidade habitual de entradas foi maior do que o normal.
“Muitos prisioneiros receberam visitantes que nunca haviam ido vê-los antes. Na realidade, eles foram tentar tirar uma foto com Ronaldinho”, disse o especialista em polícia do jornal ABC, Iván Leguizamón, que disse ter conversado com fontes no estabelecimento.
Ronaldinho também recebeu um convite para se juntar a uma das várias equipes que competem no torneio Agrupación, onde o troféu é um leitão de 16 quilos.
Na disputa por sua ‘contratação’, quem poderá ganhar é o time do “chefe”, o oficial de maior patente no quartel, segundo fontes do grupo policial.
A disputa acontece principalmente entre as equipes “Los Pitufos”, “Los Cumbieros”, “Sport Espada”, “Villarreal” e “Milan”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário