GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Segundo título brasileiro do Bahia completa 31 anos nesta quarta

Segundo título brasileiro do Bahia completa 31 anos nesta quarta; Evaristo relembra

19 de fevereiro é uma data especial na história do Bahia. Nesta quarta, o Esquadrão de Aço completou 31 anos da conquista do título brasileiro de 1988 sobre o Internacional, em pleno Beira-Rio.

No placar, um 0 a 0 garantiu a taça do Tricolor após a equipe comandada por Evaristo de Macedo vencer por 2 a 1 na Fonte Nova no dia 15 de fevereiro. Bobô marcou os dois gols do Bahia, enquanto Leomir fez o gol do Inter.

Através do Twitter, Evaristo, considerado um ídolo no clube, relembrou a data e projetou mais conquistas para o Esquadrão no futuro. Neste ano, ele foi homenageado ao ter o seu nome inscrito no novo centro de treinamento do clube. 
"Hoje, 19 de fevereiro... Exatamente há 31 anos o Esporte Clube Bahia se tornava bicampeão brasileiro. Conquista da Bahia, do Nordeste. Com responsabilidade e competência o clube vem se reestruturando aos poucos para buscar novas conquistas", escreveu. 

Após se classificar em quarto lugar do Grupo B da primeira fase da competição, o Bahia eliminou Sport e Fluminense nas fases seguintes até chegar ao Colorado.

Relembre as fichas técnicas das duas partidas entre Bahia e Internacional:

15/02/1989 - Bahia 2×1 Internacional

Bahia: Ronaldo, Tarantini, João Marcelo, Claudir e Edinho; Paulo Rodrigues, Zé Carlos e Bobô; Osmar, Charles e Marquinhos. Técnico: Evaristo de Macedo

Internacional: Taffarel, Luiz Carlos (Diego Aguirre), Aguirregaray, Nenê e João Luís; Norberto, Luís Carlos Martins e Leomir; Maurício (Hêider), Nilson e Edu. Técnico: Abel Braga

19/02/1989 - Internacional 0x0 Bahia

Internacional: Taffarel, Luís Carlos Winck, Norton, Aguirregaray e Casemiro; Norberto, Luís Fernando e Luís Carlos Martins; Maurício (Hêider), Nilson e Edu (Diego Aguirre). Técnico: Abel Braga.

Bahia: Ronaldo, Tarantini, João Marcelo, Claudir (Newmar) e Paulo Róbson; Paulo Rodrigues, Gil Sergipano, Zé Carlos e Bobô (Osmar); Charles e Marquinhos. Técnico: Evaristo de Macedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário