GOVERNO DO ESTADO. BAHIA, AQUI É TRABALHO

segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

Palmeiras encerra preparação menos apressada e com reforços para volta ao Mundial

 


Um ano depois de registrar a mais fraca campanha de uma equipe sul-americana no Mundial de Clubes, o Palmeiras tem a chance de buscar um resultado melhor. Na terça-feira (8) da próxima semana, a formação alviverde estreará na edição 2021 do torneio, tentando deixar para trás as más recordações de 2020.
 

Desta vez, com mudanças significativas no elenco e um tempo maior de preparação, há a expectativa de brigar pelo título. Algo que ficou distante na competição anterior, com derrotas para o Tigres (MEX) nas semifinais e para o Al Ahly (EGI) na disputa pelo terceiro lugar.
 

Nunca um time da América do Sul havia terminado o Mundial sem ao menos um triunfo. Os quatro representantes do continente que anteriormente perderam a partida de estreia --Internacional (2010), Atlético-MG (2013), Nacional-COL (2016) e River Plate (2018)-- levaram a melhor no duelo pela terceira colocação.
 

Logo após o fracasso de 2020 --já em 2021, no atropelado calendário pandêmico, que também deixou para 2022 a decisão de 2021--, o técnico Abel Ferreira disse que o grupo estava deixando o Qatar com "cicatrizes". Mas observou que as marcas tornariam os jogadores "mais preparados para dar uma resposta no futuro".
 

A possibilidade de dar essa resposta se apresenta agora, nos Emirados Árabes Unidos, porém nem todos os que fizeram parte da má campanha terão a oportunidade da redenção. Três dos titulares no duelo com o Al Ahly --Viña, Felipe Melo e Willian-- já não estão no elenco. Luiz Adriano também está perto de sair.
 

Nenhuma das saídas mexe nos planos de Abel de repetir a formação usada no jogo da conquista da Copa Libertadores, em novembro. A escalação foi usada novamente no compromisso de estreia nesta temporada, a vitória por 2 a 0 sobre o Novorizontino, e só não se repetiu na sequência porque os titulares Weverton e Gustavo Gómez estavam a serviço de suas seleções.
 

Não havendo problemas de lesão ou outros imprevistos, o Palmeiras enfrentará o vencedor do confronto entre Monterrey (MEX) e Al Ahly com: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Piquerez; Danilo, Zé Rafael, Gustavo Scarpa e Raphael Veiga; Dudu e Rony.
 

Com Luiz Adriano em baixa e perto do adeus, não há um centroavante típico. A diretoria buscou um homem para a posição e chegou a ter tratativas avançadas com o argentino Lucas Alario, do Bayer Leverkusen (ALE), mas não teve sucesso na negociação.
 

Ainda assim, o time é bem diferente daquele que fracassou na edição anterior do Mundial. Houve peças incorporadas ao elenco ao longo de 2021, caso do atacante Dudu, e reforços recém-chegados que oferecem opções a Abel: Marcelo Lomba, Murilo, Jailson, Atuesta e Rafael Navarro.
 

No ano passado, a estreia no Mundial ocorreu em 7 de fevereiro, apenas uma semana após o triunfo sobre o Santos na decisão da Libertadores. Na estendida temporada, foram 77 jogos entre Paulista, Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores e Mundial.
 

Agora, o problema pode ser a falta de ritmo, mas não é o cansaço. Após a vitória sobre o Flamengo na decisão sul-americana, em 27 de novembro, Abel Ferreira deu férias aos principais jogadores do elenco. E a si mesmo. Nem ele esteve no banco de reservas nas três rodadas finais do Brasileiro.
 

O técnico viajou a Portugal para ficar com a família e, descansado, retornou para a pré-temporada em 5 de janeiro. O Palmeiras começou o ano vencendo com facilidade o Novorizontino (2 a 0) e a Ponte Preta (3 a 0). Cheio de reservas, empatou com o São Bernardo (1 a 1).
 

O time alviverde ainda enfrentará o Água Santa, nesta terça (1º), novamente pelo Campeonato Paulista. Em sua despedida do Brasil, o Palmeiras só precisará trocar Weverton, que permanece a serviço da seleção brasileira, por Marcelo Lomba em sua escalação ideal.
 

Depois deste compromisso, a delegação palmeirense já poderá embarcar para os Emirados Árabes Unidos, na quarta (2). Lá, com uma preparação menos apressada e com mais opções no elenco do que tinha no Qatar, espera de fato brigar pelo título mundial.
 


 

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
 

Horário: 19h (de Brasília) desta terça-feira (8)
 

Árbitro: Salim Fende Chavez
 

VAR: Marcio Henrique de Gois
 

Transmissão: Paulistão Play, Youtube e Premiere


Nenhum comentário:

Postar um comentário